Alunos de teatro da UFMG realizam formatura em Minas Gerais, nesta quinta, dia 16 | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialTeatroTodas as notíciasAlunos de teatro da UFMG realizam formatura em Minas Gerais, nesta quinta, dia 16

Alunos de teatro da UFMG realizam formatura em Minas Gerais, nesta quinta, dia 16

Funarte MG recebe os alunos do Curso Técnico de Formação do Ator e temporada segue até dezembro

Publicado em 13 de novembro de 2017 Imprimir Aumentar fonte
Montagem ‘Os Negros’ – Divulgação
Montagem 'Os Negros' - Divulgação

Os espetáculos Os Negros e A Cerimônia serão encenados na próxima quinta-feira (16), às 19h, na Funarte MG, no Centro de Belo Horizonte. As montagens celebram a formatura dos estudantes do Curso Técnico de Formação do Ator do Teatro Universitário da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. As peças são adaptações feitas pelos próprios alunos dos textos de Os negros, do dramaturgo francês Jean Genet, e de Cerimônia para um Negro Assassinado, do espanhol Fernando Arrabal. A entrada é gratuita, e os convidados podem retirar seus ingressos com até 1h de antecedência, na bilheteria do espaço. Após a estreia, o público pode conferir as montagens às quintas-feiras e domingos, às 19h e 20h30, e aos sábados, às 18h e 20h30, consecutivamente, até o dia 10 de dezembro.

'Os Negros' - Divulgação

Com a direção de Rogério Lopes, o espetáculo Os Negros narra a instalação de um tribunal composto por uma corte branca e que consiste em julgar os crimes “supostamente” atribuídos a um grupo de negros. Entre cômicos depoimentos e estranhas reconstituições, logo se percebe que uma grande farsa fora montada para chamar a atenção para questões raciais. Já a montagem A Cerimônia conta as peripécias e as fantasias de Jerônimo e Vicente de se tornarem grandes atores de teatro. Na busca pelo sucesso, transformam tudo ao seu redor num palco e as pessoas, em espécies de bonecos, para suas bizarras cerimônias. Uma curiosidade é a exigência de Jean Genet que sua peça (Os Negros) só fosse representada por atores negros, o que fez com que os formandos fossem divididos em dois elencos. Os atores brancos ficaram responsáveis pela atuação na montagem de Fernando Arrabal (A Cerimônia).

Espetáculo 'A Cerimônia' - Divulgação

As duas peças foram escritas na década de 1950, no período pós Segunda Guerra Mundial. Em comum, elas têm o uso do metateatro ou metadrama, o diálogo com elementos rituais e religiosos, o protagonismo de personagens marginalizados pela sociedade e o fato de abordarem uma espécie de “banalização do mal”. Situações que vão desde os crimes cometidos supostamente por amor pelos personagens de Arrabal até a problematização de como naturalizamos a morte de pessoas negras no texto de Jean Genet. Este último, de maneira provocadora, explicita o quanto ainda nos importamos mais com a morte de pessoas brancas, vide a indiferença mundial em relação ao atentado da Somália em outubro deste ano, sem falar do genocídio da juventude negra do Brasil.

É importante ressaltar que a questão racial propriamente dita é abordada apenas na peça Os Negros, de Genet. Apesar de o título original de Cerimônia para um Negro Assassinado apontar na mesma direção, Arrabal parece mais interessado na bestialidade que pode alcançar um ser humano. Levantar essas questões por meio da arte foi uma forma que a escola encontrou de desvelar fatos e pensamentos que geralmente permanecem encobertos, mas que nos últimos tempos têm ficado cada vez mais evidentes em nossa sociedade. Alunos e ex-alunos de arquitetura também foram convidados a participar da concepção dos espetáculos utilizando suas técnicas na execução de figurinos, cenários e iluminação. A iniciativa partiu dos professores Tereza Bruzzi, do Teatro Universitário (TU), e Cristiano Cezarino, da Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais.

'A Cerimônia' - Divulgação

Serviço:

Espetáculos Os Negros e A Cerimônia
Formatura dos alunos do Curso Técnico de Formação do Ator da UFMG
Estreia: dia 16 de novembro (quinta-feira), às 19h

Temporada: de 16 de novembro a 10 de dezembro
A Cerimônia – Quintas-feiras e domingos, às 19h / sábados, às 18h
Os Negros – Quintas-feiras, sábados e domingos, às 20h30
Classificação: 16 anos

Entrada gratuita
Obs: Retirar os ingressos para um os mais espetáculos com até 1h de antecedência do início da sessão

Local: Funarte MG
Rua: Januária, 68, Centro – Belo Horizonte, Minas Gerais (MG)

Ficha Técnica:
Direção: Rogério Lopes
Direção de arte: Tereza Bruzzi e Cristiano Cezarino
Direção musical: Júlia Dias
Assistência de direção (Os Negros): Rikelle Ribeiro
Preparação vocal e musical: Helena Mauro
Preparação corporal: Mônica Tavares e Júlia Dias
Diretores de cena: Rogério Lopes, Helena Mauro, Júlia Dias e Mônica Tavares
Elenco (A Cerimônia): Amanda Gomide, Anderson Dutra, André Salles, Manu Maria, Helena Marques, Hernandis Moura, Larissa Bocchino, Letícia DiCássia, Lohanye Garcia, Lucas Prado e Maria Luísa
Elenco (Os Negros): César Augusto, César Divino, Diony Moreira, Djalma Ramalho, Hernandis Moura, Jéssica Garcêz, Lucas Torres, Marlilia Ribeiro, Michelle Martuchelli, e Thalis Bispo / Atores convidados: Ariadina Paulino e Simon de Oliveira
Cenografia: Maria Laura de Vilhena e Laysla Araújo
Cenotecnia: Artes Cênica Produções
Figurinos: Edsel Duarte, Amanda Gomide e Lohanye Garcia
Confecção dos figurinos: Maria Antônia, Edsel Duarte, Amanda Gomide, Lohanye Garcia e Layanne Nascimento
Maquiagem: César Augusto e Lohanye Garcia
Confecção de máscaras: Edsel Duarte
Iluminação: André Salles
Operação de luz: Edsel Duarte
Operação de som: Lucas Barbosa
Produção: Jefferson Góes e Tereza Bruzzi
Produção executiva: Lucas Prado, Ézio Henrique, Letícia DiCássia e Fernanda Xavier