“Se essa rua fosse minha” chega ao Norte do país em setembro | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página Inicial › Funarte › Todas as notícias“Se essa rua fosse minha” chega ao Norte do país em setembro

“Se essa rua fosse minha” chega ao Norte do país em setembro

Projeto, que inclui oficina teatral, foi contemplado no Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2015, de Circulação de Espetáculos

Relacionado a: Funarte, Teatro
Publicado em 12 de setembro de 2016 Imprimir Aumentar fonte
A atriz e diretora Selma Bustamante, do Grupo de Teatro Baião de Dois – Divulgação
Atriz e diretora, Selma Bustamante, do Grupo de Teatro Baião de Dois - Divulgação

Entre os meses de setembro e novembro, os integrantes do projeto Escambo Sem Palavras Pelo Brasil a Fora, contemplado no Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2015, de Circulação de Espetáculos, vão aportar nas cidades de Palmas, Porto Nacional, São Gabriel da Cachoeira, Santa Isabel do Rio Negro e Barcelos. O programa itinerante também poderá ser visto em comunidades indígenas do Tocantins (TO), como Lagoa da Confusão e Ilha do Bananal, além de 15 comunidades do Alto Rio Negro, no Amazonas (AM). Em todas as cidades e comunidades por onde o projeto passar, serão realizados o espetáculo Se essa rua fosse minha e a oficina Pessoas & Personagens, do Grupo de Teatro Baião de Dois. As apresentações terão início no dia 13 de setembro, em Tocantins (TO) e a entrada é gratuita.

No espetáculo Se essa rua fosse minha, a atriz Selma Bustamante interpreta a palhaça Kandura, que é moradora de rua e carrega consigo uma história de vida baseada no dia a dia difícil, mas com o objetivo de nunca deixar de sonhar. Em silêncio, a personagem compartilha sua situação com a plateia. A peça faz parte das comemorações de 20 anos das atividades do Grupo Baião de Dois, em Manaus, Amazonas. A montagem estreou em cartaz em 2012 e, no último mês de agosto, participou da programação oficial do maior festival de comicidade feminina da América Latina, no Rio de Janeiro, representando pela primeira vez o estado do Amazonas no evento. Desde a sua estreia, há quatro anos, o espetáculo já se apresentou em mostras e festivais em São Paulo, Paraná, Pernambuco, Ceará e Piauí.

Além das apresentações dos espetáculos e realização das oficinas de teatro nas localidades visitadas pelo grupo, o projeto fará um documentário com as experiências vividas pela Companhia nestes meses de trabalho. O jornalista e cinematógrafo César Nogueira será o responsável pelo registro audiovisual das atividades exercidas pelo grupo. Segundo a diretora Selma Bustamante, com esse trabalho o Baião de Dois alcançará locais onde a prática do teatro é inédita ou escassa. Outro objetivo, conta a atriz, é a promoção de um escambo cultural entre os participantes. “É esta troca que pretendemos com esse projeto: levar nossa cultura, nossa arte e poder conhecer a cultura e arte das populações por onde passaremos”, destaca.

Serviço:

Espetáculo Se essa rua fosse minha e a oficina Pessoas & Personagens, do Grupo de Teatro Baião de Dois
Programa itinerante que percorrerá cidades e comunidades indígenas do Tocantins (TO) e do Amazonas (AM)

Entrada gratuita
Início: Dia 13 de setembro, terça-feira, em Tocantins (TO)

Projeto foi contemplado com o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2015, de Circulação de Espetáculos


Espetáculo "Se essa rua fosse minha" - Divulgação