A obra do mineiro Humberto Mauro em foco na Funarte MG | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialArtes IntegradasTodas as notíciasA obra do mineiro Humberto Mauro em foco na Funarte MG

A obra do mineiro Humberto Mauro em foco na Funarte MG

Um dos cineastas brasileiros mais importantes é tema do segundo ciclo de palestras do Arte em Foco. Inscrições, gratuitas, estão abertas.

Publicado em 8 de agosto de 2013 Imprimir Aumentar fonte
foto intervencao o cinema como cachoeira credito Jefferson Assuncao
O cinema como cachoeira | Montagem: Jefferson Assunção

De 26 a 28 de agosto, o professor Eduardo Morettin, da Universidade de São Paulo (USP), vai falar sobre a obra do mineiro Humberto Mauro (1897 – 1983), na Funarte MG. Esse é o segundo ciclo de palestras que integra a V Edição do Projeto Cultural Arte em Foco. Até outubro, o Arte em Foco ainda irá tratar da obra de: Pixinguinha e Augusto Boal. As inscrições, gratuitas, podem ser feitas a cada mês, pelo email arteemfoco.funarte@gmail.com. As vagas são limitadas e os participantes que obtiverem frequência mínima de 75% serão certificados.

Um dos cineastas mais importantes da história do cinema brasileiro, nomeado por Glauber Rocha como o ponto de partida do cinema novo, Humberto Mauro teve uma larga produção no campo do documentário e ficção. No curso do Arte em Foco, será examinado, em um primeiro momento, o período de formação do cineasta em Cataguases, onde ele realizou filmes como Sangue Mineiro (1930), e a sua consolidação no Rio de Janeiro a partir das produções na Cinédia, em especial Ganga Bruta (1933), e na Brasil Vita Films, com destaque para Argila (1940).

A segunda aula abordará o seu vínculo com o Instituto Nacional de Cinema Educativo (INCE), criado em 1936, pelo governo Getúlio Vargas. O diretor mineiro participou diretamente ou não da confecção de cerca de 300 filmes de curta e média metragem entre 1936 e 1964. O olhar será dirigido aos filmes feitos durante o Estado Novo, trazendo para o debate também O Descobrimento do Brasil, (1937), dirigido por Mauro, produzido pelo Instituto de Cacau da Bahia e com trilha sonora de Heitor Villa-Lobos, feita especialmente para o filme.

Por fim, a última aula terá como eixo a produção posterior, tanto a feita dentro do INCE, com destaque para a série Brasilianas (1945 a 1956) e A Velha a Fiar (1964), bem como aquele que seria o seu último filme de longa-metragem, O Canto da Saudade (1952), em Volta Grande.

Durante esse segundo ciclo de palestras, os participantes poderão conferir também a intervenção intitulada O cinema como cachoeira, do professor, diretor e roteirista Ataídes Braga. A Intervenção se dará com fragmentos de filmes e documentários sobre Humberto Mauro, mostrando a importância de sua cinematografia e as influências em diferentes diretores com foco em uma certa “mineiridade” do olhar. Pretende-se utilizar música e imagens sobrepostas, uma perfomance visual e um registro documental como fluxo constante com os participantes.

No dia 29 de agosto (quinta-feira) Ataídes Braga conversa com o público sobre sua pesquisa acerca de Humberto Mauro, ele é então o Artista em Foco.

O projeto

Arte em Foco é um ciclo de reflexões sobre as artes, realizado pela representação da Funarte em Minas Gerais desde 2009. Para encaminhar os cursos são sempre convidados importantes professores e pesquisadores de diferentes universidades do país.

Contando sempre com intervenções artísticas, o projeto abre espaço para o artista convidado, que, além de ilustrar a palestra do professor, no último dia de cada ciclo fala com o público sobre o seu trabalho, sua trajetória e sua poética.

26 a 28/08
Cinema

Humberto Mauro: três momentos
Prof. Eduardo Morettin (USP)

Eduardo Morettin é professor de História do Audiovisual da Escola de Comunicações e Artes da USP, é autor de Humberto Mauro, Cinema, História (SP, Alameda Editorial, 2012), um dos organizadores de História e Cinema: dimensões históricas do audiovisual (2ª ed., SP, Alameda Editorial, 2011) e História e Documentário (RJ, FGV, 2012). É conselheiro da Cinemateca Brasileira, do Instituto de Estudos Brasileiros, do Museu de Arte Contemporânea e do Cinusp. É um dos líderes do Grupo de Pesquisa CNPq História e Audiovisual: circularidades e formas de comunicação e coordenador do programa de pós-graduação em Meios e Processos Audiovisuais, sediado na ECA/USP. Em 2012, realizou seu pós-doutorado pela Université Paris I.

Intervenção artística: O cinema como cachoeira

A Intervenção se dará com fragmentos de filmes e documentários sobre Humberto Mauro, mostrando a importância de sua cinematografia e as influências em diferentes diretores com foco em uma certa “mineiridade” do olhar. Pretende-se utilizar música e imagens sobrepostas, uma perfomance visual e um registro documental como fluxo constante com os participantes.

29/08

Artista em Foco

Ataídes Braga é poeta, professor de cinema, roteirista, diretor de produção; crítico e comentarista de cinema em jornais, rádios e tvs; ministra aulas em faculdades, cursos e oficinas; professor da Universidade UNA. Participou de vários filmes realizados nos últimos anos em BH; Pesquisador do Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro; Autor dos livros – O Fim das Coisas – Salas de Cinemas de Belo Horizonte, CRAV/Secretária Municipal; Fragmentos de Versos, Plurarts. 2010; Cachoeira de Filmes, Allgas, 2011. Integrante da Rede Kino. Presidente da Associação Artesãos Tagarelas, na periferia de Belo Horizonte, cidade onde nasceu em 1960. Na web: www.jaguadarte.blogspot.com.

_______________________________________

Programação

26 a 28/08

Cinema

Humberto Mauro: três momentos

Prof. Eduardo Morettin (USP)

Intervenção Artística: O cinema como cachoeira

29/08

Artista em Foco

Ataídes Braga

_______________________________________

23 a 25/09

Música

Pixinguinha, mestre fundamental da música brasileira

Prof. Antonio Carrasqueira (USP)

Intervenção Artística: Flautas Brasileiras: Pixinguinha

26/09

Artista em Foco

Regional Choro Nosso

_______________________________________

28 a 30/10

Teatro

Augusto Boal e modos de ativismo no Teatro do Oprimido

Profa. Sílvia Balestreri (UFRGS)

Intervenção Artística: A opressão se senta à mesa

31/10

Artista em Foco

Alunos da ZAP 18, Cida Falabella e Lucas Costa

_______________________________________

Serviço

Horário: 19h às 22h

Funarte MG
Rua Januária, 68. Floresta. BH/MG

Informações: (31) 3213.7112

Inscrições Gratuitas
Nome completo, breve currículo, telefone para contato
arteemfoco.funarte@gmail.com
Vagas Limitadas