Início do conteúdo
Notícias Teatro Glauce Rocha, no Rio, recebe os espetáculos ‘Para onde ir’ e ‘Blackbird’

Funarte Notícias

Publicado em 28 de setembro de 2017

Teatro Glauce Rocha, no Rio, recebe os espetáculos ‘Para onde ir’ e ‘Blackbird’

A ocupação "Glauce de Portas Abertas" vai de 5 de outubro a 12 de novembro e inclui cursos, oficinas, workshops e encontros gratuitos

Teatro Glauce Rocha, no Rio, recebe os espetáculos ‘Para onde ir’ e ‘Blackbird’

A partir da próxima quinta-feira, 5 de outubro, até 12 de novembro, o Teatro Glauce Rocha, no Centro do Rio, inicia a ocupação “Glauce de Portas Abertas”com apresentação dos espetáculos adultos Para onde ir e Blackbird, ambos com curadoria da Rayes Produções Artísticas. Além das montagens voltadas para o público adulto, que acontecem de quarta a domingo, a programação inclui cursos, oficinas, workshops e encontros gratuitos.

Para onde ir fica em cartaz de 5 de outubro a 9 de novembro, às quartas e quintas-feiras, 19h, e Blackbird, 6 de outubro até 12 de novembro, sextas, sábados e domingos, também às 19h. Ambos têm ingressos a R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). O Teatro Glauce Rocha está localizado na Avenida Rio Branco, 179 – Centro, em frente à estação do Metrô Carioca.

Formada pelos atores/produtores Viviani Rayes e Yashar Zambuzzi, a Cia de Teatro, Te-Un TEATRO preza pela qualidade artística de suas produções e pelas escolhas de seus espetáculos que levam à cena uma reflexão sobre a condição humana.

“A ideia da ocupação é aproximar o público do Teatro Glauce Rocha, com uma programação de excelência, porque quanto mais o teatro expande os seus limites na direção de atingir o público através da percepção do fenômeno teatral em todas as suas partes, mais sólida e eficaz será a fidelização do seu público. Sendo assim, temos a preocupação de não deixar o teatro nesse local do inatingível e inacessível, mas sim, que esteja ao alcance de todos”, afirma Viviani Rayes.

Para onde ir – sinopse

O monólogo é construído a partir do personagem Marmieládov, do romance Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski, e de Uma temporada no inferno, de Arthur Rimbaud, em homenagem à poesia crítica do jovem poeta Bertolt Brecht. A montagem marcou a estreia da atriz e produtora Viviani Rayes na direção e traz Yashar Zambuzzi no papel de Marmieládov. Estreou em fevereiro, com excelentes críticas e sucesso de público. Realizou três temporadas e sucesso. O espetáculo se passa numa taberna, onde o público é como se fossem os fregueses dessa taberna. Traz um diferencial ao colocar público parcialmente no palco, além da plateia. Para onde ir apresenta um tema de grande relevância social, ao trazer à cena um personagem que, após perder seu emprego, entrega-se ao vício do álcool.

Blackbird – sinopse

Vencedor do Festival Internacional de Edimburgo e do Prêmio Laurence Olivier Award, o espetáculo inspirado em um caso real de pedofilia, traz o reencontro de um homem e uma mulher que viveram caso polêmico quando ela tinha 12 anos e ele 41. Agora eles estão cara a cara para um acerto de contas. Um drama que discute as consequências, em longo prazo, do abuso sexual, o amor entre pessoas de idades diferentes, os instintos sexuais versus os padrões éticos e morais que temos em nossa sociedade.

Serviço

Para onde ir, adaptação e atuação de Yashar Zambuzzi

Ficha técnica:

Texto: Fiódor Dostoievski e Arthur Rimbaud, em homenagem a Bertolt Brecht
Adaptação e atuação: Yashar Zambuzzi
Direção: Viviani Rayes

De 5 de outubro até 9 de novembro, quartas e quintas, às 19h
A apresentação do dia 2 de novembro terá intérprete de libras e audiodescrição
Duração: 50 min.
Gênero: Drama
Classificação: 14 anos
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia)
Link de video: https://www.youtube.com/watch?v=aAX-0YoG3cA&t=22s

Blackbird

Ficha Técnica:

Elenco: Viviani Rayes, Yashar Zambuzzi e participação de Nínive Kienteca
Texto: David HarrowerTradução: Alexandre J. Negreiros
Direção: Bruce Gomlevsky
De 6 de outubro até 12 de novembro
Sexta, sábado e domingo, às 19h
A apresentação do dia 3 de novembro terá intérprete de libras e audiodescrição
Duração: 80 min
Gênero: Drama
Classificação: 16 anos
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Link de video: https://www.youtube.com/watch?v=c5XzlbBf_bk

Local: Teatro Glauce Rocha – Av. Rio Branco, 179 – Centro
Tel: 2220 – 0259

ATIVIDADES COMPLEMENTARES GRATUITAS

Os cursos, oficinas, workshops e encontros são totalmente gratuitos e serão realizados sempre das 14h às 16h, de quarta a domingo.
Local: Teatro Glauce Rocha – Av. Rio Branco, 179 – Centro – Tel: 2220 – 0259
Obs.: Os interessados devem enviar e-mail para: contato@rayesproducoes.com

OFICINA DE TEATRO ACESSÍVEL, com Michelle Raja Gebara
As pessoas com deficiência costumam ser excluídas de algumas atividades consideradas “normais”. A Ocupação “Glauce de Portas Abertas” lança um olhar na prática para essa situação e mantém em sua programação a inclusão e transformação dessas pessoas, oferecendo a Oficina de Teatro Acessível.

