Início do conteúdo
Notícias Congonhas (MG) recebe visita da Funarte

Funarte Notícias

Publicado em 19 de dezembro de 2019

Congonhas (MG) recebe visita da Funarte

Dirigentes da Fundação realizaram visitas a espaços históricos e reuniões na cidade mineira

Congonhas (MG) recebe visita da Funarte

O Estado de Minas Gerais recebeu, no dia 18 de dezembro, a primeira agenda de visitas do presidente da Fundação Nacional de Artes – Funarte, maestro Dante Mantovani. Ele visitou a cidade histórica de Congonhas, onde conheceu atrações do patrimônio cultural e participou de reuniões, nas quais foram traçadas políticas para a atuação da Funarte em Minas.

A comissão da entidade, que incluiu o diretor executivo da instituição, Leônidas de Oliveira, e o coordenador da Funarte MG, Maurício Canguçu, participou de reunião com o Secretário Municipal de Cultura de Congonhas, Sérgio Rodrigo; assistiu a uma apresentação do Coral Cidade dos Profetas; e visitou o Museu de Congonhas ligado ao Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, classificado pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade. A instituição foi apresentada como precursora no Brasil da proposta de “museu interpretativo” – cuja missão é estimular no público a análise da memória de uma cidade ou região. O Museu é gerido pela Prefeitura de Congonhas, por meio da Fumcult, e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) – gerador da iniciativa –, com o acompanhamento da Unesco.

Nas reuniões, o presidente da Funarte destacou a importância de que seja ampliado o acesso da população a arte, por meio da criação de projetos direcionados para descentralização da atividade artística das capitais, com foco no interior do país (nova estratégia desenvolvida pela Funarte). “Por exemplo, vamos incentivar as orquestras sociais e a formação musical nos diversos municípios do País”, disse o presidente.

Na visita ao Museu de Congonhas, o gestor destacou a importância da valorização e do patrimônio histórico e da memória, como elemento fundamental do estímulo à visão de pertencimento do povo brasileiro, em relação à nação, a seu território e à sua cultura; e a importância do patrimônio histórico para o patriotismo. Por isso, um de seus projetos é realizar atividades de arte em locais de importância histórica e cultural.

“Ouvir, conhecer e propor políticas públicas capazes de colocar a arte brasileira na centralidade da vida cívica dos municípios brasileiros é meta principal da Funarte”, anunciou Mantovani.