Duo de piano e trompete com Silvério Pontes e Antonio Guerra será apresentado na Funarte MG | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialMúsicaTodas as notíciasDuo de piano e trompete com Silvério Pontes e Antonio Guerra será apresentado na Funarte MG

Duo de piano e trompete com Silvério Pontes e Antonio Guerra será apresentado na Funarte MG

Choro, samba, maxixe, valsa e jazz estão no repertório do show que faz parte do projeto Funarte Musical

Publicado em 29 de novembro de 2017 Imprimir Aumentar fonte
Duo Coração Brasileiro – Divulgação
Duo Coração Brasileiro - Divulgação

Uma mistura de ritmos ao som de piano e trompete é o que público vai encontrar no show Duo Coração Brasileiro, de Silvério Pontes e Antonio Guerra , na Funarte MG, Centro de Belo Horizonte, no sábado, dia 2 de dezembro, às 19h. A curadoria do show é assinada pelos dois artistas, que apresentam composições próprias e também obras de grandes nomes como: Pixinguinha, Radamés Gnattali, Guinga e Chico Buarque. O repertório engloba ritmos como choro, samba, maxixe, valsa e jazz e busca disseminar a riqueza musical e instrumental brasileira. O encontro dos músicos vai compor o primeiro álbum do duo, intitulado Coração Brasileiro. Ingressos a preços populares de R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada).

Toques de sensibilidade, humor, alegria, riqueza e brasilidade podem ser facilmente notadas nas obras de Silvério Pontes e Antonio Guerra. Silvério, que há 30 anos toca com o trombonista Zé da Velha, sempre foi apaixonado pelos ritmos cariocas como choro e samba, por exemplo. Agora o artista desenvolve outra versão musical, um duo de piano ao lado de Antonio. Guerra é um concertista que valoriza a música negra e utiliza o trompete em todos os seus arranjos. O público vai ser presenteado com o encontro de duas gerações que, num entrosamento único, pretende mostrar a qualidade da música brasileira. Silvério está prestes a lançar o seu CD Reencontro.

Silvério Pontes e Antonio Guerra - Divulgação

Sobre Silvério Pontes
Nasceu no Rio de Janeiro. É trompetista e se dedica, exclusivamente, à música brasileira e ao choro. Autodidata, aos oito anos ganhou seu primeiro instrumento, tocou em bandas da cidade e adotou essa característica musical. Com 18 anos ingressou na Escola de Música Villa Lobos e teve breve passagem pela Escola Nacional de Música, ambas no Centro do Rio de Janeiro. Parcerias com Tim Maia; Luiz Melodia; Paulinho da Viola; Elza Soares; Francis Hime; Bete Carvalho; Yamandú Costa, Trio Madeira Brasil; Dona Ivone Lara; Rildo Hora; Zé Paulo Becker; Dominguinhos; Carlos Malta; Bebe Kramer; Guto Wirti, Márcio Baia, dentre outros. Com seu parceiro Zé da Velha participou do lançamento do documentário Brasileirinho, no Festival de Cannes (França) e em outros países (Itália, Alemanha e Áustria). Participou do Festival de Música de Teresina (Artes de Março); Festival Internacional de Música de São Luis do Maranhão; Bienal Internacional de Música de Belém do Pará; Festival de Choro do MIS-RJ; Clube do Choro em Brasília, Selo Instrumental, entre outros. Discografia: Só Gafieira (1995); Tudo dança (1998); Ele e Eu (2000); Samba Instrumental (2004); Só Pixinguinha (2006)), Ouro e Prata (2010) e Reencontro (2016), seu primeiro CD autoral.

Sobre Antonio Guerra
Nasceu no Rio de Janeiro. Sua trajetória musical é dividida entre a música de concerto e a popular, tendo os arranjos e a improvisação como pontos fortes de sua característica musical. Iniciou seu trabalho autoral com o Grupo Zanzibar, em 2010. Ator e pianista no filme As mãos de meu filho, da TV Record (2010). Bacharel em Arranjo pela Unirio. Ganhou uma bolsa de estudos pra Örebro Universitet, na Suécia, e aprofundou-se na arte de improvisar e compor (2011). Integrou o Grupo Bondesom e apresentou-se no CopaFest e o Leblon Jazz Festival (2012). Participou da turnê da cantora Mart’nália com o disco Não tente compreender, no Brasil e no exterior (2012-2014). Foi pianista no show Elza canta Lupcínio, de Elza Soares e a acompanhou em turnê pelo Brasil. Pianista na gravação do disco do bandolinista Rodrigo Lessa (2014). Compositor e pianista do álbum Três, do Bondesom (2014). Acompanhou Martinho da Vila na turnê do CD De bem com a Vida. Lançou o primeiro álbum Movimentos com dez composições autorais de música instrumental e inéditas, em 2015 – participações de Ricardo Silveira, Kiko Horta e Mart’nália. Participou da programação do Festival Mimo Instrumental, no Rio de Janeiro (2015) com este trabalho. Fez turnê com o show pelo Rio de Janeiro, Minas Gerais e na Embaixada do Brasil, em Londres (2015). Pianista e arranjador do novo CD do cantor Rubel, que será lançado em breve. Seu novo trabalho, Paz na Terra, já está sendo produzido.

Funarte Musical: um panorama da diversidade musical brasileira
A Fundação Nacional de Artes – Funarte continua a programação do projeto Funarte Musical, iniciado em agosto com a finalidade de mostrar, até dezembro, um panorama da diversidade musical brasileira para os públicos do Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

A agenda contempla quatro eixos temáticos: o Funarte em Concerto, que apresenta as várias formações instrumentais e corais característicos dessa linguagem; o Funarte Plural, com grupos da cena independente e contemporânea; o Funarte de Ritmos, que exibe a grande variedade rítmica brasileira; e o Funarte para Crianças, que incentiva a criação direcionada ao público infantil, para formar novos públicos.

Serviço:

Show Duo Coração Brasileiro, com Silvério Pontes e Antonio Guerra

Sábado, dia 2 de dezembro, às 19h
Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)
Local: Funarte MG
Rua Januária, 68 – Centro, Belo Horizonte (MG)
Tel.: (31) 3213-3084