Início do conteúdo
Notícias Teatro Cacilda Becker apresenta ‘Semana Híbrida’, com oficinas e espetáculos gratuitos

Funarte Notícias

Publicado em 21 de maio de 2019

Teatro Cacilda Becker apresenta ‘Semana Híbrida’, com oficinas e espetáculos gratuitos

Na programação estão os espetáculos ‘Olho Nu’ e ‘Non Stop’, da Cia Híbrida, além de uma versão reduzida de um dos maiores festivais de hip hop do Rio

Teatro Cacilda Becker apresenta ‘Semana Híbrida’, com oficinas e espetáculos gratuitos ‘Non stop’ – Foto: Renato Mangolin

De 22 a 26 de maio, quarta a domingo, o Teatro Cacilda Becker, na Zona Sul do Rio, é palco de uma programação variada que integra os diferentes estilos da dança urbana. A Semana Híbrida leva ao público uma série de workshops de dança, ministrados por integrantes da Cia Híbrida, e também alguns dos melhores espetáculos do grupo: Olho Nu e Non Stop.

Outra atração, considerada o ponto alto do programa, são as batalhas de breaking e hip hop da Arena Híbrida Pocket, versão reduzida de um dos mais importantes festivais de danças urbanas do Rio de Janeiro. As batalhas, no domingo (26), a partir das 15h, têm ingressos a R$ 10. Já as oficinas são gratuitas e as inscrições, feitas na hora.

O espetáculo Non stop, que estreou em 2015, investiga a relação entre movimentos da dança de rua com a ação das máquinas. In(in)terrupto, de 2018, é a segunda obra da trilogia de coreografias resultantes de uma reflexão sobre o corpo-máquina. E Olho Nu, a terceira e última parte da trilogia que discute hip hop e fragilidade. A nova pesquisa trouxe muitas questões, uma em especial: “Que ideias já foram esgotadas nesse processo e quais necessitam de continuidade?”Ainda como mote, o desejo de desnudar o dançarino de rua, ressaltando as fragilidades deste corpo potente e, ao mesmo tempo, revelar todo o potencial criativo existente por trás destas fragilidades.

Sobre a Cia

A Companhia Híbrida foi criada em 2007 na cidade do Rio de Janeiro pelo bailarino e coreógrafo Renato Cruz. Sua proposta reside no desenvolvimento de uma pesquisa singular misturando diferentes linguagens artísticas, tais como as danças urbanas e a dança contemporânea. É uma das companhias mais atuantes do Rio de Janeiro. Recebeu diversos prêmios, dentre os quais o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna; além de fomento estadual e municipal às artes.

Em 2015, através do patrocínio de O Boticário na Dança, Secretaria de Estado de Cultura e Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, realizou circulação de seus espetáculos pelas cinco regiões do Brasil. Em 2018, a Cia Híbrida integrou a programação da Mostra Paralela de Artes Cênicas, realizada na Funarte SP no contexto do MicBR 2018 (Mercado das Indústrias Criativas do Brasil) – São Paulo.

Sinopses:

Olho Nu
Classificação: Livre / Duração: 50 minutos

Terceira e última parte da trilogia que discute hip hop e fragilidade, Olho Nu não se pretende um fechamento. Ao contrário, essa nova pesquisa trouxe muitas questões, entre elas, uma que se impôs de modo fundamental: que ideias já foram esgotadas nesse processo e quais necessitam de continuidade?
Ainda como mote, o desejo de desnudar o dançarino de rua, ressaltando as fragilidades deste corpo potente, e ao mesmo tempo, revelar todo o potencial criativo existente por trás destas fragilidades.
Uma vez mais, a repetição que busca transformação. Uma vez mais, a busca por formas de composição que extrapolem o lugar comum dessa técnica. Uma vez mais, alimentar a reflexão sobre este corpo que se atém no papel de entreter e atender expectativas daquele que assiste. Uma vez mais, oferecer ao expectador um olhar diverso e aproximado do universo hip hop e de sua dança. E nesse caminho, seguir acompanhado/assombrado pela pergunta: Como abordar de modo diferente as mesmas questões?

Non Stop
Classificação: Livre / Duração: 50 minutos

Com muito vigor, a cena desenvolve-se a partir do tema corpo x máquina e da pesquisa sobre a circularidade nas danças urbanas. Nesse cruzamento de ideias, a obra ressignifica elementos dentro de diversos estilos tais como o breaking e seus power moves e footworks; o fluxo contínuo dos slides, os braços de waackin’, entre tantos outros passos. A obra atua como uma lente de aumento, evidenciando o dançarino urbano, na beleza de sua movimentação, na força e energia de um corpo vigoroso e “sem limites”.

Ficha técnica dos espetáculos

Direção geral, concepção e coreografia: Renato Cruz
Direção de produção: Steffi Vigio
Intérpretes criadores dos espetáculos Olho Nu, Non Stop, In(in)terrupto: Daniel Oliveira, Fábio de Andrade, Jefte Francisco, Luciana Monnerat, Luciano Mendes, Luidy Trindade, Mailson Francisco de Morais

Arena Pocket
Realização de uma versão pocket da Arena Híbrida Festival de Hip Hop. Um dos mais consagrados festivais do gênero, a Arena possui 12 edições realizadas com diversos prêmios e patrocínios, e vem para a sua primeira versão pocket, a ser realizada no Teatro Cacilda Becker com o oferecimento de dois workshops de dança e batalhas de breaking e hip hop dance apresentadas por MC e tocadas por DJ.

Programação

22 de maio – quarta-feira
16h às 18h – Treino livre de Breaking – Instrutor Fábio de Andrade
19h – Aula de Hip Hop Dance – com Mailson Morais

23 de maio – quinta-feira
14h – Espetáculo Olho Nu para escolas (gratuito)
15h – Workshop de Breaking iniciante – Instrutor Jefte Francisco

24 de maio – sexta-feira
14h – Espetáculo Non Stop para escolas (gratuito)
16h – O elemento circense e as Danças Urbanas – Instrutor Daniel Oliveira
18h – Eliminatória Arena Híbrida Pocket

25 de maio – sábado
17h – Imbricações entre as Danças Urbanas e a Dança Contemporânea – Aline Teixeira
20h – Espetáculo Olho Nu (gratuito)

26 de maio – domingo
Arena Híbrida Pocket – Classificação: livre

15h – Workshop 1 – Waacking – Luciana Monnerat
16h – Workshop 2 – Hip Hop Dance – Duly Omega
17h – Abertura dos portões, Batalhas de Hip Hop Dance e Breaking (Ingressos: R$ 10)
21h – Encerramento 

Obs.: Todas as oficinas são gratuitas – Inscrições na hora 

Teatro Cacilda Becker
Rua do Catete, 338 – Catete – Rio de Janeiro (RJ)
Próximo ao Metrô Largo do Machado
Telefone: (21) 2265 9933