‘Noite Clássica – Coppélia’ estreia no Teatro Plínio Marcos, em Brasília | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialDançaTodas as notícias‘Noite Clássica – Coppélia’ estreia no Teatro Plínio Marcos, em Brasília

‘Noite Clássica – Coppélia’ estreia no Teatro Plínio Marcos, em Brasília

Montagem da Cia de Dança Regina Maura traz danças folclóricas como czardas, mazurcas e polcas e será encenada em três atos

Publicado em 30 de novembro de 2017 Imprimir Aumentar fonte
Noite Clássica Coppélia – Foto: Anderson Corcino
Noite Clássica Coppélia - Foto: Anderson Corcino

Nos dias 2 e 3 de dezembro, sábado e domingo, às 20h, o Teatro Plínio Marcos, em Brasília (DF), recebe a montagem Noite Clássica – Coppélia. O espetáculo é baseado no conto Der Sandmann (O Homem da Areia), de Ernest Hoffmann, publicado em 1815. Foi coreografado originalmente por Arthur Saint-León, que também assinou o libreto com Charles Nuitter. Na versão que estreia em Brasília, as adaptações coreográficas e a direção foram assinadas por Regina Maura e Monica Berardinelli, da Cia de Dança Regina Maura, do Distrito Federal. Danças folclóricas como mazurcas, polcas e czardas, escolhidas por Léo Delibes, autor da partitura, dão mais realismo à obra. Os ingressos são a preços populares de R$ 40 e R$ 20 (meia).

Noite Clássica Coppélia - Foto: Anderson Corcino

Coppélia estreou em 1870, na Ópera de Paris, tornando-se, posteriormente, o balé mais representado na Ópera Garnier. No Brasil, o Theatro Municipal do Rio de Janeiro foi o primeiro a encenar o clássico, no dia 9 de maio de 1918, através da Cia de Ana Pavlova. O espetáculo traz os personagens principais: Doutor Coppelius, Swanilda e Franz, e toda ação acontece na aldeia de Cracóvia, na Polônia. A montagem encenada no Teatro Plínio Marcos será dividida em três atos, com dois cenários compostos por telões. No primeiro ato, duas casas de madeira emolduram o palco e, em uma delas, aparece a boneca Coppélia. A classificação é livre, e a peça tem 1h e meia de duração.

ATO I
Swanilda, a jovem mais bonita da aldeia onde vive, está noiva de Franz. Certo dia ele fica encantado por uma menina que todas as tardes dedica-se à leitura na janela da casa do Dr. Coppelius, um senhor que fabrica brinquedos e é conhecido como bruxo. Ele faz de tudo para chamar a atenção dela: a chama para descer, convida-a para dançar, manda beijos, mas não obtém nenhuma reação. Swanilda os flagra e promete vingar-se. Ela acaba por interrogar Franz sobre o acontecido, durante uma discussão. Na praça, os camponeses estão a dançar a mazurca enquanto Swanilda e Franz fazem um encontro forçado pelos amigos. Swanilda diz não ouvir o barulho de seu trigo, mas ele insiste que ela ouve, o que significaria a harmonização do amor entre o casal. Os jovens e Franz decidem fazer uma brincadeira com Dr. Coppelius, na qual sua chave fica caída no chão e Swanilda e suas amigas pegam-na e entram na casa dele.

ATO II
Swanilda e suas amigas descobrem que, na verdade, Dr. Coppelius faz bonecos mecânicos em tamanho real. Elas dão corda aos bonecos e observam eles se movendo. Swanilda encontra também Coppélia, a tal menina dedicada à leitura, atrás de uma cortina, e descobre que ela também é uma boneca. Coppelius entra e flagra as moças. Ele fica furioso com elas, não somente pela invasão, mas também por perturbar sua oficina. Põe as moças para fora e começa a arrumar a confusão. Mas vendo Franz pela janela, Coppelius o convida a entrar. O inventor deseja dar vida à Coppélia mas, pretende transferir o espírito de Franz para a boneca, por meio  de artifícios mágicos. Dá-lhe uma bebida, que o deixa adormecido, e começa a preparar sua mágica. No entanto o Dr. Coppelius não expulsou todas as meninas. Swanilda ainda está lá, escondida atrás de uma cortina. Ela se veste com as roupas de Coppélia e finge ser ela que tornou-se viva. Acorda Franz e ativa todos os bonecos para facilitar sua fuga.

ATO III
Swanilda e Franz estão para se casar, quando o Dr. Coppelius aparece, furioso, alegando danos. Consternada por causa tantos problemas, Swanilda oferece seus dotes em troca do perdão. Mas Franz pede que ela não faça isso, pois ele próprio pagará ao Dr. Coppelius. Nesse ponto, o prefeito intervém e dá um saco de dinheiro para aplacar Dr. Coppelius. Swanilda e Franz casam, e toda a cidade comemora dançando (danças como floristas e trigueiras). Também existem as fitas em comemoração ao casamento.

Noite Clássica Coppélia - Foto: Anderson Corcino

Serviço:

Noite Clássica – Ballet clássico de repertório Coppélia, da Cia de Dança Regina Maura (DF)

Dias 2 e 3 de dezembro (sábado e domingo), às 20h

Classificação indicativa: livre
Duração: 1h e meia

Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia)

Local: Teatro Plínio Marcos
Complexo Cultural Funarte Brasília
Eixo Monumental – Setor de Divulgação Cultural (SDC), lote 2 (entre a Torre de TV e o Centro de Convenções) – Brasília, Distrito Federal (DF)

Ficha Técnica:
Concepção e direção geral: Regina Maura
Direção de cena: Monica Berardinelli
Coreografias: Regina Maura e Monica Berardinelli avec Petipás
Ensaiadoras: Monica Berardinelli e Mariana Brito
Maitre
de ballet: Regina Maura
Designer de luz: Roberto Fachinetti – Realização: Ze Raimundo
Sonoplastia: Ronaldo Rangel
Figurinos: Sônia Santos
Execução de figurinos: Sônia Santos e Rosário Brito Vaz
Arte gráfica: Mariana Brito e 3M
Fotografias: Anderson Corcino
Elenco: Monica Berardinelli e 18 bailarinos da Cia de Dança Regina Maura e ainda, mais 30 alunos do Studio de Dança
Produção: Studio de Dança Produções e Promoções Ltda.