Ministérios da Cultura e da Segurança Pública têm acordo para capacitar jovens de favelas | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página Inicial › Funarte › Todas as notíciasMinistérios da Cultura e da Segurança Pública têm acordo para capacitar jovens de favelas

Ministérios da Cultura e da Segurança Pública têm acordo para capacitar jovens de favelas

Programa #economiacriativagerafuturo, que alcança o Rio de Janeiro, foi lançado no dia 4, quarta-feira

Relacionado a: Artes Integradas, Artes Visuais, Circo, Dança, Literatura, Música, Teatro
Publicado em 6 de julho de 2018 Imprimir Aumentar fonte
economiacriativagerafuturo_MinC_Min. Ext. Segur. Publ. jul. 2018
Ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, e o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão. Foto: Ronaldo Caldas (Ascom/MinC)

Ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, e o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, responderam perguntas da população ao vivo em transmissão on-line. Foto: Ronaldo Caldas (Ascom/MinC)

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, e o ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, lançaram, no dia 4 de julho, quarta-feira o Programa de Capacitação #economiacriativagerafuturo. Resultado de parceria entre os dois ministérios, o programa vai oferecer cursos profissionalizantes em diversos segmentos da economia criativa para 8 mil jovens, com 14 anos de idade ou mais, moradores de cerca de 40 áreas vulneráveis do Rio de Janeiro.

A parceria  prevê investimentos de cerca de R$ 22 milhões do Ministério Extraordinário da Segurança Pública (MSP). Ao Ministério da Cultura (MinC), caberá a operacionalização do Programa. Poderão ser matriculados no programa jovens que tenham concluído pelo menos o 6º ano do Ensino Fundamental e que estejam frequentando a escola. Cada inscrito contará com bolsa de estudos de cerca de R$ 900 por mês (variável de acordo com a carga horária do curso), para cobrir despesas com alimentação e transporte. Serão oferecidas cerca de 50 opções de cursos na área de economia criativa, entre eles fotografia, produção de TV e cinema, programação web, figurinista, pintura digital, desenho, edição de vídeo, entre outros.

Esta é a primeira ação de um conjunto de iniciativas sociais de suporte à intervenção federal no Estado.

Leia mais aqui, no portal do Ministério da Cultura