Homenagem a Adélia Prado é atração na Funarte MG | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialTeatroTodas as notíciasHomenagem a Adélia Prado é atração na Funarte MG

Homenagem a Adélia Prado é atração na Funarte MG

Companhia de Teatro Íntimo, do RJ, é contemplada pelo Prêmio Funarte de Teatro Myrian Muniz

Publicado em 28 de maio de 2013 Imprimir Aumentar fonte
adelia carol beiriz
Adélia - Foto: Carol Beiriz

Depois de 7 meses em cartaz no Rio de Janeiro, “Adélia” circula pelo país, e encerra a turnê em Divinópolis, cidade onde nasceu a poeta Adélia Prado, com uma passagem rápida por Belo Horizonte. As apresentações, na Funarte MG, acontecem nos dias 31 de maio (sexta) e 1º de junho (sábado), com duas sessões, às 19h e às 21h.

Contemplada com o Prêmio Funarte de Teatro Myrian Muniz, a Companhia de Teatro Íntimo comemora 8 anos de existência homenageando a poeta que, aos 77 anos, tem 15 livros publicados, entre prosa e poesia. O espetáculo “Adélia” foca na obra poética da escritora. E é consequência do estudo de 8 dos poetas mais importantes das últimas décadas: Drummond, Quintana, Cecília

Meireles, João Cabral, Manuel Bandeira, Manoel de Barros, Vinicius de Moraes e a própria Adélia Prado. Todos resultaram em montagens de 40 minutos e fizeram parte da ocupação que a companhia realizou no Centro Cultural da Justiça Eleitoral, no centro do

Rio, nos anos de 2008 e 2009. A companhia já prepara a montagem de seu novo espetáculo de poesia, “Coisas de Cabeceira, João”, a partir da obra de João Cabral de Melo Neto.

Além da pesquisa poética, o estímulo aos sentidos é preocupação fundamental na busca da Companhia por uma intimidade com a plateia. Em “Adélia”, além de laranjas descascadas, goles de cachaça e chuchus novinhos, o público é surpreendido pelo aroma de um bolo de especiarias, preparado e assado ao longo do espetáculo. Ao final, todos podem provar a receita criada especialmente para o espetáculo pelo chef Fréderic Monnier, dono da Brassérie Rosário, parceira da companhia há 5 anos.

Nesta montagem, os espectadores são convidados para um quintal, onde roupas penduradas dividem espaço com bacias cheias d’água. Assim, enquanto a poesia brota das palavras de Adélia, o tempo pede licença e corre lenta e poeticamente, como nas pequenas cidades.

“Adélia” contrasta desejo e devoção espiritual, num constante diálogo entre o sagrado e o profano. “É emocionante ver como a poesia de Adélia toca profundamente pessoas de todas as idades. E até quem ainda não conhecia a obra da poeta, sai da peça querendo ler um livro seu”, conta a atriz Gabriela Haviaras.

Além de Adélia, a Companhia realizou montagens a partir de dramaturgia própria, como “Veridiana e eu”, “Cuidado com o Cão” e “Carolina”, todas do dramaturgo Tarcísio Lara Puiati, autor de novelas da Rede Globo, como o recente remake de “O Astro”. Em 2012, a companhia concorreu à categoria especial do Primeiro Prêmio Questão de Crítica, pela pesquisa realizada na série de espetáculos  chamada “8 Solos Acompanhados”.

Serviço:

Adélia
Local: Funarte MG
Rua Januária, 68 – Floresta – BH/MG
Datas: 31 de maio (sexta) e 1º de junho (sábado), às 19h e às 12h
Ingressos: R$10,00 (inteira)
Capacidade: 100 pessoas
Classificação: 16 anos