Início do conteúdo
Notícias Funarte e Centro Universitário Ítalo Brasileiro dialogam sobre possíveis ações conjuntas

Funarte Notícias

Publicado em 8 de janeiro de 2020

Funarte e Centro Universitário Ítalo Brasileiro dialogam sobre possíveis ações conjuntas

Conversa envolveu a sintonia entre projetos culturais da universidade e os programas da Fundação

Funarte e Centro Universitário Ítalo Brasileiro dialogam sobre possíveis ações conjuntas O Reitor do Centro Universitário Ítalo Brasileiro (SP) , Dr. Marcos Antonio Cascino e o presidente da Funarte, Dante Mantovani. Foto: Israel Mattos

O Presidente da Fundação Nacional de Artes – Funarte, maestro Dante Mantovani, reuniu-se com o Reitor do Centro Universitário Ítalo Brasileiro, Dr. Marcos Antonio Cascino e outros representantes da instituição, na sede desta entidade, em São Paulo, Capital. A pauta da reunião, realizada no dia 6 de janeiro,  incluiu possibilidades de ações conjuntas da Fundação e do Centro.

A ideia central debatida foi a sintonia entre as estratégias das instituições; e as chances de aproximar os projetos educacionais do Centro Universitário Ítalo Brasileiro aos programas da Funarte, nas áreas de música e de artes cênicas e visuais e de linguagens integradas.
A equipe do Ítalo mostrou-se muito interessado em interagir com as ações artísticas da Funarte, já programadas para 2020, e que serão brevemente anunciadas. Já o presidente da Funarte elogiou a grande valorização da cultura que o Centro apresentou em seu programa.

“Essas iniciativas de diálogo da Funarte mostram que estamos muito empenhados com a gestão dos recursos públicos, no sentido de trazer resultados para a população. Pois é isso que ela quer: resultados e projetos culturais de alto nível chegando em todo o País”, comenta o presidente da Funarte. Ele pretende realizar esse diálogo em todos os estados brasileiros e com representantes do maior número possível de municípios.

Essa estratégia visa a descentralizar as ações da Funarte das grandes cidades, com o principal objetivo de estimular a economia das artes em todo o Brasil – principalmente no interior.

Acesse vídeo aqui