Início do conteúdo
Notícias Funarte Brasília recebe espetáculos, oficinas, debate e mostra

Funarte Notícias

Publicado em 4 de abril de 2016

Funarte Brasília recebe espetáculos, oficinas, debate e mostra

Agenda, que inclui circo, dança e teatro, tem ingressos gratuitos, por contribuição voluntária, ou a preços populares; e faz parte da 'Ocupação Independente' – contemplada no chamamento público Cena Aberta Funarte 2016

Funarte Brasília recebe espetáculos, oficinas, debate e mostra “Entre quartos”, com o Grupo Tripé. Foto: Nathalia Azoubel

De 6 a 17 de abril o Teatro Plínio Marcos e a área externa do Complexo Cultural Funarte Brasília recebem cinco grupos artísticos locais, na Ocupação Independente. O projeto, que reúne seis espetáculos, oficinas, roda de conversa e uma mostra cênica; e foi contemplado no chamamento público Cena Aberta Funarte 2016 – Brasília, é realizado pelo Grupo Tripé – da Capital Federal.

Cinco dos espetáculos foram montados sem patrocínio (um deles por financiamento coletivo), pelas companhias Andaime, ViÇeras, Mandacajú, os grupos Grupo Liquidificador e Tripé e a Trupe Raiz do Circo. As oficinas e a roda de conversa tem participação gratuita, bem como nos nos eventos na área externa  – mas nestes, o público poderá fazer contribuição voluntária. Os espetáculos no teatro têm ingressos a preços populares.

Ocupação Independente conta com duas oficinas, uma roda de conversa e com uma mostra cênica. A Oficina Investigação cênica em processo coletivo, com o Grupo Tripé, será ministrada nos dias 7 e 8 de abril, quinta e sexta-feira. Já no domingo, dia 10, o Grupo Liquidificador apresenta sua Oficina de improvisação teatral. A roda de conversa (In)dependência, ou morte? – Diálogos sobre financiamento cultural será realizada no dia 15. A Mostra Universitária de Cenas, Experimentos e Montagens encerra a programação, no dia 17. A mostra dá oportunidade para trabalhos acadêmicos se apresentarem no palco. Acesse abaixo a programação completa.

De 6 a 8 de abril, o espetáculo de abertura da programação, (Des)esperar,narra, num jogo de improviso, as esperas e desesperos de quatro mulheres, em um lugar onde o tempo parece sempre voltar um minuto. As bases para a criação desse trabalho são as peças Esperando Godot (Samuel Beckett) e oTratado do desespero e da beatitude (André Comte-Sponville). (Des)esperaré a primeira montagem da Andaime. O texto foi concebido como projeto de diplomação em Artes Cênicas da Universidade de Brasília (UnB), em 2007 e, desde então, permanece no repertório da companhia.

Mais espetáculos

O Grupo Tripé, apresenta a montagem Entre quartos, nos dias 9 e 10, sábado e domingo. Analisando o estilo de vida da juventude atual, a peça explora a relação entre quatro jovens, que decidiram sair de casa e morar juntos. Ao longo do tempo, a convivência deles é abalada por conflitos do dia-a-dia; e traz questionamentos sobre liberdade, amor e amizade. O trabalho é realizado através de financiamento coletivo, concretizado em 2014.

Nesse mesmo fim-de-semana, atividades circenses, na área externa do Complexo Cultural, serão comandadas pela Trupe Raiz do Circo, do Palhaço Mandioca Frita e de seu filho, Palhaço Aipim, a partir das 18h, no espetáculoCaô Kaô. Com tradição no teatro de rua, o conjunto de palhaços se mantém em constante pesquisa e experimentação de linguagens e técnicas – sempre com foco no resgate da Cultura Popular. A Trupe já se apresentou em Brasília, na terceira e na quinta edições da Mostra Zezito de Circo e nos 12° e 13° Festival Internacional de Palhaços – FestClown, e nas diversas praças, pontos de encontro e picadeiros da Capital de Brasília e entorno; bem como em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Chapada dos Veadeiros.

Dias 13 e 14, quarta e quinta, fica em cartaz Frangx fritx, espetáculo autoral da Cia. ViÇeras. Com ironia e sutileza, vídeo, música e dança, a peça aborda questões de gênero e “reivindica a estranheza de ser si mesmo – pelo direito de ser monstro! O grupo convida o público, com a chamada: “Pinte suas garras, penteie seus pelos e lustre seus chifres”, para uma experiência teatral na qual “nada é o que parece”. O trabalho é fruto de um financiamento coletivo.

