Circuito

rss
15 jul 2011

Apresentação musical

20:00h às 22:00h Local: Palácio Gustavo Capanema - Rua da Imprensa, 16 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20030-120 (veja o mapa)

Apresentação musical

Show com Manguerê (ES) e Marcio Bello (Tambores de Tocantins), Beatriz Azevedo e os convidados Jorge Mautner, Ademir Assunção, Chacal e outros artistas, com direção de Cristóvão Bastos.

Uma mistura de sons e ritmos marca o show de encerramento do Circuito Interações Estéticas, que integra o trabalho de Pontos de Cultura e artistas residentes e coloca no palco uma experiência coletiva de interação estética. O Grupo Manguerê e Marcio Bello, do projeto Tambores de Tocantins, se unem para um diálogo musical e mostram as afinidades e as peculiaridades da música de Tocantins e do Espírito Santo. Já Beatriz Azevedo convida Jorge Mautner, Chacal, Ademir Assunção e outros artistas para seu espetáculo “Alegria”, dirigido por Cristóvão Bastos, com repertório de seu último CD, lançado pela Biscoito Fino.

Sobre os artistas:

Show Africanismo – Fábio Carvalho e Grupo Manguerê

O músico Fábio Carvalho, o Grupo Cultural Manguerê e convidados apresentam o show Africanismo, com repertório marcado pela diversidade rítmica, resultado do intenso intercâmbio sonoro entre a África e o Brasil. Desse casamento surgiram ritmos como o congo, maracatú, afoxé, samba, ciranda, aguerê, que foram incorporando novas influências, gingas e milongas até chegar ao samba rock, ao funk e ao RAP . Músicas como Ajuda eu Tambor (colhida das Bandas de Congo do Espírito Santo), Ya Ya Massemba (agueré com samba de roda de Roberto Mendes e Capinãn), Quantas Lágrimas (samba de raiz composto por Manacéia), Voltei Amor (samba rock de Carlos Fritz e Joãozinho Carnavalesco), e Cada Macaco no Seu Galho (um Colo de Riachão), fazem parte do repertório do espetáculo, que tem como propósito preservar e divulgar a música negra.

Fabio Carvalho é Capixaba, nasceu na cidade de Vitória. Músico percussionista, devoto de São Benedito, estudioso da cultura do Espírito Santo (Congo) e de ritmos regionais brasileiros.  Foi um dos fundadores e integrante durante 10 anos da Banda Manimal, Tocou em várias capitais brasileiras e fez 4 turnês pela Europa tocando em vários Festivais como: Expo 98 (Portugal e Itália), Sfinks (Bélgica – 1999), El Greek (Espanha – 1999), Pole – Pole (Bélgica – 2006), Catalunia e Festigal – Santiago de Compostela (Espanha – 2006), Copa das Cultura (Alemanha – 2006), Parcur (França – 2006) e Inglaterra (2006).

O Grupo Cultural Manguerê, formado por 10 jovens com idades entre 14 e 26 anos, da Ilha das Caieiras e Grande São Pedro. É resultado do projeto “Manguerê – Ponto de Cultura do Brasil”, desenvolvido pelo Centro Cultural Caieiras, CECAES, e se caracteriza pelo estudo dos ritmos regionais brasileiros assim, como a cultura Hip-Hop e a fusão de todas estas sonoridades. Já se apresentou dentre outros programas e eventos no Encerramento do Festival de Cinema de Jovens Realizadores do Mercosul, do Destino Brasil Musica – Um Outro Som – Canal Brasil, do Programa Conexão Geral– Rede Gazetas, no Teatro Tom Jobim – Jardim Botânico – Rio de Janeiro e no Teia Brasil – Tambores Digitais em Fortaleza 2010.

Tambores de Tocantins – Porto Nacional  (TO)

O projeto Tambores do Tocantins criado em 1992 pelo musico percussionista Marcio Bello tem como missão contribuir com a valorização e a preservação da cultura musical tradicional do Tocantins, desenvolvendo atividades  de conhecimento, estudo, pesquisa e vivência de tais manifestações,  tornando esses saberes, acessível ao maior numero possível de crianças, adolescentes e jovens estudantes, através de implantação de oficinas permanentes desenvolvidas em  parceria com associações comunitárias, escolas e universidade publicas,  garantindo a inclusão social  de crianças adolescentes e jovens e o acesso de suas comunidades aos bens de cultura.

Da pesquisa e estudo das tradições e saberes musicais, nasceram os grupos Tambores do Tocantins e Manguere, que se unem  neste momento  no Circuito Iterações Estéticas para  um dialogo musical  para mostrar ao Brasil as afinidades e as  peculiaridades dos ritmos e instrumentos tradicionais do Tocantins e Espírito Santo.

Beatriz Azevedo

Beatriz Azevedo apresenta pela primeira vez no Rio de Janeiro o show ALEGRIA, com o repertório do CD lançado pela Biscoito Fino, que conta com  participação especial de Tom Zé e direção musical de Cristóvão Bastos.

Premiada pela FUNARTE com o Prêmio Interações Estéticas, Beatriz Azevedo foi convidada a realizar o show de encerramento do Circuito que já passou por São Paulo, Fortaleza, Belo Horizonte e Recife.  No Rio de Janeiro, o show Alegria acontecerá no Palácio Gustavo Capanema, em palco montado ao ar livre, no complexo cultural da Funarte Rio.

Os cariocas verão pela primeira vez ao vivo o show que representou o Brasil no Festival Femmes du Monde em Paris em maio de 2010, e já foi apresentado em importantes festivais na Holanda, Alemanha, França, nos Estados Unidos, no MoMA de Nova York, entre outros.

No Rio de Janeiro, o show de Beatriz Azevedo contará com a participação de Jorge Mautner e a direção musical de Cristóvão Bastos.  ALEGRIA apresenta o repertório do CD, novas composições e arranjos de Beatriz que farão parte do próximo trabalho, a banda com jovens músicos da cena paulistana, tudo acompanhado por projeções ao vivo.

O trabalho vem recebendo críticas excelentes no Brasil e no exterior, de Nelson Motta, Christopher Dunn, Luiz Fernando Vianna, Laurence Aloir, Pierre Cuny e muitos outros.  ALEGRIA foi destaque em publicações como Folha de SP, O Globo, O Estado de SP, nas revistas de música Vibrations e Mondomix, Radio France International, na imprensa da Europa e Estados Unidos.