A cantora Maria Eugênia é a convidada do Época de Ouro na Sala Funarte, no Rio | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialMúsicaTodas as notíciasA cantora Maria Eugênia é a convidada do Época de Ouro na Sala Funarte, no Rio

A cantora Maria Eugênia é a convidada do Época de Ouro na Sala Funarte, no Rio

Show, nesta segunda, 24 de março, faz parte do projeto ‘Música no Capanema’, da Funarte, e é transmitido ao vivo pela Rádio Nacional AM (1.130KHz)

Publicado em 20 de março de 2014 Imprimir Aumentar fonte
Maria Eugênia – Foto: Divulgação
Maria Eugênia – Foto: Divulgação

A Sala Funarte Sidney Miller, no Rio, recebe, na segunda, 24 de março, a cantora goiana Maria Eugênia. Ela divide o palco, a partir das 17h, com o conjunto Época de Ouro. O show tem entrada gratuita e faz parte do projeto ‘Música no Capanema’, realizado pela Fundação Nacional de Artes – Funarte, com transmissão ao vivo pela Rádio Nacional AM (1.130KHz) através do Programa Época de Ouro.

No repertório do show estão Rosa (Pixinguinha); Maracangalha (Dorival Caymmi); Escurinho (Geraldo Pereira); Brasil Pandeiro (Assis Valente); Cantar (Godofredo Guedes); Companheiro (Naire Siqueira e Tibério Gaspar); Chazinho com Biscoito (Vander Lee) e  Se Correr o Bicho Pega (Juraildes da Cruz).

Intérprete de voz suave e segura, Maria Eugênia começou sua carreira cantando na noite goiana e lançou seu primeiro disco solo, Maria Eugênia, em 1992. Reconhecida por sua profunda ligação com sua terra natal, a cantora reúne em seu trabalho os mais diversos estilos que vão dos sambas de Noel Rosa e Paulinho da Viola à bossa nova de Jobim e Vinicius, além de clássicos do sertanejo, baião e MPB. Em 22 anos de carreira, já são nove CDs solos, outros quatro gravados com parceiros e dois DVDs.

A escolha da música Companheiro como tema de abertura da novela ‘Araguaia’, da Rede Globo, fez com que a carreira de Maria Eugênia alcançasse projeção nacional. O mais recente trabalho da artista – Viver e Sorrir – foi pré-selecionado para o Prêmio de Música Brasileira. O CD tem renda destinada à Ong Viver e Sorrir, formada em São Paulo por médicos que cuidam de crianças prematuras e dão assistência às suas famílias. Produzido por Luiz Chaffin, traz arranjos de cordas do maestro Ricardo Leão, de sopros de Marcelo Martins e participações especiais do cantor Renato Braz e do pianista Marcos Nimrichter. O formato vem em uma caixa com encarte luxuoso que inclui gravuras do artista plástico João Câmara, feitas especialmente para o projeto.

Sobre o seu estilo musical a cantora afirma: “Não sei definir meu estilo. Para mim, tem música boa e música que não é tão boa, mas também acho que isso é bem relativo. Eu canto muito melhor com um texto que eu gosto e que me convence. Apesar de ser musicista, eu parto muito do que eu tenho a dizer, pois meu instrumento é a palavra”.

Conjunto Época de Ouro

Formado no Rio de Janeiro, o Época de Ouro teve grande importância no chamado movimento de resistência do choro, na década de 1960, quando a bossa nova reinava quase absoluta no cenário musical brasileiro. Com a morte de seu fundador, Jacob do Bandolim, em agosto de 1969, alguns dos compromissos do grupo foram adiados e o conjunto somente retomou suas atividades, em 1973, com o convite de Paulinho da Viola  para participar do espetáculo ‘Sarau’, no Teatro da Lagoa, na Zona Sul carioca. Foi desta experiência que surgiu o Clube do Choro, idealizado por Paulinho da Viola e Sérgio Cabral, e todo um movimento no país que buscava dar maior visibilidade a esse gênero musical.

Atualmente, o conjunto é formado por Jorginho do Pandeiro (diretor musical), Jorge Filho (cavaquinho), Ronaldo do Bandolim, Antônio Rocha (flauta), Toni Sete Cordas (violão de sete cordas) e André Belieni (violão).

Toda segunda-feira, das 17h às 19h, a Sala Funarte Sidney Miller recebe o Época de Ouro e seus convidados, no programa do Conjunto, transmitido ao vivo pela Rádio Nacional e apresentado por Cristiano Menezes. A utilização do espaço resulta de uma parceria entre a Funarte e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Antes, a atração era realizada no auditório da Rádio Nacional, que passa por reforma.

Serviço:

Projeto Música no Capanema, com o programa Época de Ouro

Convidada: Maria Eugênia

Entrada gratuita

Segunda-feira, 24 de março, às 17h
Classificação indicativa: 12 anos

Sala Funarte Sidney Miller – Palácio Gustavo Capanema – Rua da Imprensa nº 16 (térreo) – Centro, Rio de Janeiro (RJ)
Tels: (21) 2279-8087 (bilheteria)

Convites disponíveis a partir das 15h, na bilheteria

Realização: Rádio Nacional AM – RJ/ Empresa Brasil de Comunicação (EBC)
Parceria: Fundação Nacional de Artes – Funarte

Fundação Nacional de Artes – Funarte
Centro da Música
(21) 2279-8601