Início do conteúdo
Notícias Nota de pesar: Penha de Souza

Funarte Notícias

Publicado em 2 de julho de 2020

Nota de pesar: Penha de Souza

(1935 – 2020)

Nota de pesar: Penha de Souza

A Fundação Nacional de Artes – Funarte, por meio de sua Coordenação de Dança, expressa seus sentimentos de pesar à família e aos admiradores do trabalho de uma das grandes mestras da dança brasileira, Penha de Souza. Bailarina, coreógrafa, diretora e professora, ela construiu sua trajetória ao longo de 50 anos dedicados à dança. Iniciou sua carreira no balé clássico até chegar ao Alongamento Corretivo Postural, método que criou a partir de sua formação clássica, passando pela dança moderna e técnicas de Yoga, RPG e Pilates.

Penha nasceu em 1935 no Rio de Janeiro, onde começou seus estudos com Madeleine Rosay. Ainda na infância, mudou-se para Bauru, no interior do estado de São Paulo. Em 1949, estudou balé com Zélia Gentil, no Centro Cultural da cidade. Seis anos depois, foi para São Paulo e estudou com Maria Olenewa, de quem se tornou assistente.

Como bailarina, Penha de Souza atuou em especiais na TV Tupi, TV Rio, Record e TV Paulista. No início da década de 1970, estudou nas escolas de Martha Graham e Alvin Ailey Jr., nos Estados Unidos. Trouxe de Nova York a técnica de Graham e foi coreógrafa da companhia Cisne Negro, tendo criado o primeiro espetáculo do grupo, Pulsación, em 1977.

Penha foi responsável pela formação de dezenas de bailarinos, além de ter se dedicado ao reconhecimento da dança como profissão no Brasil. Foi membro-fundadora da Associação Paulista de Profissionais da Dança (APPD), atual Sindicato dos Profissionais da Dança do Estado de São Paulo.