Funarte recebe convidados na noite de lançamento da Coleção Ensaios, no Rio | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página Inicial › Funarte › Todas as notíciasFunarte recebe convidados na noite de lançamento da Coleção Ensaios, no Rio

Funarte recebe convidados na noite de lançamento da Coleção Ensaios, no Rio

Obras também foram lançadas em São Paulo, dia 9 de fevereiro, no Espaço Cult

Relacionado a: Artes Integradas, Literatura
Publicado em 8 de fevereiro de 2017 Imprimir Aumentar fonte
Coleção Ensaios Brasileiros Contemporâneos
Coleção Ensaios Brasileiros Contemporâneos

Em uma noite repleta de presenças marcantes, as obras: Cidades, de Raquel Rolnik e Ana Fernandes; Música, de Marcos Lacerda; Problemas de Gênero, de Carla Rodrigues, Luciana Borges e Tânia Regina Oliveira Ramos, e ainda, Indisciplinares, de Francisco Bosco, Eduardo Socha e Joselia Aguiar, foram lançadas nesta última terça-feira, dia 7 de fevereiro, na Livraria Travessa do Shopping Leblon, Zona Sul do Rio. Os quatro livros fazem parte da Coleção Ensaios Brasileiros Contemporâneos, da Funarte. Essas obras também foram lançadas em São Paulo, no dia 9 de fevereiro, quinta-feira, no Espaço Cult.

Além desses quatro volumes, a Coleção terá outros cinco livros: Artes Visuais, Filosofia, LiteraturaPolíticaPsicanálise, totalizando cerca de quatro mil páginas, quase 300 autores, 28 editores, além de consultores contratados para o trabalho de pesquisa, seleção e apresentação. Com a publicação desta coleção, a Funarte visa contribuir para a formação e/ou consolidação do público leitor de textos críticos. Para isso, o presente trabalho pretende oferecer uma imagem da produção ensaística contemporânea brasileira em seus campos de saber, propiciando tanto uma avaliação do valor da produção quanto o acesso a um amplo quadro de questões contemporâneas do país.

A mesa de debates foi composta por Carla Rodrigues, Marcos Lacerda, Eduardo Socha, Mariana Cavalcante e o diretor da coleção, Francisco Bosco. Segundo Carla Rodrigues, organizar Problemas de Gênero para a Coleção Ensaios Brasileiros Contemporâneos foi uma imensa oportunidade de reunir a produção teórica feminista a partir de diferentes possibilidades. “Perspectiva histórica, porque nossas lutas vêm de longe; temática, porque nossas reivindicações são muitas; e principalmente um modo de mostrar a circularidade das pautas feministas diante da plasticidade do machismo na sociedade brasileira”, explica.

Organizador do livro Música, Marcos Lacerda falou sobre sua pesquisa para a confecção da obra que transitou pelas músicas do Conjunto Época de Ouro, da Música Popular Brasileira (MPB), da Bossa Nova, do Tropicalismo, do Sertanejo e do Hip Hop. Já Eduardo Socha, do Indisciplinares, explicou sua obra sob o ponto de vista das situações e coisas diferenciadas, como, por exemplo, o timbre da voz do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Mariana, coordenadora do livro Cidades, falou de sua dificuldade em escrever sobre esse tema tão vasto e que teria assunto para mais de 700 páginas, mas não foi possível. Ela agradeceu a oportunidade e a parceria da equipe da Fundação Nacional de Artes – Funarte. Diretor da coleção, Francisco Bosco ressaltou que a ideia de elaborar a Coleção Ensaios Brasileiros Contemporâneos surgiu no ano de 2015, quando ainda era presidente da instituição.

Estiveram presentes no evento, o presidente da Funarte, Stepan Nercessian; o diretor executivo da instituição, Reinaldo Veríssimo; o coordenador-geral de Planejamento e Administração, Paulo Grijó; o diretor do Centro de Artes Visuais, Xico Chaves; a gerente de Edições, Filomena Chiaradia; Jaqueline Lavor e Carlos Drummond, ambos da Gerência de Edições; a coordenadora do Centro de Conservação e Preservação da Fotografia, Sandra Baruki; a coordenadora da Assessoria de Comunicação, Camilla Pereira; o ex-presidente da Funarte Humberto Braga; superintendente executivo do Instituto Moreira Salles, Flávio Pinheiro, além de servidores e colaboradores da Fundação Nacional de Artes.

Saiba mais