Exposição ‘Mãe Preta’ em cartaz na Funarte SP | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialAgenda CulturalArtes VisuaisExposição ‘Mãe Preta’ em cartaz na Funarte SP

Agenda Cultural / Artes Visuais

Exposição ‘Mãe Preta’ em cartaz na Funarte SP

Publicado em 28 de setembro de 2018 Imprimir Aumentar fonte
Modos_de_Olhar(Ferrez)
Exposição 'Mãe Preta'. Imagem: divulgação

Sobre o evento

As conhecidas imagens das amas-de-leite negras, registradas de meados do século XIX ao início do século XX, são o ponto de partida da pesquisa das artistas Isabel Löfgren e Patricia Gouvêa para a realização da exposição Mãe Preta, que recebeu o Prêmio Funarte Conexão Circulação Artes Visuais de 2016.  A mostra já foi exibida no Rio de Janeiro, em 2016, e também em Belo Horizonte, em 2017, no Palácio das Artes. Após o sucesso de público, a exposição chega a São Paulo, na Galeria Mario Schenberg, da Funarte. A  mostra segue em cartaz até 25 de novembro, reunindo fotografias, vídeos, instalações, performance e literatura.

O projeto surgiu de uma pesquisa artística de Isabel e Patricia, iniciada em 2015. O trabalho, em constante progressão, busca traçar elos e ressonâncias entre as condições da maternidade e da escravidão, por meio de releituras de imagens e arquivos do período. A pesquisa também investiga o desaparecimento da história escravocrata na malha urbana das cidades brasileiras e as vozes de mulheres e mães negras na contemporaneidade. O intuito da mostra é discutir a memória da escravidão e o legado da mulher negra na formação da sociedade brasileira a partir da história visual do país.

Inédita em São Paulo, a exposição – que ainda seguirá para São Luís, no Maranhão, em dezembro – inclui o lançamento de um catálogo com participações de nomes nacionais e internacionais, como a antropóloga e curadora-adjunta para histórias e narrativas no Masp, Lilia Moritz Schwarcz (USP); a antropóloga e pesquisadora Martina Ahlert (UFMA); o escritor Alex Castro; o historiador e diretor do Núcleo de Estudos e Pesquisa do Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos, Júlio César Medeiros da Silva Pereira (UFF); a historiadora da arte, educadora criativa e curadora britânico-nigeriana Temi Odumosu (Universidade. de Malmö – Suécia); e a fotógrafa, escritora e professora do ICP-Bard (EUA), a norte-americana Qiana Mestrich.

A exposição conta, ainda, com a minibiblioteca Mãe Preta, que reúne publicações de autoras negras contemporâneas e uma seção voltada para a literatura infantojuvenil, com títulos sobre protagonismo negro que podem ser consultados pelo público.

Para esta edição, as artistas fizeram uma imersão nos contextos específicos de São Paulo e São Luís, para onde a exposição viajará após a etapa paulistana. Na capital paulista, as artistas seguiram o debate sobre o apagamento da história negra da cidade e, no Maranhão, realizaram entrevistas com lideranças femininas dos Quilombos Santa Rosa dos Pretos e Santa Joana.

Galeria Mario Schenberg – Complexo Cultural Funarte SP

(Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos)

Exposição: Mãe Preta

Patricia Gouvêa e Isabel Löfgren

Visitação: de 5 de outubro a 25 de novembro. De segundas a sextas, das 11h às 19h, sábados e domingos, das 11h às 21h

Entrada franca

Mais informações:

(11) 3662-5177

funartesp@gmail.com

Dias: De 19 de novembro a 23 de novembro de 2018 Horário: 11:00 às 19:00 Local: Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos