Sobre o Acervo Sergio Britto Digital | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página Iniciala funarteSobre o Acervo Sergio Britto Digital

Sobre o Acervo Sergio Britto Digital

Imagem do Sergio Britto

O Acervo Sergio Britto Digital é composto por milhares de fotos e matérias de jornais, programas de espetáculos, além de coleções de vídeos e DVDs. Fazem parte do acervo, por exemplo, fotos do “Grande Teatro Tupi”, popularmente conhecido como o Grande Teatro de Sergio Britto – programa que levou cerca de 400 peças, de grandes autores mundiais e nacionais, à tela da TV Tupi e que projetou para a fama atores como Fernanda Montenegro, Ítalo Rossi e Nathalia Timberg, entre outros.

Em 65 anos de dedicação às artes, o ator e diretor Sergio Britto (1923-2011) reuniu e conservou em sua casa, no bairro carioca de Santa Teresa, parte da memória do teatro e da televisão brasileiros. Trata-se de um acervo de inestimável valor cultural, entre filmes, fotos, impressos, jornais e manuscritos, totalizando cerca de 15 mil itens. Os registros de sua obra vão desde o Teatro Universitário, quando ele atuou em “Romeu e Julieta” (1945), de William Shakespeare, até seu último espetáculo como ator: “Recordar é Viver” (2010), de Hélio Sussekind.

Segundo Marília Brito, sobrinha do ator, a iniciativa da família em doar o acervo digital para a Funarte veio a partir da relação estreita do artista com a instituição: “Tivemos certeza disso, quando fomos informados pelo pessoal do Cedoc Funarte, durante o desenvolvimento do Projeto Sergio Britto Memórias, que Sergio havia doado 2000 fotos do Grande Teatro, fotos essas que ainda não haviam sido trabalhadas pela Funarte. Desde então, desenvolvemos, eu e Renata Brito, sobrinha neta do Sergio, que respondeu pela organização do Acervo e coordenação da pesquisa e alimentação do Acervo Sergio Britto Digital, uma parceria com a Funarte.” (Clique para ler matéria do portal da Funarte sobre o Acervo Sergio Britto Digital)

Clique aqui para acessar o Acervo Sergio Britto Digital