Início do conteúdo
Notícias Funarte divulga o resultado final da Bolsa de Estímulo à Conservação Fotográfica Solange Zúñiga

Funarte Notícias

Publicado em 5 de novembro de 2019

Funarte divulga o resultado final da Bolsa de Estímulo à Conservação Fotográfica Solange Zúñiga

Foram contemplados cinco projetos. Cada um vai receber bolsa no valor de R$ 40 mil

Funarte divulga o resultado final da Bolsa de Estímulo à Conservação Fotográfica Solange Zúñiga Foto Richam Samir/Arquivo CCPF

A Fundação Nacional de Artes – Funarte divulgou nesta terça-feira, dia 5 de novembro, os projetos contemplados com a Bolsa Funarte de Estímulo à Conservação Fotográfica Solange Zúñiga. O resultado final, confirmado após análise dos recursos, foi publicado nesta mesma data no Diário Oficial da União.

A Comissão de Seleção se reuniu, na sede da Funarte, no Rio de Janeiro, entre os dias 7 e 11 de outubro. Ao final dos trabalhos, destacou a qualidade das propostas apresentadas e definiu por unanimidade os cinco projetos a serem contemplados com a bolsa no valor de R$ 40 mil cada.

Foram selecionados os seguintes projetos:

Módulo 1: Ações e estudos sobre conservação e restauração fotográfica no Brasil (dois projetos contemplados)
− Elson de Assis Rabelo com o projeto “Recuperação do Acervo de Voltaire Fraga”, de Salvador (BA);
− Juliana Bittencourt Bovolenta com o projeto “Identificação e caracterização de fotografias de Militão Augusto de Azevedo”, de Osasco (SP).

Módulo 2: Ações e estudos sobre digitalização e preservação digital de acervos fotográficos no Brasil (dois projetos contemplados)
− Millard Wesley Long Schisler com o projeto “Práticas para a preservação de fotografias nativo digitais”, de São Paulo (SP);
− Guilherme Vieira Pinto da Cunha com o projeto “Retratistas do Morro: Sistema Modular de Digitalização, Armazenamento e Distribuição de Imagem”, de Belo Horizonte (MG).

Módulo 3: Ações e estudos realizados sobre processos fotográficos históricos dos séculos XIX e XX (um projeto contemplado)
− Camila Targino e Souza com o projeto “Ambrotipia, a imagem imortal: história, produção e salvaguarda” de Recife (PE).

Acesse aqui o resultado final 

Portaria da Comissão de Seleção 

Acesse, na página deste edital, todos os documentos relacionados 

Na análise dos projetos foram observados os critérios previstos no edital: excelência do projeto quanto à qualidade, aos objetivos, à inovação e conteúdo; capacidade de execução do projeto de acordo com o cronograma apresentado; contribuição para a consolidação ou expansão do campo relativo ao módulo em questão; argumentação na construção do conteúdo; alcance e eficácia do projeto para a democratização do acesso a seus resultados finais; relevância dos resultados do projeto para a conservação e a preservação de acervos fotográficos; e conformidade com as premissas estabelecidas no item 1 do edital. 

Integraram a Comissão de Seleção profissionais reconhecidos na área de conservação e preservação fotográfica: Albertina Otávia Lacerda Malta, Aline Lopes de Lacerda, Denise Bujes Stumvoll, Joaquim Marçal Ferreira de Andrade, Keith Valéria Tito e Sandra Cristina Serra Baruki. A seguir, breve currículo dos membros da Comissão:

Albertina Otávia Lacerda Malta
Historiadora, mestra em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Pernambuco e servidora da Fundação Joaquim Nabuco – FUNDAJ, onde exerce o cargo de coordenadora de Documentação e Pesquisa do Centro de Documentação e de Estudos da História Brasileira – Cehibra. É membro da Câmara Técnica de Documentos Audiovisuais, Iconográficos, Sonoros e Musicais – CTDAISM/Conarq, da Comissão Permanente de Segurança de Acervos e da Comissão de Acervos Bibliográficos, Arquivísticos e Museológicos da Fundação Joaquim Nabuco.

Aline Lopes Lacerda
Possui graduação em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, mestrado em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo. É pesquisadora do Departamento de Arquivo e Documentação da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz e especialista no tratamento arquivístico de documentos fotográficos de valor permanente.

