Circuito Interações Estéticas será lançado no Rio de Janeiro, dia 13/12 | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialArtes IntegradasTodas as notíciasCircuito Interações Estéticas será lançado no Rio de Janeiro, dia 13/12

Circuito Interações Estéticas será lançado no Rio de Janeiro, dia 13/12

De 13 a 15 de dezembro, evento terá diversas atrações artísticas, entre espetáculos de teatro, música e mídias digitais, rádio itinerante e fanzine.

Publicado em 8 de dezembro de 2010 Imprimir Aumentar fonte
Grupo Harém apresenta a peça "Raimunda Pinto, sim senhor!" dia 15 na Sala Sidney Miller. Foto: Tainá Azeredo
Grupo Harém apresenta a peça "Raimunda Pinto, sim senhor!" dia 15 na Sala Sidney Miller. Foto: Tainá Azeredo

Será lançado dia 13 de dezembro, no Palácio Gustavo Capanema, Rio de Janeiro, o Circuito Interações Estéticas. A quarta e última etapa do evento terá espetáculos de teatro, música e mídias digitais, rádio itinerante, fanzine, lançamento de edições on-line e entrega do Prêmio Cultura Viva. A programação vai até 15 de dezembro e inclui ainda o Seminário Interações Estéticas, que reunirá representantes de Pontos de Cultura, coletivos de artistas, especialistas e interessados em geral, em uma reflexão crítica sobre a relação entre arte e política. O programa é realizado pela Fundação Nacional de Artes e pelo Ministério da Cultura, por meio da Secretaria de Cidadania Cultural, em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco.

No primeiro dia do evento, segunda-feira, às 18h, haverá apresentação do chamado Eixo Fixo, formado por artistas que estiveram nas quatro etapas do Circuito: Hapax, Fanzine, Rádio Interofônica, Política do Impossível e Esculturas Sonoras. Na terça, dia 14, às 17h, na mostra Cine Teatro Brasil, será exibido o documentário “O incrível encontro”, de Júlio Calasso, seguido de  palestra com o ator e diretor Antônio Pedro Borges. Às 20h será apresentada a peça “Raimunda Pinto, sim senhor!”, do Grupo Harém de Teatro (PI).

Já na quarta-feira, dia 15, às 19h, haverá lançamento do projeto “Brasil Memória das Artes” e de edições on-line da Funarte. Às 20h, o espetáculo musical de Beatriz Azevedo, que tem como convidados Grupo Manguerê, Tambores de Tocantins, Chacal, Ademir Assunção e Jorge Mautner, encerra a programação. A direção é assinada por Cristóvão Bastos. (Confira abaixo a  programação completa do evento.)

O Circuito Interações Estéticas consiste na realização de festivais nacionais de cultura e arte contemporânea, em quatro cidades brasileiras São Paulo, Recife, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Juntas, as etapas reúnem cerca de 600 artistas e um público estimado em 60 mil pessoas. O evento é gratuito e aberto ao público.

Até o final da etapa Rio, terão sido centenas de apresentações artísticas – espetáculos musicais, teatrais, de dança e circo, performances, instalações, intervenções e exposições, mostra de audiovisual –, seminários temáticos, oficinas de qualificação e capacitação nas mais diversas linguagens.

O Circuito Interações Estéticas tem como objetivo reunir o que existe de mais expressivo da produção dos Pontos de Cultura em parceria com os artistas residentes do Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura. E com isso mobilizar e articular em rede linguagens artísticas e estéticas de diferentes regiões e levar o melhor da produção cultural brasileira para todo o território nacional.

Como desdobramento do Prêmio Interações Estéticas – realizado pela Funarte e pela Secretaria de Cidadania Cultural desde 2008 – o Circuito Interações Estéticas pretende traçar novas trajetórias para a circulação da produção cultural no Brasil, contribuir para a universalização do acesso dos brasileiros à fruição e à produção cultural, bem como oferecer uma inovação no formato dos festivais de arte e cultura do país. Além disso, pretende formular estratégias para a sustentabilidade e o fortalecimento da rede entre artistas e Pontos de Cultura.

Prêmio Interações Estéticas
O prêmio apoia projetos de diferentes segmentos artísticos ao promover o intercâmbio cultural entre artistas e Pontos de Cultura. Desse diálogo, forma-se uma nova e importante rede social e cultural, que se articula para além dos limites entre a “cultura erudita” e a “cultura popular”.

Em sua terceira edição, que contemplou este ano 137 projetos nas categorias regional e nacional, com investimentos de R$ 4,5 milhões, o Prêmio Interações Estéticas já selecionou 220 projetos – 127 deles em 2009 (R$ 4 milhões) e 93 na primeira edição, em 2008 (R$ 3 milhões) – com o envolvimento de artistas em mais de 200 Pontos de Cultura das cinco regiões brasileiras.

Ponto de Cultura
O Ponto de Cultura é a ação prioritária do Programa Cultura Viva, da Secretaria de Cidadania Cultural, criado em 2004. Representantes da sociedade civil firmam convênio com o MinC, governos municipais e estaduais e, por meio de seleção pública, criam Pontos de Cultura, que ficam responsáveis por articular e impulsionar ações já existentes em suas comunidades. Atualmente, existem 3 mil Pontos de Cultura espalhados pelo país, com representantes das mais diversas manifestações culturais brasileiras.

Veja a programação completa na Agenda Cultural.

Mais informações:
www.cultura.gov.br/culturaviva

www.funarte.gov.br/interacoesesteticas