Você está em: Página InicialTeatroTodas as notíciasClarice Niskier volta ao Rio, com “A Alma Imoral”

Clarice Niskier volta ao Rio, com “A Alma Imoral”

Espetáculo, que já foi assistido por mais de 140 mil pessoas, fica em cartaz no Teatro Dulcina, até 26 de outubro

Publicado em 17 de outubro de 2011 Imprimir Aumentar fonte
A Alma Imoral
A Alma Imoral

Comemorando o sexto ano consecutivo de sucesso, desde sua estreia no Rio de Janeiro em 2006, A Alma Imoral integra a programação Dulcina no Plural, do Teatro Dulcina, até o dia 26 de outubro. O texto é uma adaptação de Clarice Niskier para o teatro, do livro homônimo do rabino Nilton Bonder. A supervisão da montagem é de Amir Haddad.

A peça desconstrói e reconstrói conceitos milenares da história da civilização – corpo e alma, certo e errado, traidor e traído, obediência e desobediência.

Sozinha no palco, Clarice Niskier está em contato direto com a platéia, sem fazer uso da chamada “quarta parede”. Para contar histórias e parábolas da tradição judaica, a atriz vale-se somente de uma cadeira panton preta e um grande pano preto que, concebido pela figurinista Kika Lopes, transforma-se em oito diferentes vestes, mantos, vestidos, burcas, véus. O espaço cênico concebido por Luis Martins é limpo e remete a um longo corredor em perspectiva.

A Alma Imoral estreou em meados de 2006 no Rio de Janeiro, ficando em cartaz durante 14 meses. Em sua turnê nacional, ocupou 29 salas, em 23 cidades brasileiras, obtendo sempre a mesma resposta calorosa do público. Recebeu três indicações ao Prêmio Eletrobrás de Teatro (melhor atriz, melhor peça e melhor figurino); duas indicações ao Prêmio Shell (melhor atriz e melhor figurino), tendo vencido na categoria de Melhor Atriz. Foi ainda contemplada em 2007 pelos Prêmios Caixa Cultural e Caravana Funarte de Circulação Nacional de Teatro, e em 2008 pelo Prêmio Qualidade Brasil SP de Melhor Atriz.

Ficha Técnica:
Autor: Nilton Bonder
Adaptação, concepção cênica e interpretação: Clarice Niskier
Supervisão: Amir Haddad
Cenário: Luis Martins
Figurino: Kika Lopes
Iluminação: Aurélio de Simoni
Música original: José Maria Braga
Preparação vocal: Rose Gonçalves
Direção de movimento: Márcia Feijó
Preparação corporal: Mary Kunha
Visagismo: Martin Macias Trujillo
Cabeleireiro: Nina Monteiro e Maria Felipe
Fotos: Dalton Valerio
Programação visual: Studio C
Diretor de cena: Fernando Ostrovsky
Produção executiva: Andreia Alencar
Direção de produção: José Maria Braga
Realização: Niska Produções Culturais
www.almaimoral.com

A Alma Imoral
Até 26 de outubro

terças e quartas, às 19h

Classificação etária: 18 anos
Duração: 80 min
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) R$ 10,00 (meia)

Teatro Dulcina
Rua Alcindo Guanabara, 17 – Centro
(Metrô – Estação Cinelândia)
Rio de Janeiro – RJ

Informações ao público:

(21) 2240-4879