Funarte Brasília reúne espetáculos teatrais e exposições | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página Inicial › Funarte › Todas as notíciasFunarte Brasília reúne espetáculos teatrais e exposições

Funarte Brasília reúne espetáculos teatrais e exposições

Complexo Cultural apresenta o espetáculo teatral '60 frames por segundo' e as exposições de arte contemporânea 'Monumento' e 'Poema 193'. Os ingressos para teatro são gratuitos ou têm preço até R$20. A entrada nas mostras é franca

Relacionado a: Artes Visuais, Teatro
Publicado em 17 de março de 2017 Imprimir Aumentar fonte
Frame4_foto ALEXANDRE FORTES
Liberdade é o tema de '60 frames por segundo', que chega dia 18 à Funarte DF. Foto: Alexandre Fortes

Neste fim de semana, o grupo brasiliense Estupenda Trupe estará no Teatro Plínio Marcos, do Complexo Cultural Funarte Brasília, com sua mais nova montagem, 60 frames por segundo. Com ingressos de até R$20, o espetáculo terá duas únicas apresentações: sábado (18), às 20h, e domingo (19), às 19h.

O espetáculo, que estreou dia 14, em Ceilândia, foi estruturado a partir de um processo colaborativo envolvendo relatos pessoais em torno de um tema sempre atual e complexo: a liberdade. A narrativa transporta para o palco referências da linguagem audiovisual para apresentar dramas universais: um frame (ou quadro) é uma imagem fixa que, exibida em velocidade e em cadeia com outras ligeiramente diferentes entre si, vão compor os movimentos de uma animação.

Criada em 2005 por artistas e arte-educadores, a Estupenda Trupe se especializou em desenvolver projetos focados na democratização da arte. A construção de 60 frames por segundo absorveu memórias individuais dos integrantes do grupo e depoimentos de pessoas com diferentes experiências de vida, desde religiosos até adolescentes infratores em semiliberdade.

A base da dramaturgia deste novo espetáculo é o Tear (Troca de Experiências Artísticas e Reinserção), projeto lançado em 2013 para levar a metodologia do Teatro do Oprimido, do diretor teatral carioca Augusto Boal (1931 – 2009), para adolescentes em conflito com a lei apreendidos na Unidade de Internação de Planaltina (UIP), no Distrito Federal.

O grupo também encabeçou, por dois anos, o projeto Aqui tem… Acolá também!, que difundiu informações e atividades culturais abrangendo música, percussão corporal, linguagem clownesca, humor e coreografia, sempre com a proposta de “formar plateia e estimular o olhar crítico das crianças e professores”. Os dois projetos abriram caminhos para o desenvolvimento da arte e da responsabilidade social e contaram com o patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

A Estupenda Trupe participou, em setembro de 2016, da Primeira Mostra Artística Funarte nos Espaços Cênicos Alternativos do Distrito Federal, com o espetáculo de seu repertório Nó na garganta, também inspirado nas experiências trazidas pelo projeto Tear.

Prêmios Funarte de Arte Contemporânea 2015 – Atos Visuais
Duas exposições vencedoras do Prêmio Funarte de Arte Contemporânea – Atos Visuais 2015 também são destaque na programação do Complexo Cultural da Fundação em Brasília. Com um olhar atento a situações que desafiam a vida social nos dias de hoje, os artistas premiados desta temporada trazem para o Espaço Marquise/Entorno e Galeria Fayga Ostrower, respectivamente, as obras Monumento e Poema 193.

Realizada pelos irmãos Adriano e Fernando Guimarães (DF) e pelo jovem artista Ismael Monticelli (RS), Monumento traz à tona a falência de ideais preconizados pelas sociedades modernas como geradores de progresso. A intervenção questiona o desenvolvimento da indústria automobilística no país e a própria criação de Brasília, 54 anos atrás. Para este trabalho, que tem curadoria de Daniela Name (RJ) e Marília Panitz (DF), Ismael Monticelli e os irmãos Guimarães escolheram como matéria-prima a terra bruta e restos de veículos acidentados.

Poema 193, exibida na Galeria Fayga Ostrower, é uma criação do artista plástico cearense Diego de Santos, também vencedor do conceituado Prêmio PIPA Online Popular, em 2014. Com fotos, desenhos e vídeos, Diego de Santos realiza uma construção poética onde a ideia de moradia se assimila, em seus desdobramentos, tanto à de lares em sua intimidade como à dos conflitos sociais desencadeados pela falta de teto. O artista confronta elementos como a concha, o fogo, a fuligem e a ação do tempo para provocar um leque de leituras estéticas e sensoriais.

As duas exposições estão abertas diariamente, exceto às segundas-feiras, das 10h às 22h, com entrada gratuita.

Programação do Complexo Cultural Funarte Brasília – 16 a 23 de março

Teatro Plínio Marcos
Espetáculo: 60 frames por segundo
Dias 18 e 19 de março | Sábado, às 20h; domingo, às 19h
Com: Estupenda Trupe
Direção: Tiago Nery | Texto: Estupenda Trupe | Elenco: Alana Ferrigno, Carlos Valença, Luciana Amaral, Roberta Rangel | Trilha sonora original e execução: Kadu Viva | Produção executiva: Cleber Lopes | Desenho e operação de luz: Emanuel Queiroz | Preparação corporal: Alana Ferrigno | Figurino: Marcus Barozzi | Operador de som: Micheli Santini | Consultoria dramatúrgica: Jonathan Andrade | Assessoria de imprensa: Carlos Valença | Assistente de assessoria de imprensa: Élia Cavalcante | Cabelo e maquiagem para foto: Rustang Carrilho | Cenário: Estupenda Trupe | Fotografia: Alexandre Fortes | Filmagem e edição: Rafael Morbeck | Arte: Wallace Deo | Legenda: Roberta Rangel
Duração: 60min | Classificação etária: 16 anos
Ingressos: R$20 (meia: R$10
Mais informações: www.estupenda.net

Galeria Fayga Ostrower
Exposição: Poema 193
De: Diego de Santos
Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2015 – Atos Visuais
Até 2 de abril | De terça a domingo, das 10h às 21h
Classificação etária: livre
Gratuita

Marquise/Entorno
Instalação: Monumento
Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2015 – Atos Visuais
Até 2 de abril | De terça a domingo, das 10h às 21h
Classificação etária: livre
Gratuita

O Complexo Cultural Funarte Brasília fica no Eixo Monumental, Setor de Divulgação Cultural, entre a Torre de TV e o Centro de Convenções.