Início do conteúdo
Notícias Região Sul estreia no Festival Funarte Acessibilidança

Funarte Notícias

Publicado em 6 de julho de 2021

Região Sul estreia no Festival Funarte Acessibilidança

As montagens premiadas ‘Flamenco Imaginário’, ‘Convite ao Olhar’ e ‘Do Avesso’ serão exibidas em vídeos com recursos de Libras e audiodescrição

Região Sul estreia no Festival Funarte Acessibilidança Espetáculos premiados da Região Sul – Foto: divulgação

A Fundação Nacional de Artes – Funarte apresenta a segunda fase do Festival Funarte Acessibilidança, com montagens premiadas e inéditas da Região Sul do País. A temporada será aberta pelo espetáculo Flamenco Imaginário, da Cia. Del Puerto, do Rio Grande do Sul, no dia 7 de julho, quarta-feira, às 20h. Na sequência, serão exibidos: Convite ao Olhar, de Santa Catarina; e Do Avesso, do Paraná. As sessões em vídeos com audiodescrição e Libras ficarão disponíveis para acesso gratuito no canal da Funarte no YouTube (bit.ly/FunarteYouTubeFestivalAcessibiliDanca). Os projetos contemplados nas demais regiões do País serão apresentados até outubro.

Espetáculo ‘Flamenco Imaginário’, da Cia. Del Puerto (RS) – Foto: divulgação

 

Flamenco Imaginário, da Cia. Del Puerto, de Porto Alegre (RS), inicia a programação da região. A montagem de dança é livremente inspirada na dramaturgia de O Corcunda de Notre-Dame, de Victor Hugo. As intérpretes trazem à cena um espetáculo lúdico e criativo, com trilha sonora inédita, composta especialmente para a obra, provocando a imaginação e os sentidos. Flamenco Imaginário foi adaptado para o festival com acessibilidade plena e adaptações pensadas para a transmissão em vídeo.

 

Montagem ‘Convite ao Olhar’, da Cia. de Dança Lápis de Seda (SC) – Foto: divulgação

Já a Cia. de Dança Lápis de Seda, de Florianópolis (SC), apresenta Convite ao Olhar, no dia 14 de julho. O espetáculo é inspirado em elementos do cotidiano dos bailarinos e na forma como cada indivíduo reage a diferentes situações. A obra é voltada para a valorização da singularidade humana, mostrando que todos temos limitações e capacidades variadas, para desconstruir conceitos engessados, com leveza e bom-humor.

Segundo a direção coreográfica da montagem, os movimentos e sentimentos utilizados na construção do trabalho partiram de uma improvisação dirigida e de um laboratório sobre o tema “solidão”. “Por um lado, o desejo de estabelecer conexões com o outro. Por outro, a vulnerabilidade necessária para a exposição individual (elemento essencial para qualquer conexão humana). Esses dois lados tomaram formas nas tramas dos elásticos. Frouxos o suficiente para que os bailarinos possam se movimentar e ir longe. Mas sempre aprisionados por essas amarras. No final, vem a experiência de soltar. Difícil, mas fundamental”, explica o coletivo.

 

Espetáculo ‘Do Avesso’, do Grupo Nó Movimento em Rede (PR) – Foto: divulgação

 

No dia 21 de julho, o Grupo Nó Movimento em Rede, de Curitiba (PR), exibe Do Avesso. O espetáculo de dança contemporânea expõe diferentes discursos de corpos/pessoas que têm ou não algum tipo de deficiência. Criadores e intérpretes da companhia apresentam as percepções “do avesso”, por meio de seus corpos. A obra é composta por quatro atos, nos quais os intérpretes apresentam a atualização dos seus trabalhos coreográficos. São eles: Edite (2020); Adaptat (2017); Dupla Exposição (2017); e CorpoMundo (2019).

