Início do conteúdo
Notícias Teatro Plínio Marcos (DF) ganha nova programação a partir desta sexta, dia 3

Funarte Notícias

Publicado em 3 de outubro de 2014

Teatro Plínio Marcos (DF) ganha nova programação a partir desta sexta, dia 3

Ocupação 'BR-040: Práticas de Proximidade' apresenta teatro, dança, artes visuais, shows, circo, filmes, debates e atividades formativas originados no Rio de Janeiro e no Distrito Federal

Teatro Plínio Marcos (DF) ganha nova programação a partir desta sexta, dia 3

A partir desta sexta-feira, dia 3 de outubro, a ocupação BR-040: Práticas de Proximidade, da companhia Brecha, leva ao Teatro Plínio Marcos, no Complexo Cultural da Funarte em Brasília, uma extensa programação de teatro, dança, artes visuais, shows, circo, filmes, debates e atividades formativas originados no Rio de Janeiro e no Distrito Federal. Assim como a estrada que dá nome ao projeto, BR-040, contemplado no Edital de Ocupação do Teatro Plínio Marcos, tenta reduzir a distância entre as cenas culturais dos dois territórios.

A primeira atração será o espetáculo “O dia em que Sam morreu”, da Armazém Companhia de Teatro, do Rio de Janeiro. A história mostra que, em “um hospital,  cujo um desgovernado cirurgião-chefe aplica métodos questionáveis para subir na carreira, a ira de um jovem armado com seu idealismo e um revólver resultará na morte de alguém. Ainda é possível ajustar os ponteiros de um sistema corroído por todas as partes?” Em cartaz, neste fim de semana, de 3 a 4 de outubro.

Entre outras atrações estão os espetáculos do V Encontro Internacional de Palhaças de Brasília. No palco, palhaços de Portugal, Espanha e Estados Unidos, além do Brasil. A cultura nacional também entra em cena nos espetáculos de teatro e oficinas, seja nas ressonâncias do folguedo popular ‘Cavalo-Marinho’, no trabalho do grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, seja na “popflamenquização” de Machado de Assis, do grupo Liquidificador, ou na evocação das lavadeiras pelo circo-contemporâneo, da Cia Instrumento de Ver. Veja abaixo a programação completa

SERVIÇO

BR-040: Práticas de Proximidade
Projeto contemplado no Edital de Ocupação do Teatro Plínio Marcos/2014

Teatro Funarte Plínio Marcos
Eixo Monumental, Lote II, Setor Divulgação Cultural – Brasília, DF, CEP 70070-350.
(61) 3322-2076

PROGRAMAÇÃO DE OUTUBRO

  • Dias 3, 4 e 5 (sexta, sábado e domingo)

Espetáculo: O DIA EM QUE SAM MORREU,  da Armazém Companhia de Teatro (RJ)
Horários: Sexta e sábado, às 21h; domingo, às 20h
Duração: 90 minutos
Classificação indicativa: 14 anos
Ingressos R$ 20 (inteira)

Sinopse: Em um hospital cujo desgovernado cirurgião-chefe aplica métodos questionáveis para subir na carreira, a ira de um jovem armado com seu idealismo e um revólver resultará na morte de alguém. Ainda é possível ajustar os ponteiros de um sistema corroído por todas as partes?

Ficha Técnica:
Direção: Paulo de Moraes
Dramaturgia: Maurício Arruda Mendonça e Paulo de Moraes
Elenco: Jopa Moraes, Lisa Eiras, Marcos Martins, Otto Jr., Patrícia Selonk e Ricardo Martins

  • Dia 4 (sábado)

Atividades gratuitas nos jardins do Complexo Cultural Funarte em Brasília

Deita na BR
Horário: das 13h às 21h
Na segunda edição do evento, a tarde de sábado nos jardins será regada à arte, música e pedal! Um lounge gostoso com redes, os experimentos sonoros do DJ Dante Rui (Curadoria Sonora), oficina de lambe-lambe com Coletivo Transverso e oficina de mecânica para bicicletas.

Oficina de Lambe-Lambe e Poesia
Horário: das 14h às 18h
Continuidade do ciclo de oficinas com o Coletivo Transverso, iniciado em setembro. Desta vez, a proposta será trabalhar com a técnica do lambe-lambe a partir de experimentos poéticos dos próprios participantes. A oficina se conclui com intervenções artísticas no próprio espaço, em clima descontraído nos jardins, com redes, música, ‘comes e bebes’.

Inscrições: mail.br040@gmail.com

Oficina de mecânica pra magrelas
Renato Zerbinatto e Pedalando nas Nuvens
Horário: das 13h às 20h

A oficina estará aberta durante toda a tarde para que ciclistas e aspirantes ao uso do transporte em duas rodas aprendam as técnicas básicas de sobrevivência ao ‘guidon’. Como consertar um pneu furado, ajustar os freios e marchas… Afinal, se locomover de bicicleta significa autonomia e pra optarmos por esse meio de transporte é importante saber resolver os pequenos perrengues do dia a dia.

