Sons da natureza e do corpo humano dão o tom de ‘Sonar’, na Funarte MG | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialArtes VisuaisTodas as notíciasSons da natureza e do corpo humano dão o tom de ‘Sonar’, na Funarte MG

Sons da natureza e do corpo humano dão o tom de ‘Sonar’, na Funarte MG

Ação é resultado de residência artística vivida por Nelson Soares, Marcos Moreira e Roberto Freitas na Serra do Cipó, em Minas Gerais

Publicado em 7 de novembro de 2017 Imprimir Aumentar fonte
Mostra ‘Sonar’ – Divulgação
Mostra 'Sonar' - Divulgação

De 10 a 30 de novembro, a exposição Sonar fica em cartaz na Funarte MG, no Centro de Belo Horizonte, com ambientes sonoros e visuais distintos desenvolvidos a partir da utilização do ar como força motriz para o funcionamento de uma série de objetos, engenhocas e engrenagens. Os artistas Nelson Soares e Marcos Moreira, que fazem parte do grupo O Grivo, vivenciaram e trocaram experiências com outro artista, Roberto Freitas, por quase um ano e meio, através de uma residência artística realizada na Serra do Cipó (MG). E o resultado dessa integração é a instalação Sonar, que expõe sons graves que remetem ao orgânico, à respiração e ao vento. E os agudos, referentes aos elementos que circulam na natureza, como grilos e cigarras. Juntamente com a mostra foram criados instrumentos, que serão tocados no dia de abertura (10), às 18h, pelos artistas em uma performance coletiva de interação com os sons da obra e com o público presente. A entrada é gratuita.

A exposição Sonar apresenta três ambientes. O primeiro foi intitulado Casa de Máquinas ou Pulmão. Trata-se de um grande aparelho composto por seis foles de sanfona que estão interligados por um grande eixo acoplado a um potente motor. O funcionamento dos foles, por si só, já produz uma sonoridade particular. Os sopros de seis sanfonas em proposital defasagem rítmica em função do tamanho diferente das catracas e correntes, gera uma polirritmia (uso simultâneo de duas ou mais estruturas rítmicas diferentes). A grande quantidade de ar acarreta um ambiente denso e impactante.

Instalação 'Sonar' - Divulgação

O segundo é montado a partir de três tubos de madeira, como se fossem flautas, que produzem um som contínuo no registro grave, porém leve, vaporoso e aéreo. É um assobio do vento controlado pela intensidade do ar. No último ambiente, é o ar quem ainda impulsiona pequenas engenhocas, objetos musicais e engrenagens. Os movimentos de rodas, polias (peça que transfere força e energia cinética para a obra) e hastes em equilíbrio sugerem sonoridades, criam ritmos, estabelecem texturas. São os fios de ventos, o ar a conta-gotas, segundo os criadores. A mostra foi produzida dentro do projeto Paisagem Sonora – Instalação Performática de O Grivo + Roberto Freitas, da Rumos Itaú Cultural 2015-2016.

Uma das obras de 'Sonar' - Divulgação

Além da instalação Sonar que fica até o fim do mês na Funarte MG, o Educativo Malacaxeta faz visitas guiadas mediante agendamento prévio. Crianças, jovens e adultos vinculados a qualquer instituição de ensino são conduzidas pelo grupo a conhecer e a interagir com a obra por cerca de 1h e 30 minutos, sempre de quarta-feira a domingo, em dois períodos: tarde e noite. O Malacaxeta desenvolveu uma série de ações que têm como eixo condutor provocações poéticas, a fim de potencializar a reflexão e fruição das obras expostas. As abordagens englobam as sensíveis noções que as obras refletem. Por exemplo, a música/engrenagem como elemento da obra/vida conectando as distintas ressonâncias da experiência sonora/visual: escutar, observar, movimentar, deslocar, soar, ressoar, respirar e vivenciar o ar. As visitas mediadas são gratuitas e podem ser agendadas através do e-mail: educativo.malacaxeta@gmail.com

Serviço:

Instalação Sonar, do projeto Paisagem Sonora – Instalação Performática de O Grivo + Roberto Freitas

Abertura: 10 de novembro, sexta-feira, às 18h

Período: de 10 a 30 de novembro, quarta-feira a domingo, das 14h às 22h

Classificação: livre

Visitas guiadas com o Educativo Malacaxeta: atividade direcionada a estudantes e funcionários de instituições de ensino. Interessados devem enviar e-mail para educativo.malacaxeta@gmail.com e fazer seu agendamento. Duração: 1h e 30 minutos.

Entrada gratuita

Local: Funarte MG
Rua Januária, 68 – Centro, Belo Horizonte, Minas Gerais (MG)