Sala Arquimedes Ribeiro recebe bate-papo com Lívia Loureiro e Máli Teatro | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialAgenda CulturalFunarteSala Arquimedes Ribeiro recebe bate-papo com Lívia Loureiro e Máli Teatro

Agenda Cultural / Funarte

Sala Arquimedes Ribeiro recebe bate-papo com Lívia Loureiro e Máli Teatro

Relacionado a: Literatura, Teatro
Publicado em 16 de outubro de 2018 Imprimir Aumentar fonte
A Docil
Pesquisa 'Cidade em ruínas: as ruas de Dostoiévski, as ruas de hoje'. Imagem: Marcelo Villas Boas.

Sobre o evento

No dia 22 de outubro, segunda, às 19h, o Máli Teatro compartilha os resultados da pesquisa Cidade em ruínas: as ruas de Dostoiévski, as ruas de hoje, realizada durante ocupação artística na Sala Arquimedes Ribeiro do Complexo Cultural Funarte SP. O bate-papo, com a presença de Lívia Loureiro, faz parte do projeto Revendo A Dócil, contemplado no programa Laboratório da Cena Funarte 2018. A entrada é franca.

O grupo de artistas pesquisa a novela A Dócil (1876), de Dostoiévski, buscando temas e procedimentos de composição para a criação de atos dramáticos e experimentos cênicos que tracem paralelos com a contemporaneidade. Na conversa, os integrantes apresentam as referências visuais levantadas até o momento. “Buscamos nossa cidade correlata àquela de Dostoiévski: a cidade do anonimato, da degradação, da ruína”, afirmam. Também serão feitas leituras dos filmes Asas do desejo (Wim Wenders) e Nada levarei quando morrer (Miguel Rio Branco).

Sobre Lívia Loureiro

É professora, arquiteta, cenógrafa e pesquisadora de cenografia brasileira. É mestre em artes visuais pela UNICAMP (2012), com a pesquisa Flávio Império: desenho de um percurso. Leciona no projeto Casa Aberta para Crianças, na Casa 1, e ensina cenografia em cursos livres (SESC Consolação, Oficina Metacultural, Instituto de Arquitetos do Brasil). Desde 2006, trabalha como arquiteta e cenógrafa, tendo realizado, entre outros projetos: Feira Antropofágica de Opinião (Cia. Antropofágica, 2018 e 2015), Estação Utopia da Memória (Estudo de Cena, 2018),  shows do Clube do Choro Waldir Azevedo (2015, 2016), espetáculo Meio dia do Fim (Pessoal do Faroeste, 2009), leitura dramática do texto Sangue de Boi (Casa Livre, 2007) e figurino para o espetáculo Minhoca na Cabeça (Grupo Esparrama, 2015). Participou também da exposição coletiva Lima Barreto: Cenografias, no SESC Consolação (CPT, 2010).

Sala Arquimedes Ribeiro – Complexo Cultural Funarte SP
(Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos, São Paulo, SP)

Bate-papo com Lívia Loureiro e Máli Teatro
Compartilhamento da pesquisa Cidade em ruínas: as ruas de Dostoiévski, as ruas de hoje
Dia 22 de outubro. Segunda, às 19h.
Gratuito

Ficha técnica:
Encenador: Marcos de Andrade | Dramaturgo: Rogério Guarapiran | Cenógrafa: Lívia Loureiro | Elenco: Adriano Bolshi, Anísio Serafim, Antônio Carlos de Almeida, Caroline Rangel, Diego Dac, Felipe Hofstatter, Guta Magnani, Marcelo Villas Boas | Realização: Máli Teatro | Fotografia: Marcelo Villas Boas.

Mais informações:
(11) 3662-5177
(11) 3822-5671 (bilheteria – abre uma hora antes do espetáculo)
funartesp@gmail.com

Dia: 22 de outubro de 2018 Horário: 19:00 às 20:00 Local: Sala Arquimedes Ribeiro – Complexo Cultural Funarte SP. Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos, São Paulo, SP.