Denise Bujes Stumvoll
Possui graduação em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e especialização em Antropologia Social PPGAS/UFRGS. É mestre em História, Teoria e Crítica de Arte no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais PPGAV/UFRGS. É servidora do Estado do Rio Grande do Sul no cargo de Técnica em Assuntos Culturais da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer/RS, lotada no Museu da Comunicação Hipólito José da Costa. Em 2001, realizou estágio em Conservação de Bens Culturais no Instituto de Patrimônio Espanhol, na Fototeca Ruiz Vernacci, em Madri. Em 2017, foi contemplada com a Bolsa Ibermuseus de Capacitação, realizando residência profissional na Fototeca Nacional/ Sistema Nacional de Fototecas no México e Projeto de multiplicação com palestras de capacitação em diversas cidades do Rio Grande do Sul. Enfâse nos seguintes temas: história da arte; pesquisa iconográfica e fotográfica; conservação de acervos fotográficos históricos.

Joaquim Marçal Ferreira de Andrade
Pesquisador da Biblioteca Nacional e curador, por essa instituição, do portal Brasiliana Fotográfica. Trabalha na instituição há mais de 35 anos, onde coordenou o projeto de resgate da coleção de fotografias doada pelo Imperador Pedro II, hoje inscrita no Registro Internacional do Programa Memória do Mundo, da Unesco. Coautor do projeto do Laboratório de Digitalização da Biblioteca Nacional Digital. Bacharel em Desenho Industrial (ESDI/UERJ), mestre em Design (PUC-Rio) e doutor em História Social (IFCS/UFRJ), é professor agregado do Departamento de Artes & Design e do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, da PUC-Rio, e leciona no curso de pós-graduação lato sensu Fotografia & Imagem do IUPERJ/Universidade Cândido Mendes. Curador de exposições, perito judicial em fotografia e artes gráficas e autor de ensaios sobre a história da fotografia, das artes gráficas e do design, é autor de História da Fotorreportagem no Brasil – a fotografia na imprensa do Rio de Janeiro de 1839 a 1900 (Rio de Janeiro, Campus/Elsevier, 2004) e Milan Alram(Rio de Janeiro, Bazar do Tempo/Edições de Janeiro, 2015). É membro correspondente da Câmara Técnica de Documentos Audiovisuais, Iconográficos, Sonoros e Musicais do Conselho Nacional de Arquivos/Conarq. Integrou o Comitê Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo, da Unesco, representando a Biblioteca Nacional e o Ministério da Cultura.

Keith Valéria Tito
Possui graduação (Licenciatura e Bacharelado) e Mestrado em História. Doutoranda em Arte e Cultura Visual – Faculdade de Arte e Cultura Visual/ FAV-UFG (cursando). Produtora Cultural. Ex-chefe do Núcleo de Biblioteca, Arquivo, Museu e Centro Cultural; Ex-gerente Especial de Museus e Galerias; Ex-diretora do Museu da Imagem e do Som de Goiás da Seduce. Tem experiência nas áreas de conservação, preservação, gestão de museus, gestão de acervos fotográficos, gestão de acervos museológicos e pesquisa histórica.

Sandra Baruki
Conservadora-restauradora de fotografia, graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, e em Comunicação, Cinema, pela Universidade Federal Fluminense –  UFF. Título de Master of Arts in Conservation pela Camberwell College of Arts, University of The Arts London (2001), revalidado como Mestre em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da UFRJ, em 2010. Aperfeiçoamento técnico em conservação e preservação fotográfica nos EUA, janeiro a agosto de 1989, com bolsa de estudos da OEA, nas seguintes instituições: em Nova York, estudante especial na Universidade de Columbia, School of Library Service, Conservation Education Programs (Curso Protection and Care of Records Materials, ministrado pelo Prof. Paul Banks; estágio no Laboratório de Conservação/Seção de Preservação do New York Municipal Archives, sob a orientação de Peter Mustardo; em Rochester, estágios no International Museum of Photography, George Eastman House, sob a orientação de Grant Romer e equipe; e no Image Permanence Institute, Rochester Institute of Technology, sob a orientação de James M. Reilly e equipe. Integrante da equipe técnica do Centro de Conservação e Preservação Fotográfica da Fundação Nacional de Artes desde 1986, onde atua como coordenadora. Consultora, integrante de equipe técnica e coordenadora de diversos projetos institucionais públicos e privados, coordenou vários programas de capacitação na Funarte na área de preservação e conservação fotográfica. Ministrou treinamentos, cursos e oficinas no país e em outros países da América Latina e Caribe, como professora convidada do ICCROM / International Centre for the Study of the Preservation and Restoration of Cultural Property. Autora e editora de textos técnicos sobre conservação fotográfica, publicou artigos em anais de congressos e encontros nacionais e internacionais. Membro do ICOM – Conselho Internacional de Museus e da ABRACOR – Associação Brasileira de Conservadores e Restauradores de Bens Culturais.