#

patrocínio:

Lei de Incentivo à Cultura Petrobras
Brasil Memória das Artes
Conheça o Brasil Memória das Artes

De volta ao Projeto Pixinguinha, Jackson comanda o forró ao lado de Anastácia

Caravana que rodou o Sul e o Sudeste em 1980 apresentava também a cantora paraibana Cátia de França, com suas composições fortemente influenciadas pela literatura

Anastácia e Jackson do Pandeiro, parceiros no Projeto Pixinguinha de 1980

Anastácia e Jackson do Pandeiro, parceiros no Projeto Pixinguinha de 1980

Mídias deste texto

Imagens (9 imagens)

Áudios (22 áudios)

  • < play >
    00:00 vol
    subir
    • Forró – Conjunto Borborema

    • Cantiga do Sapo / Cantiga da Pirua / História de Lampião / Rainha do Tamba – Jackson do Pandeiro

    • Baião – Anastácia

    • Forró do Zé Lagoa / Eu só Quero um Xodó – Anastácia

    • Moreno dos Meus Sonhos – Anastácia

    • Coito das Araras – Cátia de França

    • Estilhaços – Cátia de França

    • Panorama – Cátia de França

    • Dança das Lanças – Cátia de França

    • Chiclete com Banana – Jackson do Pandeiro (1980)

    • Vou de Tutano – Jackson do Pandeiro (1980)

    • Puxa Saco – Jackson do Pandeiro

    • Falso Toureiro – Jackson do Pandeiro

    • Minha Zabelê – Jackson do Pandeiro

    • Sou Sertaneja – Anastácia

    • Até a Goela – Anastácia

    • Quase Maluco – Anastácia

    • Forró do Zé Pitomba – Anastácia

    • Quem Vai Quem Vem – Cátia de França

    • Forró em Limoeiro / Sebastiana – Jackson do Pandeiro

    • Evocação nº1 – Anastácia

    • Sou eu teu Amor – Jackson do Pandeiro, Anastácia e Cátia de França

    descer

Cantar acompanhado de mulher não era novidade para Jackson do Pandeiro. Parceiro de Almira Castilho nos anos 50 e 60 e de Neusa Flores nas décadas seguintes, o gênio paraibano sabia como dividir seu telecoteco com o sexo feminino, como comprovou no Projeto Pixinguinha de 1980. Dessa vez, apesar do entrosamento meramente musical (Almira e Neusa tinham sido suas esposas), o resultado foi igualmente poderoso. Ao lado da pernambucana Anastácia e da paraibana Cátia de França, Jackson voltava à estrada após o sucesso da dobradinha com Alceu Valença, na temporada de 1978.

Acompanhado pelo conjunto Borborema, fiel escudeiro de Jackson, o trio de forrozeiros estreou no dia 10 de julho no Teatro Dulcina, no Rio de Janeiro, em seguida percorrendo um itinerário que privilegiou cidades do interior das regiões Sudeste e Sul: São João de Meriti (RJ), Uberlândia (MG), Campinas (SP), São Bernardo do Campo (SP), Londrina (PR), Florianópolis e Blumenau (SC).

Dirigido por Lígia Ferreira (filha de Procópio Ferreira, irmã de Bibi), o espetáculo era apresentado no programa impresso por um texto em que Hermínio Bello de Carvalho ressaltava o caráter nordestino da trupe: “…e aí veio Jackson do Pandeiro e toda uma gama de excelentes artistas, os temas falando de misérias e fomes e secas – problemas com que a gente convivia mais no livros de Graciliano, Rachel de Queiroz…” Clique na galeria de imagens para ler o texto do programa e matérias de jornal sobre o espetáculo de Jackson, Anastácia e Cátia de França.

Já o jornal carioca Luta Democrática, na edição de 9 de julho de 1980, definia o espetáculo como uma reunião de “Gente firmina do Nordeste numa jogada de forró legal”. Era esse o título da matéria que apresentava o show em que cabiam a Jackson os principais sucessos da noite, como Vou de Tutano, Forró em Limoeiro, Sebastiana e Chiclete com Banana.

Mais conhecida no Nordeste do que no restante do país, Anastácia cantava seus sucessos recentes em parceria com Dominguinhos (Tenho Sede e Eu só Quero um Xodó), além do clássico do frevo Evocação nº1, de Nelson Ferreira. Também era autoral o repertório de Cátia de França, que interpretava Coito das Araras e Quem Vai Quem Vem (música sua sobre poema de João Cabral de Melo Neto), entre outras canções. Ouça o repertório completo do espetáculo na galeria de áudios.

“Uma nova Bethânia?”, questionava em 22 de julho um jornal não identificado da cidade de Campinas, cuja crítica era só elogios a Cátia de França. Definida como “a sensacional surpresa” do show, a novata paraibana é descrita no texto como uma “morena bonita que se esconde atrás da roupa que é um misto de cangaço com polícia”, “cantando com uma afinação de piano clássico”. A mesma crítica elogia ainda o “som amestrado” do pandeiro de Jackson (“…tem a classe de um rei”) e diz que as atrações “elevam o forró em Campinas a nível de concerto”.

No Jornal de Hoje, também de Campinas, o crítico José Augusto Lemos lamentou o público pequeno e desanimado que compareceu à estreia de Jackson e cia., contrastando a “frieza habitual da plateia campineira” com “o mais elétrico, mais empolgante (melhor mesmo) show do Projeto Pixinguinha”. Destacando a qualidade dos três solistas e do conjunto Borborema, o veículo – na edição de 23 de julho – arremata assim a sequência elogiosa à caravana nordestina: “Todas as partes contribuem, conjuntamente, para a execução do melhor espetáculo musical apresentado pelo Projeto. Um banquete musical, baile-show-momento imperdível.”

Compartilhe!

Caro usuário, você pode utilizar as ferramentas abaixo para compartilhar o que gostou.

Comentários

0

Deixe seu comentário

* Os campos de nome, e-mail e mensagem são de preenchimento obrigatório.

Textos

leia todos os 212 textos deste acervo »

Imagens

veja todas as 301 imagens deste acervo »

Áudios

ouça todos os 783 áudios deste acervo »

  • Músicas
    • + info
      • Título: O passarinho cantou
      • Intérprete(s): Show Ivan Lins e Nana Caymmi
      • Compositor: Ivan Lins e Vitor Martins
      • Ano: 1977
      • Gênero: Ao Vivo
      • Faixa: 18/18

     

    O passarinho cantou - Nana Caymmi e Ivan Lins

  • Músicas
    • + info
      • Título: Pisando em brasa
      • Intérprete(s):
      • Compositor:
      • Ano: 1978
      • Gênero: Ao Vivo
      • Faixa: 22/22

     

    Pisando em brasa - Canhoto da Paraíba

  • Músicas
    • + info
      • Título: Nascente
      • Intérprete(s):
      • Compositor:
      • Gênero: Ao Vivo
      • Faixa: 11/11

     

    Nascente – Beto Guedes

Vídeos

veja todos os 88 vídeos deste acervo »

  • Cachaça, árvore e bandeira – Moacyr Luz

    Cachaça, árvore e bandeira - Moacyr Luz

    Shows
  • DVD Funarte – Pixinguinha 2005 – Documentário – parte 10 de 10

    DVD Funarte – Pixinguinha 2005 – Documentário - parte 10 de 10

    Documentários
  • DVD Funarte – Pixinguinha 2006 – parte 05 de 05

    DVD Funarte – Pixinguinha 2006 – parte 05 de 05

    Documentários