Início do conteúdo
Notícias Na Espanha, Funarte representa o Brasil em reunião do Iberescena

Funarte Notícias

Publicado em 5 de abril de 2019

Na Espanha, Funarte representa o Brasil em reunião do Iberescena

Coordenação de Dança do Centro de Artes Cênicas participou da 26ª conferência do programa

Na Espanha, Funarte representa o Brasil em reunião do Iberescena

No período de 1º a 6 de abril, o coordenador de Dança do Centro de Artes Cênicas da Fundação Nacional de Artes – Funarte, Fabiano Carneiro representou a instituição na 26ª Reunião do Conselho Intergovernamental do Iberescena – Fundo de Ajuda para as Artes Cênicas Ibero-americanas –, em Alcalá de Henares, Espanha. O programa é representado no Brasil pela Funarte.

O encontro reúne emissários dos 14 países integrantes do Fundo: Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Espanha, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai. Na conferência, eles definem quais serão as linhas de apoio para projetos de circo, dança, teatro, performance cênica e linguagens afins. O objetivo é promover a parceria para incentivo a essas artes e a sua circulação na América Latina e na Península Ibérica. As diretrizes estabelecidas nessas reuniões guiam lançamentos dos editais de fomento para projetos de atividades artísticas. As próximas convocatórias serão anunciadas em breve, no site do Iberescena e de seus representantes nacionais.

O Brasil é membro do Iberescena desde 2010, tendo a Funarte como representante oficial. O programa foi criado em 2006, pelos chefes de Estado e de Governo, na XVI Cúpula Ibero-Americana, em Montevidéu, Uruguai. A missão do Fundo é estimular a diversidade cultural ibero-americana no âmbito das artes de circo, dança e teatro; estimular a formação de novos públicos nos países envolvidos; e ampliar o mercado de trabalho dos profissionais dessas artes, por meio da cooperação técnica e financeira. Cada país-membro contribui com uma cota financeira para o fundo.

O coordenador de Dança da Funarte aponta que os artistas brasileiros demonstram grande interesse nos editais e prêmios do Iberescena: “O idioma é uma barreira na interação do Brasil com os países da América Latina e com a Espanha. A arte, por ser uma linguagem universal, vence este empecilho. A Dança, por exemplo, tem grande potencial de internacionalização, assim como o circo e a performance; e os artistas brasileiros têm muito a oferecer, tanto em pesquisa artística quanto em compartilhamento de modos de criação e produção. Além disso, percebemos que há grande demanda por essa troca com a comunidade artística ibero-americana: em 2018, tivemos 111 inscrições para as três convocatórias do Iberescena. Nove projetos foram contemplados”, analisa Fabiano Carneiro.

Iberescena
Funarte
Ministério da Cidadania
Governo Federal
Brasil

Mais informações aqui