#

patrocínio:

Lei de Incentivo à Cultura Petrobras
Brasil Memória das Artes
Conheça o Brasil Memória das Artes

Miúcha e Carlinhos Vergueiro na Série Seis e Meia

Ouça o show dos cantores realizado em 1982 na Sala Funarte Sidney Miller

Miúcha e Carlinhos Vergueiro na Série Seis e Meia

Mídias deste texto

Áudios (18 áudios)

  • < play >
    00:00 vol
    subir
    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Tema de Abertura

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Desatino

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Alvorada/Luiza/Bastidores

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Samba Erudito / Torresmo à milanesa

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Lições de Vida

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Falando de Amor

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Pela Luz dos Olhos Teus

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – O Ilusionista

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Lamentação

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Amor Verdadeiro

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Sonho de Valsa

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Sonho de Salsa

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Canción Por La Unidad Latinoamericana

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Maninha / Carta ao Brasil

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Apesar de Você

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Como um Ladrão/ Samba Menor

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Baioque

    • Sala Funarte – Miúcha e Carlinhos Vergueiro – Segura a Coisa/Não Existe Pecado ao Sul do Equador/Boi Voador

    descer

Esse show marca várias estreias: a primeira vez de Carlinhos Vergueiro e Miúcha cantando juntos, a estreia do compositor num palco carioca… Para celebrar essas boas-novas, quem esteve na Sala Funarte Sidney Miller entre os dias 17 e 28 de agosto de 1982 testemunhou um show leve, com direito a uma banda repleta de bons músicos e uma plateia cheia de bambas, como Monarco e Mauro Duarte.

Apresentação de Roberto M. Moura

Por uma destas falhas do sistema, o incrível é que Carlinhos Vergueiro nunca se apresentou no Rio do Janeiro, apesar dos discos gravados e de algumas canções muito bem recebidas pelas emissoras de rádio carioca. Vencedor do festival Abertura, da TV Globo, com a música Como um Ladrão, seus shows sempre tiveram outras direções. Até em Cuba cantou, mas nunca fez uma temporada no Rio de Janeiro!

Aí exatamente entra Miúcha. Tínhamos este espetáculo previamente articulado e um belo dia, coroando tudo, Miúcha chegou de São Paulo e sugeriu a dupla com CarIinhos. Fechou o circuito. Num outro papo, na casa do Toninho Horta, Carlinhos tinha brincado comigo: “E nós, quando é que vamos trabalhar juntos?”

Está tudo aí. Um espetáculo que se pretende de bom gosto e não abre mão da brasilidade dos artistas que estão no palco. Um trabalho fluido, leve – cuja seriedade não se traveste de austeridade para parecer mais importante. Carlinhos e Miúcha levam a vida e fazem arte como se estivessem brincando. Certos eles.

Repertório

  • Tema de Abertura (Hugo Fattoruso e Danilo Caymmi)
  • Desatino (Novelli e Carlinhos Vergueiro)
  • Alvorada (Novelli/Carlinhos Vergueiro) /Luíza (Tom Jobim)/ Bastidores (Chico Buarque)
  • Samba Erudito (Paulo Vanzolini) / Torresmo à Milanesa (Adoniran Barbosa/Carlinhos Vergueiro)
  • Lições de Vida (Toquinho, J. Petronilho e Carlinhos Vergueiro)
  • Falando de Amor (Tom Jobim)
  • Pela Luz dos Olhos Teus (Vinicius de Moraes)
  • O Ilusionista (J. Petronilho e Carlinhos Vergueiro)
  • Lamentação (Mauro Duarte)
  • Amor Verdadeiro (Monarco)
  • Sonho de Valsa (Miúcha)
  • Sonho de Salsa (Paulinho Boca de Cantor, Charles e Carlinhos Vergueiro)
  • Canción Por La unidad de LatinoAmerica (Pablo Milanes e Chico Buarque)
  • Maninha (Chico Buarque) / Carta ao Brasil (Nelson Angelo)
  • Apesar de Você (Chico Buarque)
  • Como um Ladrão (Carlinhos Vergueiro) / Samba Menor (Novelli, João Nogueira e Carlinhos Vergueiro)
  • Baioque (Chico Buarque)
  • Segura a Coisa (Miúcha) / Não Existe Pecado ao Sul do Equador (Chico Buarque e Ruy Guerra)/  Boi Voador (Chico Buarque e Ruy Guerra)

Músicos

Novelli (contrabaixo), Hugo Fattoruso (teclados), Nelson Angelo (violão/guitarra), DaniIo Caymmi (flauta), Chico Batera (percussão), Ricardo (bateria)

Ficha Técnica

Direção: Roberto Moura

Roteiro: Roberto Moura/Miúcha/Carlinhos Vergueiro

Assistente de direção: Irene Maieska

Iluminação:  Roberto Moura/Dermeval Coelho

Operador de luz: Dermeval Coelho

Operador de som: Paulinho Rezende

Contrarregra: lvannides de Carvalho

Fotos: José Augusto Reis

Compartilhe!

Caro usuário, você pode utilizar as ferramentas abaixo para compartilhar o que gostou.

Comentários

1

Deixe seu comentário

* Os campos de nome, e-mail e mensagem são de preenchimento obrigatório.

Paulo

enviado em 11 de dezembro de 2010

Depois de ouvir esse show, achei sensacional. Aconselho a alguém da Funarte a lançar esse material em CD. É um documento histórico da Música Popular Brasileira.

Parabéns pelo site

Textos

leia todos os 67 textos deste acervo »

Imagens

veja todas as 154 imagens deste acervo »

Áudios

ouça todos os 869 áudios deste acervo »

Vídeos

veja todos os 14 vídeos deste acervo »

  • Sidney Miller: o compositor e a Sala Funarte (Libras)

    Sidney Miller: o compositor e a Sala Funarte (Libras)

    Videodocumento
  • Sidney Miller: o compositor e a Sala Funarte (Áudio-descrição)

    Sidney Miller: o compositor e a Sala Funarte (Áudio-descrição)

    Videodocumento
  • Sidney Miller: o compositor e a Sala Funarte (Closed Caption)

    Sidney Miller: o compositor e a Sala Funarte (Closed Caption)

    Videodocumento