Início do conteúdo
Notícias Coreógrafo Gustavo Ciríaco estreia, no Brasil, o espetáculo ‘Entre Cães e Lobos’

Funarte Notícias

Publicado em 10 de maio de 2019

Coreógrafo Gustavo Ciríaco estreia, no Brasil, o espetáculo ‘Entre Cães e Lobos’

Montagem, contemplada pelo Iberescena, será apresentada nos dias 14 e 15 de maio, no Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, no Rio

Coreógrafo Gustavo Ciríaco estreia, no Brasil, o espetáculo ‘Entre Cães e Lobos’ ‘Entre Cães e Lobos’ – Divulgação

Depois de curta temporada internacional, onde se apresentou em Portugal e no Uruguai, o coreógrafo Gustavo Ciríaco estreia no Brasil o seu mais recente espetáculo Entre Cães e Lobos. Serão duas apresentações nos dias 14 e 15 de maio, terça e quarta-feira, às 20h, no Espaço Cultural Sérgio Porto, no Humaitá, Zona Sul do Rio. A montagem foi contemplada pelo programa Iberescena 2018-2019, na categoria Apoio à Coprodução de Espetáculos Ibero-americanos de Artes Cênicas. A Fundação Nacional de Artes – Funarte é a instituição que representa o Brasil no programa, composto por 14 países.

Terceiro capítulo da trilogia Gentileza de um Gigante, em que Ciríaco explora a relação do homem com a natureza através do conceito inventado de paisagem, Entre Cães e Lobos é interpretado pelos bailarinos brasileiros Julia Salem e Daniel Pizamiglio, e se inspira nas horas do crepúsculo e de sua luminosidade reduzida para investigar modos de traduzir experiências de paisagem, entre o teatro de sombras e o cinema sensorial. Nos limiares entre a luz e a escuridão, se apresenta uma coleção de paisagens vividas por anciãos e paisagens oníricas imaginadas por crianças.

O coreógrafo teve como referência as investigações da jornalista norte-americana Rachel Carson sobre os efeitos mortais que o uso indiscriminado de pesticidas causou em um santuário de pássaros, o que a levou a escrever Primavera Silenciosa, um dos livros mais influentes do século XX. O livro forneceu a base para toda uma série de movimentos e legislações ambientais inovadoras. Nele, o perigo de uma primavera sem pássaros e sem insetos fez a autora tornar público os efeitos nocivos da ação humana descontrolada sobre o ambiente.

Depois dos dois primeiros episódios Gentileza de um Gigante (Lisboa, 2016) e Viagem a uma Planície Enrugada (Campinas, 2017), Entre Cães e Lobos toma como desafio a criação de uma plataforma sensível, onde paisagens sumidas se misturam a paisagens que nunca viram a existência e ganham vida em um teatro de sombras. Em um espetáculo às escuras, o encontro da memória dos que partem se junta à imaginação dos que chegam, em um mergulho sinestésico na experiência de paisagem de homens e mulheres em pontos extremos de suas biografias. Entre o começo e o fim, o prólogo e o epílogo, Ciríaco se questiona: “Que mundo deixaremos para os próximos? Que inocência desbravará o que está por vir?”.

Entre Cães e Lobos, uma coprodução Brasil – Chile, foi apresentado no Festival Ilustração à Vista em Ílhavo, Portugal, no dia 3 de maio; e no Festival Internacional de Danza Contemporánea de Uruguay – FIDCU em Montevidéu, Uruguai, no dia 9 de maio. O espetáculo tem direção e concepção de Gustavo Ciríaco (Brasil), performance e colaboração de Daniel Pizamiglio e Julia Salem (Brasil), artistas convidados – NAVE Gaeil Olsen e Ignacio Aldunate (Chile), colaboradores Lab Artes e Tecnologia – SESC Av. Paulista Ana Maria Klein, André Freitas, Carolina Canteli Rodrigues, Márcio Vasconcelos, Mariana Rotili e Paulo Carpino (Brasil), cenografia de Sara Vieira Marques (Portugal), figurino de Sara Zita Correia (Portugal), apoio dramatúrgico de Joana Levi (Brasil), iluminação de Tomas Ribas (Brasil), paisagens sonoras de João Bento (Portugal), fotos de Joana Duarte, Vítor Barão, Isabel Ortiz, Mila Ercoli, administração da Internacionalização Missanga Antunes/Efémera, produção | Portugal Sinara Suzin, produção | Brasil Carolina Goulart, direção de comunicação António Pedro Lopes e management Anda & Fala – Associação Cultural.

