Início do conteúdo
Notícias Confira novas atrações on-line dos projetos Um Novo Olhar, Bossa Criativa e Sinos

Funarte Notícias

Publicado em 30 de março de 2021

Confira novas atrações on-line dos projetos Um Novo Olhar, Bossa Criativa e Sinos

Novo módulo da Casa do Choro sobre Henrique Alves de Mesquita e vídeo com Armandinho Macedo e a Orquestra Instrumental de Violões do Forte de Copacabana estão entre os destaques

Confira novas atrações on-line dos projetos Um Novo Olhar, Bossa Criativa e Sinos

A Fundação Nacional de Artes – Funarte e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) apresentam, de 29 de março a 2 de abril, alguns destaques da agenda do Arte de Toda Gente, realizado em parceria pelas duas instituições. Relacionados a várias linguagens artísticas, os cursos e outras atividades do programa são exibidos em vídeos, no canal youtube.com/artedetodagente e nos sites dos três projetos que integram a iniciativa. O acesso é gratuito. O Arte de Toda Gente conta com a curadoria da Escola de Música da UFRJ. Confira as atrações:

Henrique Alves de Mesquita. Imagem: Casa do Choro

Bossa Criativa – Arte de Toda Gente

Na terça-feira, 30 de março, às 10h, entram no ar, na Série Casa do Choro, os vídeos de número onze das três oficinas. Na 8 com, Mauricio Carrilho fala sobre a obra O gelo, um “choro sambado”; na Furiosa Portátil, o palestrante comenta a respeito do maxixe Olaria; já na oficina Princípios do Choro, inaugurando o módulo Personagens do Choro, Jayme Vignoli fala sobre Henrique Alves de Mesquita (1830-1906) (na imagem ao lado), compositor, regente, organista, trompetista e professor carioca, autor dos primeiros tangos brasileiros publicados. Jayme Vignoli é cavaquinista, arranjador, compositor e bacharel em Composição pela UniRio. Integra o conjunto Água de Moringa, com o qual gravou três CDs (o segundo fez jus ao Prêmio Sharp de melhor conjunto em 1994). Vignoli se apresentou e gravou com diversos artistas de renome, dentre os quais Paulinho da Viola e Raphael Rabello. Na Escola Portátil de Música, da Casa do Choro, dá aulas de cavaquinho e foi um dos professores responsáveis pela Camerata Portátil.

Na sexta-feira, 2 de abril, às 18h, está programado o vídeo Tributo a Armandinho Macedo, com o show que reuniu o artista à Orquestra Instrumental de Violões do Forte de Copacabana, em 2019. Com mais de 50 anos de carreira, o guitarrista, bandolinista, compositor e arranjador Armandinho Macêdo é conhecido principalmente pela referência dos carnavais de Salvador. A partir do cavaquinho eletrificado e tocado pelo pai Osmar e o parceiro Dodô, ele criou um modelo de guitarra. Aperfeiçoou e diminuiu o tamanho do instrumento, dando a ele o seu próprio estilo e o nome de “Guitarra Baiana” cada vez mais difundida no exterior. Mesmo sem registro oficial, a patente original da criação é sua por comprovado direito histórico.

Reconhecida influência para importantes músicos instrumentais brasileiro, Armandinho já realizou diversos shows com artistas como Yamandu Costa e Hamilton de Holanda. Integra o grupo de música pop instrumental A Cor do Som, que comemorou 40 anos de carreira com a turnê Pé na Estrada, em 2018. Em 2019, o conjunto iniciou outra sequência de atuações pelos pais. Na turnê, aceitou o como o convite da Orquestra Violões do Forte de Copacabana para uma participação especial em comemoração aos 105 anos da fortificação.

Tim Rescala. Crédito da imagem: Divulgação

Um Novo Olhar (UNO)

Nesta segunda-feira, dia 29, às 10h, foi liberado na seção Repertório para Canto Coral do site do projeto UNO o material (vídeos, áudios e partituras) relacionado a Três Histórias da Vovó, de Tim Rescala. Na coleção, o compositor aborda, de forma simples e bem-humorada, diversas situações que envolvem a relação das crianças com avós. As peças são precedidas por uma abertura. A obra é formada pelas peças A fazendinha da vovó, A cirandinha da vovó e A costura da vovó, compostas especialmente para a série Música Brasileira para Coro Infantil, lançada pelo Um Novo Olhar.

Leia mais sobre Tim Rescala no link abaixo

Também nesta segunda-feira, em ambiente restrito a inscritos, começa o curso Artes Visuais + Educação + Acessibilidade + Decolonialismo.

Sistema Nacional de Orquestras Sociais (Sinos)

Na terça-feira (30), em sua quinta oficina sobre o ensino do contrabaixo, no curso Pedagogia das Cordas, Voila Marques fala sobre o tema O Movimento do Braço Esquerdo na Mudança de Corda. A professora carioca é contrabaixista e bacharel em contrabaixo pela UFRJ. Atuou na Orquestra Sinfônica Brasileira (1988-2007) como concursada no instrumento; como contrabaixista da extinta Orquestra Sinfônica Jovem da Funarj e, como convidada, tocou contrabaixo em várias outras formações orquestrais e grupos. Foi professora do instrumento em ações culturais e em instituições de ensino como a Escola de Música Villa-Lobos (1994-2011). Atualmente, é contrabaixista concursada da Orquestra Sinfônica da UFRJ, contrabaixista chefe de naipe da Orquestra de Mulheres do Rio de Janeiro (OSMRJ), professora de contrabaixo do Projeto Orquestra Maré do Amanhã e professora de contrabaixo no Programa Orquestra nas Escolas.

Na mesma data, em sua terceira oficina também sobre o contrabaixo no curso Pedagogia das Cordas, Rodrigo Fávaro fala sobre o Posicionamento do Instrumento.

Programa Arte de Toda Gente

Projetos Bossa Criativa, Um Novo Olhar e Sistema Nacional de Orquestras Sociais

Realização
Fundação Nacional de Artes – Funarte | Secretaria Especial da Cultura | Ministério do Turismo
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Curadoria: Escola de Música da UFRJ

Acesse os vídeos no canal do programa: youtube.com/artedetodagente

Leia mais sobre o vídeo de Tim Rescala na noticia:
Tim Rescala estreia vídeo no Um Novo Olhar

Leia mais sobre os projetos que compõem a iniciativa, nos sites: