Início do conteúdo
Editais/Chamamentos Prêmio Funarte Artes Visuais 2020/2021

Editais/Chamamentos Inscrições abertas

Publicado em 4 de agosto de 2020

Prêmio Funarte Artes Visuais 2020/2021

Prêmio Funarte Artes Visuais 2020/2021

O Diálogo Entre o Patrimônio Histórico da Cidade do Rio de Janeiro e o Brasileiro Presente nas Artes Visuais e nos Espaços Urbanos

 

 

 

– INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ DIA 19 DE OUTUBRO – 

A Fundação Nacional de Artes – Funarte prorrogou o prazo de inscrições para o edital do Prêmio Funarte Artes Visuais 2020/2021 – O Diálogo Entre o Patrimônio Histórico da Cidade do Rio de Janeiro e o Brasileiro Presente nas Artes Visuais e nos Espaços Urbanos. A nova data-limite é 19 de outubro de 2020, segunda-feira, até 17h59min (horário de Brasília). A portaria de prorrogação foi publicada no Diário Oficial da União, Edição 174, do dia 10/09/2020, Seção 1, pag.112.. O documento pode ser acessado por meio deste link.

INFORME DE ALTERAÇÃO

A portaria informa ainda que  as exposições que serão realizadas pelos contemplados poderão ser no formato virtual, caso o quadro de pandemia pelo Covid-19 ainda seja desfavorável para estes eventos, no período das ações programadas. As análises serão feitas pela Funarte “de ofício”, ou por solicitação do premiado.

INSCRIÇÕES ABERTAS

A Fundação publicou o edital no dia 3 de agosto de 2020. O processo seletivo é válido para todo o Brasil, com um total em prêmios de R$ 650 mil, para exposições com entrada gratuita.

Por meio do concurso, a entidade selecionará cinco projetos para exposições de vídeo ou fotografia que englobem as diversas linguagens das artes. Cada um dos autores contemplados ganhará um prêmio de R$ 130 mil (valor bruto). As propostas devem considerar a herança histórica do país, presente nas artes plásticas e visuais, na arquitetura e nos espaços urbanos das cidades brasileiras; e ter como referência “a herança histórica da cidade do Rio de Janeiro, a partir de seu patrimônio arquitetônico e/ou urbano; e/ou por meio da produção das artes plásticas e visuais”.

Os projetos precisam apresentar a relação desse legado com o(s) de outra(s) cidade(s) do país, utilizando, necessariamente, na construção do argumento do trabalho “dois eixos de diálogo de cunho histórico e artístico”. São eles: a) Eixo espacial, relacionando essas herança com o meio que a envolve; e b) Eixo temporal, relacionando esses registros históricos com elementos de dois períodos, “um anterior e outro posterior à Independência do Brasil.”

Exposições

As propostas devem prever a realização de mostras individuais de no mínimo 30 dias, ao longo de 2021. Nas obras devem ser utilizados suportes em vídeo e/ou fotografia. As exposições devem ser realizadas em espaços da Funarte, a serem definidos pela Comissão de Seleção: ou na Galeria Fayga Ostrower, na Funarte Brasília (DF); ou nas galerias Flávio de Carvalho ou Mário Schemberg da Funarte SP, na Capital paulista; ou no Galpão 5 da Funarte MG. “As pautas deverão ser montadas obedecendo à disponibilidade das Representações Regionais da Funarte”, determina o edital. Após a mostra num desses espaços, os trabalhos deverão ser levados para exibição “no estado da região de origem de cada proponente selecionado”.

A Comissão também poderá estabelecer outras exposições coletivas, virtuais ou presenciais, em outros espaços. Caso a Funarte venha a dispor de mais recursos, poderá conceder mais prêmios e também solicitar mais exposições. Outras deliberações sobre as mostras estão expressas no edital.

Quem pode participar

Podem se inscrever no edital pessoas físicas, com 18 anos ou mais, brasileiros natos ou naturalizados, como indivíduo ou como representante de coletivo; ou pessoa Jurídica de natureza cultural, com ou sem fins lucrativos, atuante na área das artes visuais. Não pode participar o microempreendedor Individual (MEI). As regras para pessoas físicas e jurídicas estão no item 5 do edital. Cada candidato pode inscrever no máximo três, projetos, podendo ser contemplado em apenas um.

O edital é realizado por meio do Centro de Artes Visuais da Funarte. Nele a Fundação contemplará, preferencialmente, um projeto de cada uma das cinco regiões do país.

Prêmios e recursos investidos

A premiação dos contemplados será concedida num único pagamento. Para pessoas físicas haverá retenção de Imposto de Renda na fonte. As pessoas jurídicas não estão isentas de tributação (embora não na fonte), com o recolhimento sob a responsabilidade do proponente. A Funarte destina um total de R$ 725 mil para esse edital, sendo R$ 650 mil em prêmios e R$ 75 mil para custos administrativos.

Inscrições

As inscrições estarão abertas no período de 45 (quarenta e cinco) dias, contados a partir do primeiro dia útil após a sua publicação, no Diário Oficial da União. As inscrições deverão ser realizadas apenas pelo e-mail avisuais.2021@funarte.gov.br, com envio de formulário de inscrição (disponível em link abaixo), juntamente com uma série de documentos obrigatórios (expressa no item 6.4). É obrigatório o preenchimento de todos os campos do formulário digital, sob pena de inabilitação. Outras regras para inscrições estão no item 6 do edital.

Os trabalhos de audiovisual a serem enviados devem ter duração de no mínimo 10 min e no máximo 30 min, com algumas especificações. Já os projetos de fotografia precisam conter entre cinco e dez fotos. Mais informações sobre vídeos e fotos a serem enviados estão no item 6.5 do edital.

Seleção

Os projetos serão avaliados em três etapas: 1) Habilitação de projetos pela comissão técnica interna do Centro de Artes Visuais – eliminatória; 2) Avaliação por uma comissão de seleção – classificatória; e 3) análise documental, eliminatória. A comissão da etapa 2 será terá oito membros, sendo cinco “especialistas de conhecimento comprovado e notoriedade na área das Artes Visuais”; e três integrantes da Funarte. O edital acrescenta que o colegiado deverá ser, preferencialmente, composto por “um membro de cada macrorregião brasileira”. Esse grupo avaliará os projetos de de acordo com critérios gerais, com uma pontuação – itens definidos no item 10.1 do edital.

Contribuição ao conhecimento, à difusão das artes e à sua cadeia produtiva

“O proponente deverá considerar os resultados do projeto como contribuições ao conhecimento e à difusão de processos criativos e ao fomento da cadeia produtiva em artes visuais. Deverão ser considerados a qualidade e o planejamento necessários para a disponibilização de seus resultados à sociedade visando, também, a formação de público”, orienta o edital.

Acessibilidade

Todos os projetos devem apresentar o uso de pelo menos uma “estratégia de acessibilidade para pessoas com deficiência, em Braile e /ou audiodescrição, além de visita (s) guiada (s)”.

O interessado deve ler com atenção todo o edital e os anexos a este, a serem preenchidos e/ou assinados.

Rio de Janeiro como inspiração

Uma texto técnico que compõe o edital destaca que o Rio de Janeiro acolheu diversas culturas ao longo de sua história, que marcou a cidade como capital: do período colonial, a partir de 1763; do Império Português, a partir de 1808; do Brasil independente (1822); e da República, entre 1889 e 1960. De porto natural à capital do maior evento de arquitetura do mundo, em 2021, “o patrimônio arquitetônico e urbano da cidade do Rio de Janeiro compõe um infindável álbum de belíssimas imagens, que encontra na amplitude de nosso território, em cidades e povoados das distintas regiões do país, outras tantas imagens em diálogo”, diz o texto. O CEAV Funarte ressalta ainda que, portanto, nesse contexto, o município faz reverberarem pelo país distintos momentos históricos.

Acesse aqui o edital

Acesse aqui a ficha de inscrição

Acesse as características técnicas, plantas, imagens de cada espaços expositivo da Funarte e demais documentos relativos a esse edital na coluna da direita dessa página, Arquivos Relacionados.

Acesse aqui as perguntas e respostas mais frequentes
Mais informações sobre o concurso: avisuais.2021@funarte.gov.br

O Selo Funarte de Toda Gente

O Prêmio Funarte Artes Visuais 2020/2021 – 2020 faz parte do Funarte de Toda Gente. Iniciado em 2020, este programa reúne diversas ações, em todas as áreas de alcance da Funarte – música, dança, artes visuais, circo, teatro e artes integradas – com um investimento em torno de R$ 20 milhões. Seu foco é unir cada vez mais os artistas e produtores ao público e à instituição, para que ela cumpra sua missão principal: incentivar a cadeia produtiva das artes brasileiras e levar as manifestações artísticas a todo o país, desenvolvendo um trabalho por meio do qual possa contemplar todos os cidadãos.

Conheça as outras ações do programa no Portal da Funarte: www.funarte.gov.br