Nos dias 15 e 16, mais um trabalho da Tripé ocupa o Teatro Plínio Marcos:  O Novo espetáculo (não vai ter golpe), de 2015 – patrocinado pela loja virtual do grupo.

No segundo final de semana, a Cia. Mandacajú apresenta “Tacaqui”, sempre às 17h. A companhia surgiu a partir das experiências de cinco artistas da Universidade de Brasília (UnB)

Grupo Tripé apresenta

OCUPAÇÃO INDEPENDENTE
De 6 a 17 de abril de 2016

Projeto contemplado no chamamento público Cena Aberta Funarte 2016 – Brasília

Teatro Plínio Marcos
Complexo Cultural Funarte Brasília

Ingressos
Para espetáculos no teatro: R$ 20. Meia-entrada: R$ 10
Para montagens ao ar livre: contribuição voluntária
Para oficinas e roda de conversa: entrada franca

Coletivos participantes
Andaime Cia. de Teatro / Cia. Mandacaju / Cia. ViÇeras / Grupo Liquidificador / Grupo Tripé / Trupe Raiz do Circo

Confira a programação

ESPETÁCULOS

6, 7 e 8 de abril – 20h – Teatro Plínio Marcos
(Des)esperar – Andaime Cia. De Teatro
Ingressos: R$ 20. Meia-entrada: R$ 10
Classificação indicativa: 18 anos

9 e 10 de abril

18h – Área externa
Caô kaô – Trupe Raiz do Circo
Entrada franca
Classificação indicativa: livre

20h – Teatro Plínio Marcos
Entre quartos – Grupo Tripé
Ingressos: R$ 20. Meia-entrada: R$ 10
Classificação indicativa: 14 anos

13 e 14 de abril – 20h – Teatro Plínio Marcos
Frangx fritx – Cia. ViÇeras
Ingressos: R$ 20. Meia-entrada: R$ 10
Classificação indicativa: 12 anos

15 de abril – 20h – Teatro Plínio Marcos
O Novo espetáculo (Não vai ter golpe) – Grupo Tripé
Ingressos: R$ 20. Meia-entrada: R$ 10
Classificação indicativa: 12 anos

16 de abril
17h – Área externa
Tacaqui – Cia. Mandacaju
Entrada franca
Classificação indicativa: livre

20h – Teatro Plínio Marcos
O Novo espetáculo (Não vai ter golpe) – Grupo Tripé
Ingressos: R$ 20. Meia-entrada: R$ 10
Classificação indicativa: 12 anos

17 de abril – 17h – Área externa
Tacaqui – Cia. Mandacaju
Entrada franca
Classificação indicativa: livre

OFICINAS

Participação gratuita

7 e 8 de abril – 14h às 17h
Oficina Investigação Cênica em Processo Coletivo – Grupo Tripé

10 de abril – 14h às 18h
Oficina de improvisação teatral – Grupo Liquidificador

RODA DE CONVERSA=

15 de abril – 16h
(in)dependência, ou morte? – Diálogos sobre financiamento cultural

Entrada franca

ENCERRAMENTO

17 de abril – 14h ás 20h
Mostra Universitária de cenas, experimentos e montagens

Teatro Plínio Marcos
Complexo Cultural Funarte Brasília
Endereço:Eixo Monumental – Setor de Divulgação Cultural
(entre a Torre de TV e o Centro de Convenções) – Brasília
Tel.: (61) 3322-2076
Mais informações: http://www.grupotripe.com/

Ocupação independente

Realização: Grupo Tripé
Direção de Produção e Elaboração de Projeto: Gustavo Haeser
Coordenação Geral: Ana Quintas, Davi Maia, Gustavo Haeser e Miguel Peixoto
Coordenação Técnica: Ana Quintas
Assistente Técnico: Davi Maia
Produção Executiva: Gustavo Haeser, Kamala Ramers e Miguel Peixoto
Assessoria de Imprensa: Melissa Luz
Arte Gráfica: Luisa Malheiros
Registro Fotográfico: Nathalia Azoubel
Apoio: Funarte, Ministério da Cultura e Governo Federal