“A montagem se caracteriza a partir de um olhar sobre o momento presente, abordando as multidimensões de seus corpos expostos pelo lado de dentro, pelo lado contrário, fora do lugar, Do Avesso — em sua potência de subjetividade individual e criação de novas realidades”, ressaltam os criadores do espetáculo.

O Festival Funarte Acessibilidança

O Festival Funarte Acessibilidança, em estreia na instituição, foi criado a partir das ações do Prêmio Festival Funarte Acessibilidança Virtual 2020. No concurso público, foram premiados 25 projetos de vídeos de espetáculos, que promovem o acesso de todas as pessoas à arte.

Com a iniciativa, a Funarte busca realizar novas ações a partir do uso das mais recentes tecnologias, estendendo, desse modo, um novo modelo para todo o Brasil. Assim, a Fundação reforça seu compromisso de promover e incentivar a produção, a prática, o desenvolvimento e a difusão das artes no país; e de atuar para que a população possa cada vez mais usufruir das manifestações artísticas. Criada em 1975, a Funarte segue, portanto, empenhada em acompanhar as transformações no cenário artístico e social.

O coordenador de Dança da entidade, Fabiano Carneiro, destaca a importância de se levar essa linguagem artística à população, durante o período de distanciamento social. “Estamos estreando o Festival Funarte Acessibilidança, um projeto inédito com foco na acessibilidade e na inclusão. Ao longo dos próximos meses, serão apresentados espetáculos de dança das cinco regiões do Brasil, plenamente acessíveis ao público, contemplando uma enorme diversidade na sua programação”, explica o coordenador.

O festival foi lançado no dia 16 de junho, com o espetáculo Lua de Mel, da Cia. Lamira Artes Cênicas (Tocantins). Na semana seguinte, foi exibido Maculelê: Reconstruindo o Quilombo, do Grupo de Dança Reconstruindo o Quilombo (Rondônia). Solatium encerrou a programação de companhias da Região Norte. A próxima fase apresenta as montagens premiadas da Região Sul. Os projetos contemplados nas demais regiões do País serão exibidos em seguida, até outubro, por meio do canal da Funarte no YouTube (bit.ly/FunarteYouTubeFestivalAcessibiliDanca).

No decorrer das apresentações, o coordenador de Dança da Fundação, Fabiano Carneiro, participará de uma “live” com diretores e artistas de dança, além de convidados.

 

Festival Funarte Acessibilidança

Acesso gratuito, no canal: bit.ly/FunarteYouTubeFestivalAcessibiliDanca

Com audiodescrição e Libras

 

Agenda dos contemplados da Região Sul

Dia 7 de julho, quarta-feira, às 20h
Estreia com exibição do espetáculo Flamenco Imaginário, da Cia. Del Puerto (Rio Grande do Sul)

Dia 14 de julho, quarta-feira, às 20h
Montagem da dança Convite ao Olhar, da Cia. de Dança Lápis de Seda (Santa Catarina)

Dia 21 de julho, quarta-feira, às 20h
Espetáculo Do Avesso, do Grupo Nó Movimento em Rede (Paraná)

 

Agenda dos contemplados das demais regiões

Região Nordeste – Dia 28 de julho

Região Centro-Oeste – Dia 15 de setembro

Região Sudeste – Dia 13 de outubro            

Região Norte(espetáculos já disponíveis)Lua de Mel, da Cia. Lamira Artes Cênicas (TO), Maculelê: Reconstruindo o Quilombo, do Grupo de Dança Reconstruindo o Quilombo (RO); e Solatium, do Corpo de Dança do Amazonas

 

Os vídeos ficarão disponíveis no canal da Funarte no YouTube após a exibição

 

Realização

Fundação Nacional de Artes – Funarte | Centro de Artes Cênicas | Coordenação de Dança
Secretaria Especial da Cultura | Ministério do Turismo | Governo Federal

Mais informações para o públicodanca@funarte.gov.br

Mais informações para a imprensa
Assessoria de Comunicação – Funarte

ascomfunarte@funarte.gov.br

Outras ações e editais da Funartewww.funarte.gov.br