Nota de pesar: Neuza Amaral | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialTeatroTodas as notíciasNota de pesar: Neuza Amaral

Nota de pesar: Neuza Amaral

Publicado em 20 de abril de 2017 Imprimir Aumentar fonte
Neuza Amaral_falecida em 2017. Imagem: Documentário da atriz Neuza Amaral_Blog Araruama – Politica, informação e opinião
Imagem: 'Documentário da atriz Neuza Amaral' - Blog Araruama - política, informação e opinião

A Fundação Nacional de Artes – Funarte lamenta a morte da atriz Neuza Amaral, ocorrida nessa quarta-feira, dia 19 de abril. Nascida em São José dos Barreiros, no interior de São Paulo, a atriz tinha 86 anos, iniciou a carreira no rádio e participou de dezenas de produções no cinema, no teatro e na televisão.

Um de seus primeiros trabalhos na televisão foi em “A grande mentira”, a novela mais longa na história da teledramaturgia da TV Globo, exibida entre junho de 1968 e julho de 1969. Também atuou em “Irmãos coragem” (1970), “Selva de pedra” (1972) e “Os ossos do barão” (1973), quando ganhou o prêmio de melhor atriz da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). O último trabalho foi na novela “Pé na Jaca” (2006).

A estreia no cinema foi em 1967 em “A lei do cão”, de Jece Valadão. Participou também de “Pra frente, Brasil” (1982), de Roberto Farias; “As duas faces da moeda” (1969), de Domingos Oliveira; e “O que é isso, companheiro?” (1997), de Bruno Barreto, entre outras produções.

Neuza Amaral atuou, ainda, na vida pública. Nos anos 1990, foi eleita vereadora no Rio de Janeiro. Em 2008, lançou sua autobiografia “Deixa comigo” e quatro anos depois mais um livro de memórias, “Isso eu vivi”. A renda arrecadada com a venda das publicações foi revertida para o Lar São Francisco de Assis, asilo de idosos em Araruama, na Região dos Lagos, no estado do Rio, onde a atriz vivia.