Funarte SP recebe a exposição ‘Locus’, de Adriana Maciel | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialArtes VisuaisTodas as notíciasFunarte SP recebe a exposição ‘Locus’, de Adriana Maciel

Funarte SP recebe a exposição ‘Locus’, de Adriana Maciel

Mostra é uma síntese da produção da artista nos últimos dez anos

Publicado em 3 de agosto de 2018 Imprimir Aumentar fonte
Locus
Exposição 'Locus'. Imagem: divulgação.

A partir de 11 de agosto, sábado, a Galeria Flávio de Carvalho do Complexo Cultural Funarte SP recebe a exposição Locus, da artista Adriana Maciel, contemplada com o Prêmio Funarte Conexão Circulação Artes Visuais.  A abertura, no dia 11, tem início às 15h, e a visitação se estende até o dia 24 de setembro, de segunda a sexta das 10h às 18h, sábados e domingos das 10h às 21h. A entrada é gratuita.  Depois da temporada em São Paulo, Locus segue para Fortaleza, cumprindo um dos propósitos do Prêmio, que é promover a circulação da produção artística brasileira por diferentes regiões do país.

A mostra é uma síntese da produção plástica de Adriana Maciel nos últimos dez anos. Foram selecionadas 25 obras desenvolvidas durante esse período: 13 telas da série Com-partimentos, 10 objetos pictóricos das séries Núcleos e Rotor , e mais duas instalações: Trajetória e Órbitas.

Apesar da diversidade de vertentes reunidas, segundo a artista, a exposição pode ser interpretada como uma única instalação, pois há elementos que conferem unidade aos trabalhos. Propondo um jogo lúdico com a percepção do espectador, a mostra explora relações entre conceitos que a princípio se opõem. Uma mesma figura pode se apresentar condensada ou ampliada, sugerindo compressão ou dilatação.

Dessa forma, a exposição trabalha simultaneamente – pondo-as em relação – noções como “ausência e presença”, “dentro e fora”, “excesso e nada”, “coesão e desdobramento”. Nas telas, a artista “esculpe” a superfície, como se estivesse cortando a parede. Já nos volumes tridimensionais, o procedimento tem o sentido de anulação da matéria. No conjunto, estabelece-se um jogo entre “superfície e profundidade”. A exposição faz uma leitura poética de representações de lugares e pequenas construções, como vãos, frestas e aberturas, que dialogam com o espaço expositivo numa abordagem que aproxima a realidade e a imaginação.

A série Núcleos é composta de pequenos objetos de madeira, pintados de modo a simular buracos ou reentrâncias em suas superfícies.  Rotor é uma série de 15 objetos de madeira redondos, motorizados e com movimentos circulares. As imagens sugerem formas orgânicas, como olhos, que dão ao espectador a sensação de ver e ser visto. Trajetória é uma instalação com 70 peças seriadas dispostas sobre um tablado de 7 metros. No centro de cada peça é representado um núcleo vazio, de modo que a disposição uniforme, em série, cria a ilusão de um túnel virtual. Finalmente, Órbitas se constitui de 10 peças seriadas sobre um tablado de 3 metros. Cada peça gira sobre seu próprio eixo, gerando para a esfera vermelha representada em sua superfície uma órbita particular. Cada esfera tem sua própria órbita, mas também participa do movimento ao seu redor.

Galeria Flávio de Carvalho – Complexo Cultural Funarte SP

(Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos)

Exposição Locus, de Adriana Maciel

Visitação: de 12 de agosto a 24 de setembro. De segundas a sextas, das 10h às 18h.

Sábados e domingos, das 10h às 21h.

Abertura: 11 de agosto, sábado, a partir das 15h

Lançamento do catálogo com presença da artista: dia 22 de setembro, das 14h às 16h.

Oficina de pintura gratuita: dia 21, das 14h às 18h; dia 22, das 16h às 19h; dia 23, das 14h às 18h

Agendamento educativo: visitas mediadas e oficina com agendamento prévio.

Contato: Joseph Motta (11) 9 9722.5592 | (11) 9 6522.1773

E-mail:  exposicaolocus@gmail.com.

Mais informações:

(11) 3662-5177

funartesp@gmail.com