Não é necessário fazer inscrição

  • Dia 9 (quinta-feira)

Espetáculo: Barrica Poráguabaixo (SC)
Horário: 21h
Duração: 60 minutos
Classificação Livre
Ingressos: R$20 (inteira)

Sinopse: A Palhaça Barrica quer ir à praia e isso já é motivo para atrapalhações. Utilizando-se de recursos concretos e imaginários, Barrica enfrentará os padrões para alcançar seu objetivo.

Ficha técnica
Atuação e direção: Michele Silveira
Técnica: Vinícius Bouckhardt

Este espetáculo é parte da semana Solos de Palhaças, em parceria com o V Encontro de Palhaças de Brasília/Bienal Internacional de Palhaça

Madame Kill (Portugal)

10/10 — Sex 21h — 60m — 12 anos — R$20 inteira
Teatro Funarte Plínio Marcos
Eixo Monumental, Lote II, Setor Divulgação Cultural – Brasília, DF, CEP 70070-350.
(61) 3322-2076

Sinopse: Um dia Madame Muska decide morrer e, como todas as grandes divas, ficar para a posteridade. Um olhar inocente, inquieto e provocador sobre o suicídio aos olhos de uma palhaça.

Ficha técnica
Atuação e direção: Eva Ribeiro
Técnica: Zizi Antunes

Este espetáculo é parte da semana Solos de Palhaças, em parceria com o V Encontro de Palhaças de Brasília/Bienal Internacional de Palhaças

  • Dia 11 (sábado)

Mulheres Brincantes (Distrito Federal)
Horário: 15h
Duração: 60 minutos
Classificação Livre
Entrada gratuita

Sinopse: Histórias de transformação vividas por mulheres da cultura popular. No palco, vida e morte, a tradição e o contemporâneo, de meninas, mães, avós, guerreiras que transformam dor em arte

Ficha técnica
Direção: José Regino
Atuação: Lu Meireles, Thabata Lorena, Fabiola Resende
Músicos: Francisco Lopes, Daniela Carvalho e Daniela Neri
Técnica: Zizi Antunes

Este espetáculo é parte da semana Solos de Palhaças, em parceria com o V Encontro de Palhaças de Brasília/Bienal Internacional de Palhaças

  • Dia 11 ( sábado)

A Life In Her Day (EUA)
Horário: 21h
Duração: 60 minutos
Classificação Livre
Ingressos: R$ 20 (inteira)

Sinopse: Retrato não convencional de uma mulher que deseja o mesmo que todos: ser amada. Transformando objetos em companheiros humanos, a bizarra palhaça americana Hilary Chaplain lidará com uma realidade bastante alternativa.

Ficha técnica
Atuação: Hilary Chaplain
Direção: Avner Eisenberg
Técnica: Zizi Antunes

Este espetáculo é parte da semana Solos de Palhaças, em parceria com o V Encontro de Palhaças de Brasília/Bienal Internacional de Palhaças

  • Dia 12 (domingo)

Sementes (Distrito Federal)
Horário: 15h
Duração: 60 minutos
Classificação Livre
Entrada gratuita

Sinopse: A Palhaça Ananica brinca e descobre as sementes, o universo da frutas, flores.  O espetáculo é levado com muita música, elementos de mágica e saberes da culinária palhacística.

Ficha técnica
Atuação: Caísa Tibúrcio
Direção: Manuela Castelo Branco
Técnica: Zizi Antunes

Este espetáculo é parte da semana Solos de Palhaças, em parceria com o V Encontro de Palhaças de Brasília/Bienal Internacional de Palhaças

  • Dia 12 (domingo)

Espetáculo: L´Atzar (Espanha)
Horário: 20h
Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: 18 anos
Ingressos: R$20 (inteira)

Sinopse: Seguindo o método de trabalho de improvisação da companhia, o espetáculo gira em torno de conceitos como oportunidade, escolhas equivocadas, sucesso e magia. Este é o ponto de partida.

Ficha técnica
Atuação: Pepa Plana
Direção: Pepa Plana e Joan Busquets
Técnica: Oriol Blancha

Este espetáculo é parte da semana Solos de Palhaças, em parceria com o V Encontro de Palhaças de Brasília/Bienal Internacional de Palhaças

  • Dias 14 e 16 (terça e quinta-feira)

Oficina: Pipocando Poesia!
Horário: das 14h às 18h
20 vagas
Gratuita
Inscrições: circabrasilina@gmail.com, com assunto “Oficina Pipocando Poesia!”

Sinopse: Lilia Diniz é reconhecida nacionalmente por sua maneira de falar poesia. Sertaneja ou moderna, romântica ou clássica, na sua boca a poesia vira história e ganha vida. Nessa breve oficina ela vai trazer exercícios, provocações e aprimorar a declamatória poética dos participantes.