Público-alvo: pessoas que tenham alguma deficiência visual, auditiva, motora, etc.
Presença de intérprete de libras em todas as aulas.
Dias:
Todas as quartas-feiras (11, 18, 25 de outubro e 1 e 8 de novembro), das 14h às 16h
Vagas:
15 vagas

WORKSHOPS TÉCNICOS

Faz parte do conceito da ocupação “Glauce de Portas Abertas” incluir toda a cadeia produtiva que compõe a criação artística de um espetáculo. Por isso, todas as 5ª feiras, sempre das 14h às 16h, um workshop diferente:

Dia 12/10 Workshop de Iluminação, com Kátia Barreto
Dia 19/10 Workshop de Programação Visual, com Thiago Ristow
Dia 26/10 Workshop de Trilha Sonora, com Chico Rota
Dia 02/11 Workshop de Figurino,
com Rogério França
Dia 09/11 Workshop de Fotografia de Cena,
com Lu Valiatti
Público-alvo: Público em geral
Vagas: 10 vagas

ENCONTROS SOBRE OS PROCESSOS DE CRIAÇÃO DOS ESPETÁCULOS DA Te-Un TEATRO, com Viviani Rayes e Yashar Zambuzzi.

Os diretores da Te-Un TEATRO abrem os bastidores dos processos de criação de seus espetáculos até chegarem ao resultado final. O objetivo dos encontros é apresentar os processos artísticos e técnicos utilizados na criação dos espetáculos da Te-Un TEATRO desde a escolha do texto, a tradução, se for o caso, ou a adaptação, escolha de elenco e ficha técnica, os processos de ensaios, as técnicas utilizadas de acordo com o conceito e estética de cada espetáculo, a relação com o público, a escolha do formato cênico, etc. Bate-papo com o público e um momento aberto a perguntas.

Dias: 13, 20, 27 de outubro e 3 e 10 de novembro, às 6ª feiras, das 14h às 16h
Público-alvo:
Público em geral
Vagas:
com 20 vagas

OFICINA DE FILOSOFIA & CINEMA APLICADA ÀS ARTES CÊNICAS, com Yashar Zambuzzi
“Consideramos que, por meio das leituras de textos filosóficos e do cinema podemos ampliar nossa sensibilidade, assim como nossa reflexão sobre nossa condição humana”. Yashar Zambuzzi

Dias: Aos sábados (14, 21, 28 de outubro e 4 e 11 de novembro), das 14h às 16h
Público-alvo:
Público em geral
Vagas:
20 vagas

CURSO LIVRE DE TEATRO PARA CRIANÇAS, com Viviani Rayes
A Ocupação “Glauce de Portas Abertas” quer que as crianças de hoje criem o hábito de ir ao teatro desde cedo. Com esse propósito, o curso vai fomentar a inclusão do público infantil, pensando sempre que a criança é o público de amanhã.

Dias: 15, 22, 29 de outubro e 5 e 12 de novembro, das 14h às 16h
Público-alvo:
crianças de 7 a 14 anos
Vagas:
com 20 vagas

Sobre os diretores artísticos da Ocupação:

Yashar Zambuzzi é Ator formado pela EAD (Escola de Arte Dramática) – USP e Filosofia, pela mesma universidade. Trabalhou com Antunes Filho, um dos mais renomados diretores, no CPT (Centro de Pesquisa Teatral), onde, além de ator, exercia a função de professor de Filosofia. Fundou, com a atriz Viviani Rayes, a Te-Un TEATRO. É professor de Interpretação da Escola de Teatro Nu Espaço. Em 33 anos de carreira em teatro, atuou em mais de 30 produções. É o adaptador e ator do consagrado monólogo PARA ONDE IR, nas academias, interessou-se em unir as antropologias filosófica e teatral, com o intuito de investigar a condição humana através do teatro. Em sua constante pesquisa, tem se interessado em transformar a literatura clássica em fenômeno cênico, pela importância de suas questões perenes sobre a condição humana. Nos últimos catorze anos tem se dedicado às obras de Fiódor Dostoiévski.

Viviani Rayes é sócia fundadora e diretora de produção da Rayes Produções Artísticas. Professora de Técnica de Gravação na Escola de Teatro Nu Espaço. Atriz, produtora e diretora Pós-graduada em Direção Teatral pela CAL (Casa de Artes Laranjeiras/ RJ), cursou Direção Teatral com José Renato, fundador do Teatro de Arena de São Paulo. Diretora e produtora do consagrado monólogo PARA ONDE IR, formada pela Escola de Teatro Ewerton de Castro e Escola de Atores Wolf Maya, ambas em São Paulo. Cursou Comunicação Social na Faculdade Cásper Líbero em São Paulo.