Início do conteúdo
Notícias Teatro Plínio Marcos, em Brasília, recebe o musical ‘O Rei do Show’ neste fim de semana

Funarte Notícias

Publicado em 12 de dezembro de 2019

Teatro Plínio Marcos, em Brasília, recebe o musical ‘O Rei do Show’ neste fim de semana

Espetáculo apresenta canções famosas, como 'This is me', composta para o filme homônimo e que que ganhou o Globo de Ouro de melhor canção original

Teatro Plínio Marcos, em Brasília, recebe o musical ‘O Rei do Show’ neste fim de semana Arte ‘ O Rei do Show’. Divulgação

‘O Rei do Show’, musical que conta a história de P.T. Barnum, considerado um dos pioneiros do circo, chega ao palco do Teatro Plínio Marcos, em Brasília, neste fim de semana. Barnum foi um ‘showman’ que decidiu montar um circo na esperança de ficar famoso. O filme, lançado em 2017, teve o ator Hugh Jackman no papel principal. Com direção geral de Élia Cavalcante, o espetáculo une os três gêneros das artes cênicas: teatro, dança e circo. No elenco, estão Alessandra Maraschino, Antônio Chaves, Faby Gonçalves, Karine Cruvinel, Rafael Soul e Victor Meira.

Permeado por canções de Benj Pasek e Justin Paul, incluindo “This is me”, ganhador do Globo de Ouro de melhor canção original em 2018, o musical gira em torno de Barnum, um garoto de origem humilde que cresce com sonhos sobre construir o mundo idealizado por ele. Casa-se com Charity, que ao contrário dele vem de berço de ouro, mas, apesar de apaixonados, eles vivem anos na pobreza com suas duas filhas. O jovem tenta realizar o seu maior desejo ao abrir um museu de curiosidades, que logo fracassa. Tudo muda quando ele vislumbra a ideia de produzir um grande show estrelado por pessoas excêntricas e marginalizadas, mas cheias de talento.

Barnum se alia ao nobre Philip Carlyle e o museu se torna uma casa de espetáculos, atraindo multidões de curiosos e desafetos, mas o sucesso acaba por subir à cabeça do protagonista. Philip não demora a se apaixonar pela trapezista Anne Weeler, mas o romance encontra obstáculos no preconceito dos pais do rapaz. Enquanto isso, Barnum nega os vínculos que o fizeram triunfar para agradar os mais abastados e parte numa nova empreitada ao lado da cantora Jenny Lind, mas isso o torna cego pela ambição sem limites, levando-o à ruína.

Com isso, Barnum tem de aprender com suas falhas, buscar o perdão dos que sempre estiveram ao seu lado e entender o real sentido da máxima “o show tem que continuar”. Usando como pano de fundo esta história de superação, o musical mostra como os discriminados podem ser gloriosos e apresenta uma mensagem de luta contra o preconceito, o racismo e a LGBTfobia, questionando a imposição de padrões pela sociedade e a hostilidade contra tudo que é diferente, ao mesmo tempo em que discute a função da arte em desafiar a imposição desses padrões.

Serviço
Espetáculo ‘O Rei do Show’

Dias 14 e 15 de dezembro
Horário: sábado: às 16h30 e às 19h30; domingo: às 16h30 e às 19h
Ingressos: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)
Sujeito à lotação
Ingressos devem ser retirados na bilheteria
Bilheteria abre no dia do evento, uma hora antes do espetáculo
Não aceitamos Cartões de Crédito/Débito ou cheques, apenas em espécie
Classificação indicativa: Livre
Duração: 120 minutos

Local: Teatro Plínio Marcos, no Complexo Cultural Funarte Brasília
Eixo Monumental – Setor de Divulgação Cultural (SDC), lote 2
(entre a Torre de TV e o Centro de Convenções)
Brasília, DF

Ficha técnica
Direção Geral: Élia Cavalcante
Direção Musical: Pedro Souto
Direção de Banda: Rodrigo Karashima
Arranjos para solistas e coro: Pedro Souto
Roteiro: Karine Cruvinel
Preparação Cênica: Rafael Soul
Figurinos: Faby Gonçalves
Cenografia: Karine Cruvinel
Iluminação: Rafael Soul
Design de Som: Gustavo Dias
Mídias Sociais e Divulgação: Alessandra Maraschino
Assessoria de Imprensa: Rafael Soul
Audiovisual: Bruna Martins
Monitoria: Alessandra Maraschino, Antônio Chaves, Faby Gonçalves, Karine Cruvinel e Victor Meira
Produção: Antônio Chaves, Victor Meira e Equipe Actus
Apoio: Funarte Brasília e Karashima Instituto de Música
Elenco: Alessandra Maraschino, Antônio Chaves, Faby Gonçalves, Karine Cruvinel, Rafael Soul e Victor Meira