Este espetáculo foi coproduzido pela CasaBranca AC – Festival Verão Azul / Cine-Teatro Louletano, 23 Milhas- Ílhavo, Atos de Fala, NAVE – Centro de Creación y Residencia, Sesc SP. Entre Cães e Lobos conta com o apoio da República Portuguesa – Cultura / Direção Geral das Artes para sua internacionalização. Projeto contemplado pelo programa Iberescena, do qual a Funarte é a representante no Brasil.

Sobre o coreógrafo

Gustavo Ciríaco é um coreógrafo e artista contextual baseado entre Lisboa e Rio de Janeiro. Com formação em Ciências Políticas, Ciríaco tem desenvolvido um conjunto multiforme de obras que transitam entre o teatro visual e a dança conceitual, passando por exposições vivas e trabalhos site specific onde arquitetura, artes visuais e artes cênicas se encontram em performances marcadas pela partilha do sensível.

Suas obras mais marcantes foram Aqui enquanto caminhamos (2006), Still – sob o estado das coisas (2007), Onde o horizonte se move (2012), Sala de Maravilhas (2012), Gentileza de um Gigante (2016), Viagem a uma planície enrugada (2017). Em 2018, Ciríaco estreou a sua nova criação Cortado por todos os lados, Aberto por todos os cantos, no Teatro Nacional Dona Maria II, como parte da programação do festival Alkantara, em Lisboa.

Suas obras foram apresentadas em importantes festivais, galerias e instituições nacionais e internacionais como Crossing the Line/N.York, Casa Encendida/Madri, Museu Serralves/Porto, Mercat de Flors/Barcelona, Alkantara, Culturgest, TNDM II, ZDB, Museu Berardo/Lisboa, Ferme de Buisson, Paris Quartier d’Été/Paris, Tanz im August/Berlin, Al-Mammal Foundation/Jerusalem, Prague Theatre Festival/Praga, Tokyo Wonder Site/Tóquio, Digital Art Center/Taipei, CENEART/Cidade do México, Panorama, CCBB/Rio de Janeiro, Arqueologías del Futuro/Buenos Aires, SESC, Itaú Cultural/São Paulo, London Festival, BAC/Londres, NottDance/Nottingham, Arnolfini/Bristol, Metropolis/Copenhague, NAVE/Santiago, FIDCU/Montevidéu, FADJR/Teerã, entre outros.

Serviço:

Espetáculo Entre Cães e Lobos 

Estreia Brasil – Rio de Janeiro (RJ)
14 e 15 de maio, 3ª e 4ª feira, às 20h 

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)

Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto
Rua Humaitá, 163 – Humaitá – Rio de Janeiro (RJ)

Estreia Portugal
3 de maio, 6ª feira, 21h30
Festival Ilustração à Vista – 23 Milhas
Ílhavo, Portugal
Entrada gratuita
http://www.23milhas.cm-ilhavo.pt/

Estreia Uruguai
9 de maio
, 5ª feira, 21h30
FIDCU – Festival Internacional de Danza Contemporánea de Uruguay
Teatro Solis – Sala Delmira Agustini
Montevidéu – Uruguai
Entrada gratuita
https://www.fidcu.com/fidcu-2019

Este projeto foi contemplado pelo programa Iberescena 2018-2019, na categoria Apoio à Coprodução de Espetáculos Ibero-americanos de Artes Cênicas