Mostra ‘Agência Humble – Capitalizando Segredos’ em cartaz na Funarte MG | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialArtes VisuaisTodas as notíciasMostra ‘Agência Humble – Capitalizando Segredos’ em cartaz na Funarte MG

Mostra ‘Agência Humble – Capitalizando Segredos’ em cartaz na Funarte MG

Exposição interativa mistura arte digital, teatro, cinema e performance

Publicado em 27 de junho de 2014 Imprimir Aumentar fonte
Instalação Morro da Filosofia – Foto: Nacho Durán
Instalação Morro da Filosofia - Foto: Nacho Durán

Até 15 de julho, a Funarte MG recebe a mostra Agência Humble – Capitalizando Segredos, resultado da parceria entre a companhia anglo-brasileira ZU-UK (Zecora Ura) e os videoartistas brasileiros Eder Santos, Henrique Roscoe e Fabiano Fonseca. Divididos em grupos de apenas cinco pessoas, os visitantes são conduzidos por atores e performers a três instalações que interrogam o significado de ser brasileiro. O projeto foi contemplado pelo edital Concurso Cultura 2014 do Ministério da Cultura e faz parte dos 144 projetos que serão apresentados nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Na Funarte MG, o público pode conferir a mostra todos os dias, das 13h às 17h. A entrada é gratuita.

A exposição é inédita no Brasil e foi realizada na Inglaterra, em 2012, durante as Olimpíadas de Londres.  A Agência Humble – Capitalizando Segredos tem como característica essencial a participação do público, que se dá de forma imersiva e interativa. Durante toda a jornada coletiva, os artistas-anfitriões atuam como facilitadores das discussões, provocando os visitantes a compartilharem suas ideias, segredos e opiniões (mesmo estando entre estranhos). Chamada de ‘Dramaturgia da Participação’, essa metodologia é desenvolvida pelos diretores artísticos da ZU-UK (Zecora Ura) Persis Jade Maravala e Jorge Lopes Ramos ao longo das residências artísticas intensivas que a companhia coordena ao redor do mundo desde 2006 e que recebem o nome de DRIFT International.

Sobre as instalações

Morro da Filosofia, com ZU-UK e Eder Santos

Trata-se de uma espécie de altar com os mais variados símbolos e imagens representativos da diversidade cultural brasileira, sem hierarquia, sem lógica aparente.  O público é convidado a se deitar em um espaço aconchegante, colocar headphones e microfones, pelos quais pode se comunicar com os outros quatro membros do grupo. Ele se vê como numa constelação, mas, ao invés de um universo de estrelas, são perguntas filosóficas que emergem dos astros, como imagens que caem do céu em sua direção. Os textos filosóficos foram produzidos pelos artistas Jorge Lopes Ramos, Alastair Eilbeck e Persis Jade Maravala. A cada nova pergunta, o grupo compartilha suas crenças e reflexões com o grupo de estranhos.

Taxi do Carnaval, com ZU-UK e Fabiano Fonseca

O ator/performer leva o público para um automóvel transformado num cinema de 360 graus, onde os visitantes são submersos em imagens filmadas dentro de um bloco de carnaval de rua. Os vídeos foram produzidos no ano de 2012, em Miguel Pereira, interior do Rio de Janeiro, pelos artistas Jorge Lopes Ramos, Alastair Eilbeck e Persis Jade Maravala). Pelo aparelho sonoro do carro, um locutor de rádio apresenta um programa e inicia uma conversa com o público no carro, fazendo perguntas sobre suas escolhas políticas pessoais.  Em seguida, o público é retirado do carro violentamente por uma ‘batida policial’, onde são colocados contra a parede.

Cabine Intimatron, com ZU-UK e Henrique Roscoe

Instalação realizada com telefones públicos adaptados e software específico, produzidos pelos artistas Jorge Lopes Ramos, James Bailey e Persis Jade Maravala. Baseadas na estética dos orelhões públicos no Brasil e em testes de personalidade, essas cabines oferecem um espaço íntimo para cada participante interagir com os telefones através dos teclados.  Uma voz pré-gravada, operada por software específico, construído para o projeto, reconhece as respostas do público e responde com análises de personalidade inspirados nos primeiros estudos da psicanálise.  As perguntas são íntimas e, à medida que o espectador vai fazendo suas escolhas na interação com orelhão e software, elas são trazidas a se pensarem dentro da cultura de seus universos de convívio.

Serviço:

Exposição Agência Humble – Capitalizando Segredos
Entrada gratuita
Em cartaz até o dia 15 de julho
Visitação: todos os dias, das 13h às 17h
Local: Funarte MG – Rua Januária, 68, Centro – Belo Horizonte (MG)