Papa Highirte

 

 

 

 

Capa do programa de Papa Highirte, encenada no Teatro dos Quatro, Rio de Janeiro, em 1979

 

 

 

 

Em 1968, vianninha escreve Papa Highirte, que recebe o 1º prêmio no Concurso do Serviço Nacional de Teatro, sendo imediatamente censurada, assim como a sua publicação, permanecendo 11 anos em silêncio. Somente após a revogação do AI-5, em 1979, a peça é liberada e encenada no Teatro dos Quatro, no Rio de Janeiro, sob a direção de Nelson Xavier. O elenco era encabeçado por Sérgio Britto, além de Tonico Pereira, Ângela Leal, Nildo Parente, Carlos Alberto Baía, Dinorah Brillanti, Hélio Guerra, Paulo Barros e Miguel Rosemberg.

Peça escrita em um ato com 11 personagens, cuja ação se passa em um lugar qualquer da América Latina na década de 1960. Papa Highirte é um ditador típico do Terceiro Mundo que está exilado e banido de seu país. Trama seu retorno ao poder. Mas acaba sendo assassinado por Maurito, um revolucionário, para vingar a morte de amigos e a opressão de seu povo.

Papa Highirte foi traduzida e adaptada para o francês por Jacques Thieriot e levada ao ar pela Rádio France Culture.

 

OBRAS DE DESTAQUE:

Chapetuba Futebol Clube  (1959)

Quatro quadras de terra (1963)

Moço em estado de sítio (1965)

Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come (1965)

Telecoteco Opus nº 1 (1967)

Dura lex, sed lex, no cabelo só gumex (1967)

Meia volta vou ver (1967)

A longa noite de Cristal (1971)

Em família (1972)

Allegro desbundaccio (1973)

 

     
Fundação Nacional de Artes Ministério da Cultura Governo Federal