  • Dias: 16 a 19/10 (quinta a domingo)

Espétaculo: A Cartomante, do Grupo Liquidificador
Horário: quinta a sábado, às 21h; domingo, às 20h
Duração: 70 minutos
Classificação indicativa: 14 anos
Ingressos: R$20 (inteira)

Sinopse: Misturando elementos da cultura pop, cigana, do melodrama e de danças flamencas, o triângulo amoroso criado por Machado de Assis em conto homônimo ganha ares contemporâneos em espetáculo que marca a estreia do Grupo Liquidificador, contemplado no Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz

Ficha Técnica
Autor: Machado de Assis
Dramaturgia, cenografia, produção e realização: Grupo Liquidificador
Direção:Fernando Carvalho
Elenco:Fernanda Alpino, Fernando Carvalho, Iza Cavanellas, Kael Studart, Karinne Ribeiro

  • Dias 22 e 23 (quarta e quinta)

Oficina: Teatro de Terreiro
Horário: 19h30 às 21h30
Classificação livre
Gratuita
Inscrições: daniestrelo@gmail.com, com o assunto “Oficina Teatro de Terreiro na Funarte”

Sinpose: Uma atividade com histórias do teatro popular (com base no Cavalo-Marinho) misturadas com a prática do teatro de quintal do grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro. A oficina investigará o improviso originado na relação do brincante com seu mundo e com o universo fantástico do mito cerratense do Calango Voador.

  • 24 a 26 (sexta a domingo)

Espetáculo: A 4ª Roda ou O Amor é Rio sem Margem
Horário: sexta e sábado, às 21h; domingo, às 20h
Duração: 90 minutos
Classificação livre
Ingressos: R$ 20 (inteira)

Sinopse: Com a bênção de todos os mestres da cultura popular, da música e do teatro o grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro comemora 10 anos de existência em 2014 este novo espetáculo. Difundindo o Mito do Calango Voador e suas fantásticas histórias, o grupo aprofunda uma forma própria de dramaturgia batizada de teatro de terreiro.

Seu Estrelo é formado por Alessandra Rosa, Dani Neri, Danielle Freitas, Dinho Lacerda, Isaac Nunes, Júnia Cascaes, Luciana Meireles, Sarah Menezes, Luís Felipe Gebrim, Tatiane Nicéas e Tico Magalhães

  • Dia 29 (quarta-feira)

Still do filme “O Porto” – Cineclube Fagulha BR-040
Horário: 20h
Duração: duas horas
Entrada gratuita
Local: Jardins do Complexo Cultural Funarte em Brasília

“Cineclube Fagulha BR 040” é o braço audiovisual da ocupação do Brecha no Complexo Cultural Funarte, em parceria com a produtora Fagulha Filmes. Trazendo ao planalto central um panorama da produção de curta-metragens no país, o projeto tem como eixo conceitual a BR-040 – estrada que liga o Distrito Federal à cidade do Rio de Janeiro – e reúne filmes cujo universo temático atravessa as cidades perpassadas pela rodovia. Cada edição é seguida de debate com a presença de cineastas da sessão.

Este mês, os filmes selecionados exploram a relação de cineastas com espaços específicos de suas próprias cidades, uma jornada de imersão em microespaços que orientam compreensões em escala macro. Filmes de Rio de Janeiro (RJ), Ceilândia (DF) e Belo Horizonte (MG).

Filmes:

“O PORTO” – Julia Desimone, Luiz Pretti, Ricardo Pretti e Clarissa Campolina – MG
“CONTOS DA MARÉ” – Douglas Soares – RJ
“RAP, O CANTO DA CEILÂNDIA” – Adirley Queiroz – DF
“CONTAGEM” – Gabriel Martins e Maurílio Martins – MG

Ficha técnica
Curadoria: Mariana Kaufman (Fagulha Filmes)
Concepção e Pesquisa: Mariana Kaufman e Jô Serfaty (Fagulha Filmes)
Produção: Brecha
Realização: Fagulha Filmes

  • De 30/10 a 02/11 (quinta a domingo)

Espetáculo: Meu Chapéu é o Céu – Cia Instrumento de Ver
Horário: quinta e sexta, 10h e 16h; sábado e domingo, às 17h
Duração: 45 minutos
Classificação livre
Ingressos: R$ 10 (inteira)

Sinopse: Três acrobatas provocam situações inesperadas, apresentando números de aéreos divertidos, entre roupas, água, sabão e varais, personificando três lavadeiras desajeitadas que tentam  lavar, vestir e passar as roupas que compõem o cenário.

Ficha técnica
Direção: Leo Sykes
Intérpretes criadoras: Beatrice Martins, Julia Henning e Maíra Moraes

Mais informações: brecha.com.br/br040