Início do conteúdo
Notícias Funarte saúda o Dia Internacional da Dança

Funarte Notícias

Publicado em 29 de abril de 2020

Funarte saúda o Dia Internacional da Dança

Plataforma Iberoamericana de Dança (PID), representada no Brasil pela Fundação, divulga mensagem de celebração

Funarte saúda o Dia Internacional da Dança Ioulia Plotnikova – “Solos”Vivadança Festival Internacional – 2012 – Teatro Funarte Plínio Marcos (DF). Foto: Vivadança

 

 

MENSAGEM DA PLATAFORMA IBEROAMERICANA DE DANÇA NO DIA INTERNACIONAL DA DANÇA

 

O dia Internacional da Dança, instituído pela Unesco em 1982, toma como data de celebração o dia 29 de abril, em comemoração ao nascimento do bailarino e coreógrafo Jean Georges Noverre. Assim, a cada ano esse organismo convoca as instituições de seus países membros para que se somem a esta grande comemoração; e que as nações façam um chamado a todos os profissionais da dança a alcançar este propósito e desfrutar da diversidade de todas as suas manifestações.
Isso contribuindo para formar uma visão inclusiva da dança; promovendo o trabalho criativo interpretativo do setor cultural em seu conjunto; e fortalecendo múltiplas alianças com diversas organizações e instituições culturais para alcançar estes fins.
Muitos são os desafios; porém, maiores as satisfações, porque assim se enaltece o valor que se agrega aos bens patrimoniais intangíveis, sensíveis e simbólicos da criação e às suas formas de representação. Desta maneira dota-se do sentido humano o fato de se reunir a sociedade para o desfrute dessa expressão artística, mais além do quadro político ou da dinâmica que ocorre no vai e vem dos mercados culturais.
Ao mesmo tempo, a dança promove o direito de ser exercida como profissão, a qual deveria poder garantir a sobrevivência e o bem estar de todos aqueles que a elegeram como atividade laboral; assim como também o direito a viver a cultura em seu valor expandido, a partir da sociedade em seu conjunto, promovendo a liberdade, a criatividade e a dignidade humanas.

O DIA INTERNACIONAL DA DANÇA E O CONTEXTO DE EMERGÊNCIA FRENTE À CRISE

Este ano, devido à emergência sanitária pela pandemia que impactou o mundo, os artistas, de suas casas, nos dão uma grande lição humanitária. A partir do confinamento forçoso, cada um está utilizando seu espaço cotidiano para contextualizar o valor da esperança e da solidariedade, encarnadas em suas diversas expressões; assim como a eminente necessidade de socialização com o outro, num exercício de comunicação vital.
Infelizmente, esta crise exacerbou as condições de precariedade deste setor sociocultural, que geralmente não conta com emprego formal, nem conta, na maioria dos países, com um marco de seguro social que o ampare.
É necessário criar formas para reconfigurar um modelo que garanta melhores condições laborais para estes trabalhadores e trabalhadoras da arte. São as instituições culturais que devem responder às novas necessidades e colaborar na construção do fomento e do desenvolvimento.
Por esta razão, queremos propor coordenar, para este ano um espaço que inclua este objetivo. Um encontro para pensar propostas no marco das políticas públicas que atendam às particularidades do setor e às circunstâncias que o atravessam, que ajude a desenhar programas para mitigar os efeitos negativos causados pelo confinamento; que imagine e use o momento como uma oportunidade transformadora para descobrir novas possibilidades de produção e de crescimento.
Não podemos esquecer que a atividade artística é o orgulho de uma nação; faz parte do patrimônio cultural intangível; e deve contar com uma sistemática nova, que responda às necessidades urgentes, que requerem uma comunidade para consolidar-se e desenvolver em condições humanas. Este é o nosso compromisso e desejo para esta especifica jornada do ano de 2020.

¡​Feliz Dia da Dança! ​¡​Que as Culturas sejam Movimento!
¡​Feliz Día de la Danza! ​¡​Que las Culturas sean Movimiento!”

***

Traduzido do original em espanhol da Plataforma Iberoamericana de Dança

Coordenação de Dança – Funarte