Início do conteúdo
Notícias Vídeo da Funarte celebra 120 anos de Pixinguinha

Funarte Notícias

Publicado em 24 de abril de 2017

Vídeo da Funarte celebra 120 anos de Pixinguinha

Músico nasceu em 23 de abril, data em que é comemorado o Dia Nacional do Choro em sua homenagem

Vídeo da Funarte celebra 120 anos de Pixinguinha

A Funarte disponibiliza em seu portal, a partir de hoje, um vídeo que celebra os 120 anos do nascimento de Pixinguinha, comemorados ontem, dia 23 de abril. O vídeo traz depoimentos de amigos e especialistas na obra do mestre do choro, além de imagens atuais da casa onde o artista viveu, no bairro carioca de Ramos, e da Travessa do Ouvidor, no Centro do Rio, onde ele passou grande parte de sua vida boêmia na cidade. Com 26 minutos de duração, o vídeo é uma produção da Coordenação de Difusão e Pesquisa (Codipe), ligada ao Centro de Programas Integrados (Cepin) da Funarte.

Quatro depoimentos revelam, por diferentes ângulos, detalhes da vida e da obra do ilustre aniversariante. O poeta e compositor Paulo César Pinheiro, parceiro do compositor em “Ingênuo”, entre outros choros e sambas, defende a figura de Pixinguinha como o personagem que colocou o Brasil no mapa-múndi da música. Já o produtor e poeta Hermínio Bello de Carvalho, que produziu discos de Pixinguinha e foi parceiro dele em músicas como “Fala baixinho” e “Isso é que é viver”, revela um pouco da intimidade do Pai do Choro nos últimos anos de sua vida.

O vídeo traz também o depoimento do fotógrafo Walter Firmo, autor do célebre registro de Pixinguinha relaxando numa cadeira de balanço em sua casa, em Ramos. A equipe da Funarte foi até a casa em que essa foto foi tirada. Por fim, o músico e pesquisador Paulo Aragão, que defendeu tese de doutorado sobre os arranjos de Pixinguinha e integra a equipe do Instituto Moreira Salles responsável por estudar e trabalhar o acervo do compositor de “Carinhoso”, destaca o papel de Pixinguinha como arranjador e defende seu protagonismo na construção da sonoridade da música popular brasileira a partir da década de 1930.

Pixinguinha nasceu Alfredo da Rocha Vianna Filho, em 23 de abril de 1897, data em que se comemora o Dia Nacional do Choro. Recentemente, a efeméride entrou para o Calendário Cultural Oficial da cidade do Rio de Janeiro. No vídeo, trechos de suas composições – como “Carinhoso”, “Rosa”, “Lamentos” e “Vou vivendo” – são apresentados juntamente com fotografias do acervo do Centro de Documentação e Informação (Cedoc) da Funarte.

Clique aqui para assistir ao vídeo