Início do conteúdo
Agenda Exposição ‘Mãe Preta’ em cartaz na Funarte SP

Agenda cultural

Publicado em 28 de setembro de 2018

Exposição ‘Mãe Preta’ em cartaz na Funarte SP

Exposição ‘Mãe Preta’ em cartaz na Funarte SP Exposição ‘Mãe Preta’. Imagem: divulgação

As conhecidas imagens das amas-de-leite negras, registradas de meados do século XIX ao início do século XX, são o ponto de partida da pesquisa das artistas Isabel Löfgren e Patricia Gouvêa para a realização da exposição Mãe Preta, que recebeu o Prêmio Funarte Conexão Circulação Artes Visuais de 2016.  A mostra já foi exibida no Rio de Janeiro, em 2016, e também em Belo Horizonte, em 2017, no Palácio das Artes. Após o sucesso de público, a exposição chega a São Paulo, na Galeria Mario Schenberg, da Funarte. A  mostra segue em cartaz até 25 de novembro, reunindo fotografias, vídeos, instalações, performance e literatura.

O projeto surgiu de uma pesquisa artística de Isabel e Patricia, iniciada em 2015. O trabalho, em constante progressão, busca traçar elos e ressonâncias entre as condições da maternidade e da escravidão, por meio de releituras de imagens e arquivos do período. A pesquisa também investiga o desaparecimento da história escravocrata na malha urbana das cidades brasileiras e as vozes de mulheres e mães negras na contemporaneidade. O intuito da mostra é discutir a memória da escravidão e o legado da mulher negra na formação da sociedade brasileira a partir da história visual do país.

Inédita em São Paulo, a exposição – que ainda seguirá para São Luís, no Maranhão, em dezembro – inclui o lançamento de um catálogo com participações de nomes nacionais e internacionais, como a antropóloga e curadora-adjunta para histórias e narrativas no Masp, Lilia Moritz Schwarcz (USP); a antropóloga e pesquisadora Martina Ahlert (UFMA); o escritor Alex Castro; o historiador e diretor do Núcleo de Estudos e Pesquisa do Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos, Júlio César Medeiros da Silva Pereira (UFF); a historiadora da arte, educadora criativa e curadora britânico-nigeriana Temi Odumosu (Universidade. de Malmö – Suécia); e a fotógrafa, escritora e professora do ICP-Bard (EUA), a norte-americana Qiana Mestrich.

A exposição conta, ainda, com a minibiblioteca Mãe Preta, que reúne publicações de autoras negras contemporâneas e uma seção voltada para a literatura infantojuvenil, com títulos sobre protagonismo negro que podem ser consultados pelo público.

Para esta edição, as artistas fizeram uma imersão nos contextos específicos de São Paulo e São Luís, para onde a exposição viajará após a etapa paulistana. Na capital paulista, as artistas seguiram o debate sobre o apagamento da história negra da cidade e, no Maranhão, realizaram entrevistas com lideranças femininas dos Quilombos Santa Rosa dos Pretos e Santa Joana.

Galeria Mario Schenberg – Complexo Cultural Funarte SP

(Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos)

Exposição: Mãe Preta

Patricia Gouvêa e Isabel Löfgren

Visitação: de 5 de outubro a 25 de novembro. De segundas a sextas, das 11h às 19h, sábados e domingos, das 11h às 21h

Entrada franca

Mais informações:

(11) 3662-5177

funartesp@gmail.com