Início do conteúdo
Notícias Lucas e a Orquestra dos Prazeres fazem show, com entrada franca, e gravam DVD no Recife

Funarte Notícias

Publicado em 10 de novembro de 2014

Lucas e a Orquestra dos Prazeres fazem show, com entrada franca, e gravam DVD no Recife

Projeto ‘Repercutir’ foi contemplado com o Prêmio Funarte de Arte Negra. Gravação de DVD será no dia 13 de novembro, às 20h, no Teatro Luiz Mendonça, na capital pernambucana

Lucas e a Orquestra dos Prazeres fazem show, com entrada franca, e gravam DVD no Recife

No mês da Consciência Negra, o multi-instrumentista Lucas dos Prazeres vai reger a sua Orquestra numa formação mais robusta, com 30 integrantes, em um espetáculo que une a força, a beleza e a poesia da cultura negra e que resultará na gravação do primeiro DVD do grupo. O projeto, intitulado Repercutir, é realizado através do Prêmio Funarte de Arte Negra. A gravação será no dia 13 de novembro, às 20h, no Teatro Luiz Mendonça, no Parque Dona Lindu, Recife (PE).

No show, Lucas combina os diversos tons de instrumentos de percussão – como alfaias, ilús, congas, ajubês e agogôs – para oferecer ao público uma sonoridade conceituada, amadurecida ao longo dos últimos quatro anos, desde a criação da Orquestra. Neste trabalho, o músico une o toque e o canto para apresentar os elementos da cultura negra, construindo seu próprio rito musical, numa perspectiva rica em história e sabedoria. “Quero mostrar a conexão forte, o respeito e o diálogo que temos com a natureza. Não quero fazer um show sobre religião. Eu quero fazer um show sobre cultura negra, sobre negritude, tendo os ensinamentos, os cuidados e a conscientização dessa realidade no Brasil”, explica Lucas dos Prazeres.

A Orquestra dos Prazeres inova nesse show, trazendo a releitura de obras musicais consagradas, como Zumbi, de Jorge Ben Jor, e Felicidade Guerreira, de Gilberto Gil, transformando-as em peças percussivas. Homenagens aos griôs da cultura negra em Pernambuco também estão no repertório, com referência à Badia, a mãe de santo do Pátio do Terço, uma das mais reverenciadas e antigas da cidade; Zé Neguinho do Coco, mestre coquista; e mestre Joab, símbolo da capoeira.

O roteiro do DVD está dividido em quatro atos, através dos quais são mostrados os ciclos da vida, representados nas estações do ano. O espetáculo começa com o tempo de quietude, equivalente ao inverno; passa para a primavera, o tempo de florescer; segue para o verão, num convite para festejar a vida, e encerra com o outono. A gravação do DVD Repercutir, de Lucas e a Orquestra dos Prazeres, tem entrada franca. Os ingressos devem ser retirados na bilheteria do teatro, no dia do show.

Orquestra – O projeto teve início em 2009, mas a estreia da Orquestra dos Prazeres foi em dezembro de 2011. A percussão, conhecida como a ‘cozinha’ das bandas, assume o papel de protagonista no palco. Os músicos são contemplados na caixa cênica e os instrumentos são distribuídos entre agudos, médios e graves – de maneira que a ‘cozinha’ deixa de ser o último compartimento da casa ou o fundo do palco para ser ‘a casa’, ou seja, o palco é todo percussivo.

A história da banda tem um forte laço com a trajetória do Morro da Conceição e seus moradores. Este bairro do Recife é conhecido por sua mobilização popular, festejos e referências de diversas matizes. Lucas foi aluno e professor do Centro de Formação do Educador Popular Maria da Conceição, onde a educação caminhava lado a lado com a música, a dança e as artes plásticas. “Nos consideramos um laboratório de sons, porque antes de tudo somos um laboratório de almas: cada um aqui tem sua história e imprime um pouco de si na sonoridade final. Esse é o nosso diferencial: nos damos espaço para ouvirmos e sermos ouvidos, para ensinar e principalmente aprender uns com os outros”, afirma o músico, que traz para o palco uma grande variedade de instrumentos percussivos adquiridos através das viagens e turnês pelo mundo em seus 18 anos de carreira, refletindo a busca por harmonia através da diversidade.

Prêmio Funarte de Arte Negra – Lançado em novembro de 2012 pela Fundação Nacional de Artes, em parceria com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR), o Prêmio Funarte de Arte Negra contemplou 33 projetos nas áreas de artes visuais, circo, dança, música, teatro e preservação da memória.

Serviço:

Lucas e a Orquestra dos Prazeres – Gravação do DVD Repercutir
13 de novembro, quinta-feira, às 20h
Local: Teatro Luiz Mendonça – Parque Dona Lindu
Av. Boa Viagem, S/N – Boa Viagem – Recife (PE)
Entrada Franca
Obs: Os ingressos devem ser retirados na bilheteria do teatro, a partir das 17h, no dia do show