Início do conteúdo
Notícias Programa Funarte Cidadã leva arte aos municípios

Funarte Notícias

Publicado em 27 de setembro de 2019

Programa Funarte Cidadã leva arte aos municípios

Fundação lança conjunto de ações dirigidas ao desenvolvimento municipal, a resultados práticos para a população e à cidadania, nas áreas de circo, artes visuais, música, dança, teatro e literatura

Programa Funarte Cidadã leva arte aos municípios Projeto Aprendendo Bateria – Niterói (RJ) Foto: Leo Zulluh

Funarte Cidadã: descentralização da arte

Vinculada ao Ministério da Cidadania, A Fundação Nacional de Artes – Funarte realiza, a partir de 2019, um conjunto de ações ligadas a várias linguagens artísticas: o Programa Funarte Cidadã. Ele é dirigido a resultados práticos para o desenvolvimento municipal, o serviço ao cidadão e a inclusão social, por meio das artes – como o circo, a música, a dança, o teatro, as artes visuais e a literatura.

O objetivo principal da iniciativa é a descentralização das grandes cidades dos recursos federais para a arte; a difusão das artes em todas as regiões o país; o impulso à inclusão social e à condição cidadã; e o incentivo às economias locais – objetivos estratégicos do Ministério da Cidadania.

Prêmio Funarte Descentrarte arte em cidades de médio porte

Uma das ações do programa é o Prêmio Funarte Descentrarte, uma seleção nacional de 120 projetos artísticos para qualquer município do Brasil de médio porte – ou seja, que tenha entre 50 mil e 100 mil habitantes. O edital vai contemplar ações de circo, artes visuais, dança, teatro, literatura e artes integradas, cada uma com prêmios de R$ 20 mil, sendo 24 premiações por linguagem. As inscrições estão abertas até dia 21 de outubro.

O Descentrarte foi criado para a promoção da cidadania e do progresso dos municípios, por meio do incentivo à criação à produção e à formação artísticas, a partir da abertura de oportunidades e da inclusão cidadã.  No valor investido na ação, 2,5 milhões, estão incluídas as premiações e R$100 mil para despesas administrativas. Mais informações e inscrições em: https://www.funarte.gov.br/edital/premio-funarte-descentrarte/.

Funarte Cidadã: difusão da arte e estímulo à economia

O alvo principal do Programa Funarte Cidadã é difundir as políticas do Governo Federal para as artes de modo igualitário pelo Brasil, principalmente fora dos grandes centros – onde, em geral, a produção é muito mais intensa. Além de colaborar para o desenvolvimento dos municípios, a proposta promove a qualificação de artistas e técnicos; o desfrute das manifestações de arte; e a formação de público. Ao fortalecer essa cadeia produtiva, a Funarte deseja também estimular e destacar o importante papel que a atividade artística representa para a economia.

A ideia da Funarte é incluir o Funarte Cidadã do programa Município Mais Cidadão, do Ministério da Cidadania, que levará projetos de ação social aos municípios. Outras ações atuais da Funarte são:

Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça

A Funarte publicou a nona edição desse edital nacional, que incentiva a produção de obras de arte para acervos de instituições museológicas, públicas e privadas, sem fins lucrativos. O processo seletivo vai contemplar três projetos, em três módulos de premiação: R$ 30 mil; R$ 60 mil; e R$ 100 mil. Além de fomentar a difusão e a criação das artes visuais, o programa tem como compromisso a formação de público e o incentivo ao acesso deste a bens culturais. O total investido este ano nesta ação é R$ 250 mil. As inscrições estão abertas até o dia 27 de setembro.

Mais informações na página: https://www.funarte.gov.br/edital/?area=artes-visuais

Rede Nacional da Música 2019

É um circuito de recitais de alcance nacional e entrada gratuita, cujo objetivo é formar novas plateias para a música de concerto; e incentivar o trabalho de intérpretes e outros profissionais da área. É especialmente dirigido a alunos de escolas da rede pública e a pessoas com deficiência. Os recitais começam dia 19 de setembro, às 20h, no Teatro Dulcina (Centro do Rio de Janeiro), onde a orquestra Johann Sebastian Rio interpreta obras de Vivaldi e Tchaikovky. O projeto atualiza o original, realizado com sucesso pela Funarte de 1977 até os anos 90; e o acopla às políticas do Ministério da Cidadania.

Mais informações na página: www.funarte.gov.br/musica/noticias

Próximos projetos

Em 2019, além dessas iniciativas, o Funarte Cidadã desenvolve várias outras: no Edital Funarte Circo de Toda Arte, 40 municípios que não têm espaços culturais, em todo o país, poderão receber lonas e acessórios, para espetáculos de diversas formas de arte. O objetivo é o amplo alcance da população às atividades artísticas. O projeto prevê que os contemplados terão direito a montagem e uso da lona, incluindo itens como estruturas e ferragens, arquibancadas, equipamentos de som. A ação deve ser direcionada preferencialmente a apresentações de artistas locais contemplados em editais da Funarte. Com este projeto, a Funarte pretende promover o encanto pela arte nas populações locais, formar público e incentivar a economia local. A cessão de terrenos será pactuada com os municípios.

Na área musical: o CidadaniaCria – Música e Cidadania, vai promover a circulação de  espetáculos e oficinas selecionados por curadoria, para crianças e adolescentes. Também está prevista a visita do Ensemble Cepromusic – conjunto mexicano muito reconhecido na área de formação musical; a XXIII Bienal de Música Brasileira Contemporânea, que apresenta obras de compositores concursados e de grandes autores convidados; e o edital de seleção para o Programa Funarte de Apoio a Bandas de Música, que voltará a promover, em cidades de todas as regiões, em 2020, a distribuição de instrumentos para esse tipo de coletivo musical.

A Funarte mantém, ainda, o investimento em seu programa de preservação e difusão da memória das artes. O acervo da entidade, com mais de 400 mil itens, fica a cargo do Centro de Documentação e Informação (Cedoc), referência nacional na especialidade. Essas coleções estão cada vez mais acessíveis no Portal da Funarte (www.funarte.gov.br), recém-modernizado. O investimento nesses dois projetos é de R$ 1,45 milhões em 2019.

Já a Funarte MG planejou o Projeto Circo – Lona Cultural, que prevê a instalação desse equipamento na área externa do complexo cultural, aberta a todas as artes, para uma plateia de até 500 pessoas.

Ações já executadas

Além desses programas, foi lançada a Bolsa Funarte de Residências Artísticas nas Estações Cidadania – Cultura 2019 (juntamente com a Secretaria de Cultura do Ministério da Cidadania), o Edital Bolsa Funarte de Estímulo à Conservação Fotográfica Solange Zúñiga (o primeiro lançado por meio do Centro de Conservação e Preservação Fotográfica (CCPF), ligado ao Centro de Artes Visuais da Funarte; e o Laboratório da Cena Funarte 2019 – MG.